logo

Telefone: (11) 3024-9500

Um roteiro de belos cenários pela Foz do São Francisco com a Nozestur | Qual Viagem Logo

foz-do-sao-francisco-5-foto-por-raquel-megiolaro

Um roteiro de belos cenários pela Foz do São Francisco com a Nozestur

21 de janeiro de 2020

Paisagens paradisíacas. Sol, água transparente, coqueiros, dunas branquinhas que teimam em se manter vivas entre as vegetações, barcos de pescadores, ilhas e cenários indescritíveis. Estamos falando do passeio que a Nozestur disponibiliza ao maior e mais belo rio do Brasil, o São Francisco, com sua exuberante foz. O Velho Chico rasga e margeia a cidade sergipana de Brejo Grande, de onde sai o confortável catamarã que navega pelas esverdeadas águas até o seu encontro com o mar.

foz-do-sao-francisco-12-foto-por-raquel-megiolaro

Numa viagem de aproximadamente 130 km partindo da graciosa capital sergipana, Aracaju, a viagem até o local da partida do catamarã da Nozestur é de quase três horas, contando uma rápida parada de 20 minutos. Tirando as obras intermináveis de duplicação da BR, o passeio vale muito a pena.

A cidade de Brejo Grande, local em que iniciamos o roteiro, é bem  pequena, simples, com ares de uma vila de pescadores. De lá, embarcamos no catamarã da agência de turismo Nozestur. O roteiro inclui um almoço, no retorno do passeio. Ainda assim, durante o tempo em que passamos navegando pelo rio, foram oferecidas frutas de cortesia e também havia serviço de bebidas pagas à parte.

foz-do-sao-francisco-10-foto-por-raquel-megiolaro

Não custa nada lembrar a importância do Rio São Francisco para o Brasil. Com sua nascente no estado de Minas Gerais, na cidade de São Roque de Minas, o rio atravessa vários estados: Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas (e faz a divisão natural entre estes dois últimos). Com extensão de 2.863 km, o rio da integração nacional, também conhecido como Velho Chico, foi descoberto em 1501, por Américo Vespúcio, com nome dado em homenagem ao santo, Francisco de Assis. Números que impressionam são de seus afluentes: 90 pela margem direita e 78 pela margem esquerda.

A cidade alagoana de Penedo, que fica do lado esquerdo de quem desce o rio em direção à foz ao longo do passeio e onde foram filmadas cenas do filme “Deus é Brasileiro”, com o ator global Antônio Fagundes, foi fundada em 1522, às margens do rio, como primeiro núcleo povoador das margens.

foz-do-sao-francisco-1-foto-por-raquel-megiolaro

O passeio náutico é bastante confortável. As paisagens que descortinam o horizonte são lindas e inesquecíveis! O catamarã vai até o ponto máximo permitido pelos órgãos fiscalizadores do Meio Ambiente, pois a região é uma APA – Área de Proteção Ambiental, e leva uns 45 minutos até lá. Ele atraca num enorme banco de areia formado por dunas. De um lado, temos o Rio São Francisco e o estado de Sergipe e, do outro lado, temos o Oceano Atlântico, que banha parte de Alagoas.

foz-do-sao-francisco-6-foto-por-raquel-megiolaro

Na verdade, uma hora é pouco para apreciar tanta beleza! Reunindo rio, dunas, coqueiros, lagoa e mar, sinceramente é o paraíso perfeito. Nesse local das dunas, há vendedores com artesanato e também algumas barracas que oferecem bebidas e comidinhas locais. Algumas barracas comercializam artesanato e outras oferecem cocadas fresquinhas e coloridas de diversos sabores.

foz-do-sao-francisco-7-foto-por-raquel-megiolaro

O retorno também é bem interessante, pois você pode banhar-se com as águas doces do Velho Chico nos chuveiros do catamarã para se refrescar enquanto aprecia a bela paisagem do rio e dos coqueiros. Quase chegando à foz, preste bastante atenção, pois é comum ver o balé dos golfinhos que nos brindam com seus saltos elegantes. O roteiro leva o dia inteiro e chegamos a Aracaju já de noite.

foz-do-sao-francisco-2-foto-por-raquel-megiolaro

O legal para quem faz esse passeio para a foz do São Francisco e também o passeio do Cânion do Xingó é poder comparar esses dois trechos. Embora façam parte do mesmo rio, são super diferentes, desde a tonalidade das cores até o tipo de correnteza. Na foz do São Francisco, a correnteza é mais intensa, há ilhotas no meio do caminho e até mesmo coqueiros solitários. Inclusive, para tomar banho no rio na foz do São Francisco, eles orientam entrar somente um pouco, primeiro porque afunda muito rápido, segundo por causa da correnteza. Já o rio que se apresenta na região do Cânion do Xingó é mais calmo, com cores diferentes, cercado de rochas e uma vegetação mais agreste.

Sobre a Nozestur

A Nozestur é a maior empresa de receptivo de Sergipe e uma das mais atuantes do Nordeste brasileiro. Estima-se que nos meses de alta temporada a empresa chega a transportar diariamente entre 5.000 a 6.000 turistas, nos mais de oito roteiros que ficam à disposição de quem chega a Sergipe, principalmente a Aracaju.

O Diretor Executivo da Nozestur é Hamilton Nascimento, que tem mais de 30 anos de experiência no turismo receptivo de Sergipe e atualmente comanda uma equipe de mais de 130 colaboradores, entre diretos e indiretos. A importância da Nozestur para o turismo sergipano é inegável. Mais de 65% das operações terrestres são executadas pela empresa, que continua em contínuo processo de investimento.

Onde ficar: Radisson Hotel Aracaju

Bem localizado em plena Orla de Atalaia, o Radisson Hotel Aracaju oferece diversos atrativos para melhor atender aos públicos mais exigentes. Conta com 148 apartamentos bem equipados, restaurante, copa baby, lobby bar, SPA, salão de beleza, piscina, estacionamento coberto e room service 24h, entre outros benefícios. Disponibiliza também o serviço de transfer cortesia entre o hotel e o aeroporto, mediante agendamento. Além disso, o hotel é pet friendly. Mais informações em: www.atlanticahotels.com.br

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva

Fotos por: Raquel Megiolaro

Comentários