logo

Telefone: (11) 3024-9500

Cachoeiras e relíquias históricas em Congonhas | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/Felipe Goifman

Cachoeiras e relíquias históricas em Congonhas

25 de abril de 2017

Turistas do mundo inteiro viajam até Congonhas para apreciar o Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, considerado o maior complexo de arte colonial do país.

Foto por Felipe Goifman

Foto por Felipe Goifman

A construção do templo começou em 1757, após a graça alcançada pelo português Feliciano Mendes, que havia prometido a Bom Jesus de Matosinhos erguer uma igreja em sua homenagem caso conseguisse recuperara saúde perdida. As obras terminaram em 1790 e abriga criações dos maiores artistas da época.

Alguns anos depois, Aleijadinho esculpiu estátua de 12 profetas bíblicos, instaladas no adro. N praça em frente ao Santuário foram construídas capelas com as cenas da Paixão de Cristo, com estátuas em cedro pintadas por Mestre Ataíde. O espetacular conjunto arquitetônico foi declarado Patrimônio Mundial pela Unesco em 1985.

Foto por LGMaciel

Foto por LGMaciel

Aproveite a sua visita e conheça também as piscinas naturais do Parque da Cachoeira. A cachoeira que dá nome ao parque é formada pelas águas do Rio Santo Antônio e tem 20 metros de queda livre.

Congonhas fica a menos de 80 quilômetros de Belo Horizonte e tem bons restaurantes como o Estância Real ou a churrascaria Zé Dias.

Foto por Gilberto Mesquita

Foto por Gilberto Mesquita

A melhor época para visitar a cidade é exatamente essa, pois as chuvas quase não caem, os dias são ensolarados e com céu azul e no anoitecer a temperatura fica mais amena.

Como chegar

Saindo de São Paulo, seguir pela BR381, sentido BH, até o trevo para Lavras. A partir daí a viagem prossegue pela BR265 até São João Del’Rei. Neste ponto existem duas opções, praticamente com a mesma distância. A primeira é continuar na BR265 até Barbacena e de lá pegar a BR040 (sentido BH) até Congonhas.

Onde ficar

paraisodaserra.com.br ou casaraodepedra.com.br

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva

Foto destaque por Felipe Goifman

Comentários