logo

Telefone: (11) 3024-9500

Porto: aqui nasceu Portugal! | Qual Viagem Logo

Foto por Istock StevanZZ

Porto: aqui nasceu Portugal!

27 de abril de 2016

Com uma situação magnífica junto da foz do Douro e um conjunto arquitetônico de valor excepcional, o centro histórico do Porto é Patrimônio da Humanidade desde 1996. É a 2ª cidade do país e a sua população, de cerca de 260 mil habitantes, é tradicionalmente considerada empreendedora, com marcada vocação mercantil e desde sempre afirmou a sua vontade contra imposições e invasores, sendo por isso o Porto também conhecido como a “invicta” cidade.

Foto porISTOCK.COM / KRASNEVSKY

Foto porISTOCK.COM / KRASNEVSKY

Para melhor conhecê-la, é aconselhável percorrê-la devagar e admirar o casario típico e os monumentos de granito, efetuar um percurso de elétrico à beira do Rio ou um passeio de barco por baixo das seis pontes, desfrutando de uma outra perspectiva para admirar a bela cidade. Sugerimos dois itinerários, propostas diferentes para dois dias de passeio, que procuram evidenciar os impressionantes contrastes que a cidade oferece. A “Baixa” do Porto, com o seu pulsar de vida citadina, o movimento, o comércio intenso e a sua expressão peculiar que alia a atmosfera de cidade nórdica e mercantil ao barroco espiritual e intenso. Em contraste, no Parque de Serralves, você poderá encontrar a modernidade do edifício que encerra o Museu de Arte Contemporânea, e a atmosfera romântica e bucólica de um parque frondoso, repleto de alamedas, lindas árvores e clima tipicamente europeu.

Durante o mês de junho, as temperaturas ainda são amenas e agradáveis e convidam os turistas a descobrir a cidade a pé. Os portuenses costumam afirmar que nessa época a sardinha começa a ter gordura, traduzindo a época excelente de provar a iguaria dos mares à mesa dos principais restaurantes e bons botecos da cidade.

No dia 24 de junho é dia de São João, mas durante todo o mês é longa a preparação para aquela que se consagrou como festa popular da cidade há mais de 100 anos. Foi no decurso de um referendo popular promovido em 1911 pelo Jornal de Notícias – o mais popular meio de comunicação do Porto -, que a população reconheceu a festa do santo como evento oficial da cidade e abriu caminho à instituição de um feriado municipal, que se mantém até os dias de hoje.

Todos os anos, na noite de 23 para 24 de junho, portuenses, outros turistas de Portugal, visitantes de outros países europeus e de outras partes do mundo, saem à rua para aquela que é conhecida por ser a noite mais longa do ano no Porto e ficam nas ruelas e no majestoso centro histórico comemorando uma das datas mais festivas do destino.

Na noite de São João, praticamente cada bairro da cidade, apresenta uma atração musical e folclórica. Até as casas noturnas mais modernas e badaladas da cidade, como a Casa da Música ou o Hard Club, instalado no antigo Mercado Ferreira Borges, em pleno centro histórico, têm programas especiais. Há concertos gratuitos junto ao Parque da Cidade e no centro histórico a zona de maior animação noturna do Porto, os bares também se juntam à festa.

Foto por ISTOCK.COM / XANTANA

Foto por ISTOCK.COM / XANTANA

À noite começa na Ribeira, porque há espetáculos de fogos de artifício, normalmente lançados da Ponte D. Luís I e de barcos ancorados no rio, onde as margens do Douro são os melhores locais para ver a bela atração pirotécnica. Para aqueles que não gostam de “muvuca” e muito agito, há locais que são pouco divulgados nos guias e de onde se pode assistir com a mesma emoção como, por exemplo, o miradouro da Bataria da Vitória, ao fundo da Rua de S. Bento da Vitória e pertinho do mosteiro de mesmo nome. Outra interessante opção é realizar um passeio à bordo de uma embarcação turística que costuma ter programas especiais para a noite de São João, que pode ter ou não incluído o jantar. O que está sempre garantido é muita folia e animação e imagens inesquecíveis!

Nesse feriado vale assistir à tradicional Regata de Barcos Rabelos, que a Confraria do Vinho do Porto organiza todos os anos. Encontre um local à beira do rio com boa visibilidade e veja os barcos que outrora traziam o vinho do Porto da Região Demarcada do Douro até as caves de Gaia, numa corrida da foz do rio à Ponte D. Luís I. No dia 24, há ainda o tradicional concerto do Dia de São João nos Jardins do Palácio de Cristal.

Quando andar pela cidade durante o dia, fique atento às inúmeras representações de São João existentes em edifícios civis, igrejas e espaços públicos do Porto. A Câmara do Porto, através da Casa do Infante, costuma organizar uma caminhada evocativa destas obras de arte. Uma das mais conhecidas é a escultura de São João Baptista de João Cutileiro na Praça da Ribeira, junto ao rio Douro. Informe-se nos pontos de informações turísticas espalhados pela cidade. No aeroporto, na rodoviária, nas estações de Metrô e no centro histórico, além dos serviços de informações dos principais meios de hospedagem da cidade você fica sabendo das atrações da semana.

Entre outras tradições, os portuenses, sobretudo os mais jovens, têm por hábito começar a noite no centro histórico e ir andando, de festa em festa, até à Foz do Douro, pela marginal parando na Casa da Música e seguindo pela Avenida da Boavista.

A Casa da Música tem um programa especial que inclui espetáculos gratuitos e ao ar livre e por toda a cidade multiplicam-se as feiras de artesanato e os mercadinhos urbanos a céu aberto. A cidade oferece um patrimônio incrível, cuja cereja do bolo é o seu centro histórico, classificado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade em 1996, que ganhou nos últimos anos uma vida cosmopolita alegre e pulsante. O local possui a maioria dos prédios e edifícios históricos em plena manutenção, muito bem estruturados para receber os visitantes.

O Mercadinho dos Clérigos, na Rua Cândido dos Reis (último sábado de cada mês, de tarde), em plena baixa, e as Feiras Francas, no Palácio das Artes Fábrica de Talentos, no centro histórico (último sábado de cada mês, todo o dia) são dois locais que devem estar na sua lista de visita.

Foto por ISTOCK.COM / VUK8691

Foto por ISTOCK.COM / VUK8691

Durante o verão, há vários espetáculos com entrada livre na Casa da Música, no âmbito do programa “Verão na Casa”. No exterior desse local, é montado um palco apenas para os meses de verão, de junho a setembro onde tem bem elaborados concertos de vários gêneros musicais e um ótimo bar e cafeteria de apoio.

Como chegar

Para o Porto há voos low cost, e linhas especiais que só estão disponíveis no verão de junho a outubro. Do Aeroporto Internacional Francisco Sá Carneiro, a melhor forma de chegar ao centro da cidade do Porto é de metrô. A viagem dura cerca de 30 minutos.

Opções partindo do Brasil: flytap.com – Há voos diários diretos a maioria com conexão em Lisboa partindo de Guarulhos, Rio de Janeiro, Brasília, Recife e Fortaleza;

iberia.com – Há voos diários com conexão em Madrid;

airfrance.com.br – Voos diários com conexão em Paris.

Onde ficar  

INTERCONTINENTAL PORTO PALACIO DAS CARDOSAS – ihg.com

PESTANA PALÁCIO DO FREIXO – pestana.com

HOTEL NH COLLECTION PORTO BATALHA – nh-hoteles.pt

Texto por; Cláudio Lacerda Oliva

Foto destaque por Istock/ StevanZZ

Comentários