logo

Telefone: (11) 3024-9500

Saiba o que fazer em Pondicherry, no sul da Índia | Qual Viagem Logo

c

Saiba o que fazer em Pondicherry, no sul da Índia

7 de fevereiro de 2019

Pondicherry, a capital francesa da Índia, foi listada como um dos destinos mais procurados pelos usuários do Airbnb para 2019. Você já ouviu falar na cidade? Se não, descubra agora todos os atrativos desse lugar que reúne templos hindus, parques,  edifícios coloniais e uma vibração espiritual que te dá aquele sentimento bom de pertencer a um lugar e ter voltado para casa.

Situada na costa sul da Índia, a cerca de três horas de trem de Chennai, Pondy, como é carinhosamente chamada, é uma cidade pequena – para os padrões do país – que conta com atrações naturais, como as praias, culturais, como museus e monumentos, e religiosos, como os templos, igrejas e mesquitas.

Foto por Istock/  Pallab Banerjee

Foto por Istock/ Pallab Banerjee

Vale a pena começar um roteiro pela cidade admirando seus prédios coloniais do século 18. Com paredes coloridas em amarelo, rosa e cinza, as construções em estilo francês são resultado da dominação europeia nesta região, que durou do século 17 até o ano de 1954. Essa herança está presente até hoje em prédios como o Puducherry Art & Craft Village, o Cerco de Pondicherry, o Instituto Francês e o Liceu.

Outro lugar imperdível para visitar em Pondy é o Jardim Botânico, projetado em 1828, também em estilo francês ornamentado. O parque tem árvores podadas, canteiros de flores e fontes que formam uma bucólica paisagem. Além disso, abriga mais de 1500 espécies de plantas – algumas inclusive, exóticas, que foram levadas pelos franceses.

Foto por reprodução pondytourism.in

Foto por reprodução pondytourism.in

Para conhecer mais sobre a história dessa região, vale a pena ainda visitar os museus da cidade, como o Ananda Rauga Pillai, que apresenta diários do homem  que trabalhava com o Governador Dupleix; Barathidasan, a antiga casa de um importante dramaturgo indiano; e Pondicherry,, o museu que tem uma coleção de estruturas em broze e pedra das dinastias de Paleava e Chola.

Foto por Istock/ Denis Vostrikov

Foto por Istock/ Denis Vostrikov

Completam o circuito histórico-cultural da cidade os monumentos que homenageiam importantes nomes tanto indianos, quanto franceses, do passado de Pondicherry, como Aayi Mandapam, AmbedkarMandapam, Gandhi Mandapam, memorial de Guerra Francês e as estátuas de Joana D’Arc e de Dupleix.

Praias

Por ser uma cidade costeira, Pondy tem extensas faixas de areia como atração aos seus visitantes. A principal praia é Promenade, com 1,5 quilômetros de extensão, e ambiente perfeito para relaxar a beira-mar. No inicio da manhã e a noite, a estrada de acesso fica fechada para carros, portanto é possível curtir com a família sem se preocupar com o tráfego.

Foto por Istock/ arfabita

Foto por Istock/ arfabita

As praias Paradise, Serenity e Veerampattinam também são boas opções para curtir os dias de verão no destino.

Templos

Os templos hindus de Pondicherry chamam a atenção com suas torres monumentais (gorupam) todas ornamentadas com estátuas de deuses e deusas. Entre eles, o destaque fica por conta do Vedhapureeswarar, dedicado ao deus Shiva. Com 23 metros de altura, o lugar foi construído em 1788 e financiado por Dubash Kandappa Mudaliar.

Foto por Istock/ IvonMurugesan

Foto por Istock/ IvonMurugesan

Outro templo importante é o Kamatchamman Koil, um ponto de grande peregrinação dos hindus. Diferente das construções mais tradicionais, esse não tem adornos em sua estrutura.

Para fazer um roteiro “espiritualista” completo, visite ainda Manakula Vinayagar, construído há três séculos, e Kanniga Parameswari, que combina os estilos francês e indiano em sua estrutura.

Auroville, uma comunidade do futuro

Foto por Istock/ Aditi Tanwar

Foto por Istock/ Aditi Tanwar

A comunidade de Auroville ocupa uma área de 20 quilômetros quadrados próximo a Pondicherry e chama a atenção por formam uma sociedade que não é regrada por dinheiro, política ou religião. A “cidade” concentra, desde 1968, uma população de cerca de duas mil pessoas que buscam viver em paz e harmonia progressiva.

Seus edifícios chamam a atenção dos visitantes da região e são uma mescla de elementos indianos tradicionais e ocidentais modernos.

Foto por Istock/ turtix

Foto por Istock/ turtix

O Matrimandir Central, por exemplo, com uma estrutura que se assemelha a uma gigante bola de golfe dourada de 30 metros de altura e 36 metros de diâmetro, é um local de concentração silenciosa individual.

Pondicherry tem boa estrutura de hospedagem, com resorts de praia, hotéis coloniais e Ashram Guest Houses – essas com um toque espiritual ideal para quem busca um retiro. Na gastronomia, há uma fusão de sabores das cozinhas francesa, indiana, asiática e continental.

Para fazer um roteiro completo pelo sul da Índia, incluindo as cidades sagradas de Kanchipuram, Thiruvanamalai e Chidambaram, vale a pena se hospedar em Pondy e aproveitar todos os seus serviços.

Onde ficar

La Villa

Palais de Mahe

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por istock/ IvonMurugesan

Comentários