logo

Telefone: (11) 3024-9500

Cinco programas para fazer na Transnístria | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ Pe3check

Cinco programas para fazer na Transnístria

30 de maio de 2019

Quem gosta de visitar lugares inusitados, que (quase) ninguém conhece, vai adorar a região da Transnístria. Esta localidade do Leste Europeu, situada na Moldávia, é uma nação autodeclarada que tem moeda e governo próprios guardados pelo exército russo. Ela convida o turista para uma viagem no tempo, revivendo o período soviético, e também guarda algumas joias arquitetônicas. O ViajaNet selecionou quatro programas imperdíveis para se fazer por lá. Confira!

Monumento a Suvorov

Foto por Dl.goe  via CC-BY-3.0 por Wikimedia

Foto por Dl.goe via CC-BY-3.0 por Wikimedia

O primeiro local a se conhecer quando se chega a Tiráspol, capital da Transnístria, é a Praça Suvorov, localizada às margens do Rio Dniestre. Também conhecida como Praça dos Monumentos, ou simplesmente Praça Central, é nela que se concentram algumas atrações turísticas, como o impressionante monumento dedicado a Aleksandr Suvorov, fundador da cidade.

Essa gigantesca escultura, erguida em 1979 por ocasião das comemorações dos 250 anos do homenageado, impressiona não somente por suas dimensões, mas pela qualidade artística da obra, cujo realismo transmite a quem a contempla toda a força e bravura deste general.

Monumento à vitória soviética

Foto por Istock/ Pe3check

Foto por Istock/ Pe3check

Nessa mesma praça, também está localizado outro monumento bastante interessante: um tanque T-34 utilizado na Segunda Guerra Mundial, estacionado em um pedestal em comemoração à vitória soviética.

O monumento é, sem dúvida, uma grande atração para os turistas, que têm uma oportunidade raríssima de contemplar esse equipamento usado em combate durante a mais importante guerra do século XX – podendo, ainda, obter fotos ao seu lado. É um passeio simplesmente indispensável ao turista que visita a cidade.

Igreja da Natividade de Cristo

Foto por Art-top via CC-BY-3.0 por Wikimedia

Foto por Art-top via CC-BY-3.0 por Wikimedia

Os monumentos existentes em Tiráspol são realmente lindos, mas o turismo local não se resume a eles. A arquitetura local também tem grandes atrativos, como a Catedral da Natividade de Cristo, igreja construída em 1999 para servir de ponto de práticas da fé cristã ortodoxa russa, predominante entre os habitantes locais.

Mais do que as suas enormes dimensões, o que tira o fôlego do viajante, inegavelmente, é a beleza de sua construção. As suas paredes brancas em forma de arcadas, seus telhados verdes e, principalmente, suas enormes abóbadas douradas, proporcionam ao turista a possibilidade de obter fotografias impressionantes.

Casa dos Sovietes

Foto por Istock/ Pe3check

Foto por Istock/ Pe3check

Outro local de arquitetura impressionante em Tiráspol é a sede do parlamento municipal. A edificação foi construída originalmente para abrigar o Soviete – conselhos populares com função de órgão deliberativo – local, submetido ao Soviete Supremo, em Moscou.

Com a queda da União Soviética e a posterior separação da Moldávia, seguida pela autoproclamação da Transnístria, a Casa do Soviete é, atualmente, a sede do parlamento municipal de Tiráspol. A construção impressiona com suas dez colunas brancas, especialmente à noite, quando a iluminação de sua fachada produz lindos contrastes de luz e sombra.

Diante do edifício, existe um grande busto de Lênin, até hoje preservado pela cidade. Seja por sua importância histórica, seja pela beleza arquitetônica do edifício, a Casa dos Sovietes deve ser conhecida por todos os que viajem a Tiráspol.

Texto por: Agência com edição Eliria Buso

Foto destaque por Istock/ Pe3check

Comentários