logo

Telefone: (11) 3024-9500

Guia para uma visita rápida em Montevidéu | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ nick1803

Guia para uma visita rápida em Montevidéu

21 de outubro de 2019

Localizada a menos de 2h30 de avião de São Paulo, Montevidéu é um dos principais destinos para brasileiros. Seja para férias ou para uma pequena visita, a capital do pequeno país ao sul do continente conta com atrações sensacionais e um jeito provinciano que atrai visitantes de todas as regiões do Brasil.

Montevidéu está longe de ser uma das maiores capitais do continente. Com população de 1.3 milhão de pessoas, ela não figura nem entre as 25 cidades mais populosas da América do Sul. Portanto, é possível visitar alguns dos pontos turísticos mais incríveis da capital uruguaia com uma visita de poucos dias.

Cidade Velha e Mercado do Porto

O que não falta para Montevidéu é história e o povo de lá cultiva muito os quase 300 anos de tradição. O que hoje é a maior cidade do país foi fundada por um pequeno povoado de índios e imigrantes das Canárias em 1724.

O montevideano cultiva parte dessa longa história na Cidade Velha, que como o próprio nome diz é a parte antiga da cidade. Visitar esse lugar é quase uma parada obrigatória para quem conhece Montevidéu.

Na Cidade Velha, as ruas estreitas e o comércio de rua local dão forma ao lugar. Além disso, pequenos e tradicionais cafés e lojinhas de souvenirs são encontradas aos montes. É por lá que também estão vários museus e atrações culturais para diferentes gostos.

Foto por Istock/ vale_t

Foto por Istock/ vale_t

É na Cidade Velha que está situado o Mercado do Porto, que é amplamente reconhecido como uma das melhores localidades para comer em Montevidéu. Nesse mercado há muitos restaurantes e tendas que ofertam o famoso churrasco uruguaio, além de lojas para comprar produtos locais e muito mais.

Outro fato interessante é que a Cidade Velha pode ser conhecida toda a pé, visto que sua extensão não é nada grande. É bom mencionar que a vida ativa dessa região geralmente termina quando o sol se põe, portanto, é ideal visitar esse local enquanto é dia.

Praias de Pocitos e Punta Carretas

Uma das regiões mais avançadas economicamente de Montevidéu, Pocitos e Punta Carretas estão lado a lado e formam um dos lugares mais impressionantes de toda cidade.

Bem com clima de zona sul, esses dois barros contam com prédios de luxo e muita vida em frente à praia. Como é um lugar litorâneo, há pessoas caminhando e fazendo outras atividades físicas por quase o dia todo.

Foto por Istock/ quelo73

Foto por Istock/ quelo73

Uma das grandes vantagens é o fato de que essa região é muito limpa e conservada, além de vasto espaço verde para relaxar e aproveitar o fim da tarde.

Portanto, as praias de Punta Carretas e Pocitos são as mais visadas de todo Montevidéu e em dias ensolarados o povo da capital vai em peso para lá — claro, principalmente no fim de semana. Perto dessas praias há excelentes restaurantes, como o La Perdiz, Francis, Tandory e tantos outros.

Visitar o Estádio Centenário

O povo uruguaio simplesmente ama futebol. Seja nas praias ou nas ruas, não é nada raro encontrar um grupo de pessoas chutando uma bola redonda. Essa tradição não veio de hoje, visto que o país é muito tradicional na modalidade.

Grande parte da história do futebol uruguaio está concentrada no Estádio Centenário, que foi inaugurado em 1930.

Casa da seleção uruguaia, ele já recebeu 10 jogos de Copa do Mundo. Lá foi realizada a primeira final da Copa, quando em 1930 o Uruguai derrotou a Argentina por 4 a 2 para se tornar o primeiro campeão do mundo.

Outro fato curioso constar é que o Estádio Centenário recebeu jogos de Copa América em quatro oportunidades, sendo que em todas as vezes o Uruguai foi campeão.

Tanta história assim é colocada em prática em um museu do Estádio Centenário. O acervo não conta com muito aparato tecnológico, no entanto, tem centenas de peças que ajudam a contar a caminhada do futebol uruguaio nos últimos 100 anos.

As referências às Copas de 1930 e 1950, ambas vencidas pelo Uruguai, são aos montes, além de fatos e curiosidades interessantes ao longo de toda rica história do futebol do país.

Conhecer as arquibancadas do Estádio Centenário também geralmente é possível. A estrutura do lugar está longe de ser das mais impressionantes e modernas, porém, é fácil sentir toda história que permeia o local.

Visita aos tradicionais mercados

Além do Mercado do Porto, Montevidéu conta com outros estabelecimentos do tipo que também merecem uma visita pelo menos rápida.

Foto por Istock/ Samuel Azambuja Kochhan

Foto por Istock/ Samuel Azambuja Kochhan

Um dos principais é o Mercado Agrícola, localizado perto de Três Cruces (aonde está situado o Estádio Centenário). Apesar do nome, o local está longe de ser designado apenas para compras de materiais agrícolas.

O mercado é bem completo e conta com diferentes lojinhas. A área gourmet não é grande, mas por lá é possível provar comidas típicas do Uruguai, como o famoso chivito e as empanadas.

Foto por Istock/ abriendomundo

Foto por Istock/ abriendomundo

Outro mercado conhecido e bem gostoso é o Mercado Ferrando. Bem próximo ao Parque Rodó, ele é recente e tem um estilo descolado. As tendas são bem variadas e contam com estilo gastronômico típico.

O Mercado Ferrando é um excelente local para provar um bom café uruguaio junto a uma empanada ou alfajor. Também há um bar com tradicionais cervejas locais.

Vida noturna recheada de cassinos

Montevidéu não deixa de ser conhecida pela cidade dos cassinos. Basta andar algumas ruas pelo centro, Punta Carretas ou Pocitos para encontrar algum em funcionamento.

O mais comum é o Maroñas, que é bem popular no centro da cidade. Por lá, estão situados os mais diferentes jogos de slots, roleta e até mesmo corrida de cavalo disponível em agências hípicas.

Além dos jogos, os cassinos também montevideanos também ofertam muitos torneios de poker e todos os anos há alguns de grande relevância no continente sul-americano.

Foto por Istock/ Rudimencial

Foto por Istock/ Rudimencial

Nesses grandes torneios os melhores jogadores usam táticas, estratégias e técnicas para derrotar os seus oponentes. No entanto, também há espaço para amadores que só procurar jogar por diversão e distração.

Conhecer um dos cassinos de Montevidéu não precisa ser uma visita demorada, pois jogar nas slots ou em outros jogos é uma atividade bem rápida — nos estabelecimentos há muitas máquinas e isso faz com que raramente os salões estejam completamente lotados.

Para quem gosta de cassino, uma ideia é pegar algumas horinhas do dia e se destinar a Punta del Este. Cidade litorânea localizada a cerca de 1h30 de distância de Montevidéu, por lá acontecem os principais torneios de poker do país.

Com esse roteiro, é possível conhecer a maior parte das atrações listadas neste artigo em dois ou três dias completos. Lembre-se que, apesar de não ter metrô, o transporte público de Montevidéu é muito útil e também sempre há a possibilidade de se locomover através dos aplicativos de transporte.

Foto destaque por Istock/ nick1803

Comentários