logo

Telefone: (11) 3024-9500

Vai fazer um cruzeiro pela primeira vez? Veja dicas para curtir a viagem Logo

Foto por Istock/ Rawpixel Ltd

Vai fazer um cruzeiro pela primeira vez? Veja dicas para curtir a viagem

19 de agosto de 2016

As viagens de cruzeiro já caíram nas graças dos brasileiros há alguns verões. Ainda assim, muitos elegeram esta temporada para fazer seu debute em alto-mar. Se você é um deles e tem dúvidas em relação à viagem, seus problemas acabaram! A seguir, vamos dar dicas e sugestões para quem vai embarcar pela primeira vez em uma viagem de navio.

Foto por Istock/ Rawpixel Ltd

Foto por Istock/ Rawpixel Ltd

Documentos
Em viagens nacionais é preciso levar um documento de identidade, enquanto em viagens internacionais, um passaporte com no mínimo seis meses de validade.

O que levar

Os marinheiros de primeira viagem geralmente se empolgam por não ter limite de bagagem. Mesmo assim, o indicado é levar dois volumes por passageiro. Dentro da mala, o indicado é levar itens informais, já que é o que mais será usado nos dias dentro do navio. Bermudas, chinelos, vestidos e trajes de banho são os mais comuns. A exceção, a noite do comandante, presente em praticamente todos os pacotes de cruzeiro, pede traje esporte fino ou gala – de acordo com cada companhia ou tipo de viagem. Quem gosta de se exercitar pode levar também roupas de ginástica. Em geral, os navios têm academia, pista de caminhada e uma programação de atividades.

 Além das roupas, é importante levar na mala: protetor solar, remédios (para quem sente enjoo, principalmente) e câmera para registrar os momentos dentro do navio e em terra firme.

 Outra dica é separar alguns itens como roupa de banho ou roupa leve para a bagagem de mão. O navio é maior do que você imagina e suas malas podem demorar a chegar.

 Atenção! Entre os itens proibidos de levar estão os que emitam calor – como ferros de passar e velas – armas, drogas, alimentos, bebidas ou objetos pontiagudos.

Foto por Istock/ michaeljung

Foto por Istock/ michaeljung

 A bordo

A dica é aproveitar as atividades programadas  – que geralmente estão nos informativos entregues nas cabines – enquanto o navio percorre de um destino a outro. Sessões de ginástica e ioga, aulas de danças, gincanas, teatro e música ao vivo são alguns exemplos.

Como alguns locais de parada não têm porto (por exemplo, Búzios, Fernando de Noronha e Punta Del Este), o embarque e o desembarque é realizado em lanchas ou outros barcos menores, vale se atentar aos horários de saída tanto do navio quanto na volta.

Os gastos a bordo são em dólar e costumam ser computados em um cartão magnético, entregue no momento do embarque. No início da viagem, é preciso definir qual é o meio de pagamento que será vinculado ao cartão.

Em geral, os cruzeiros fazem pacotes que incluem a acomodação, refeições e parte do entretenimento, mas alguns, com sistema all inclusive, também oferecem bebidas alcoólicas e não alcoólicas.

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por Istock/ Rawpixel Ltd

Comentários