logo

Telefone: (11) 3024-9500

Boêmia do Norte: os mistérios das cidades rochosas e todo esplendor da natureza tcheca | Qual Viagem Logo

Foto via Divulgação

Boêmia do Norte: os mistérios das cidades rochosas e todo esplendor da natureza tcheca

31 de julho de 2020

Situada ao norte de Praga, fazendo fronteira com a Alemanha, as montanhas e cidades rochosas que compõem o Maciço Central Tcheco são os protagonistas na região da Boêmia do Norte. Essas maravilhas naturais dão origem a várias atividades esportivas na região, como esqui, caminhada, ciclismo, rafting, canoagem e corrida. A proposta é complementada por cidades históricas e roteiros que contemplam as longas tradições tchecas.

Paisagem mística com florestas de pinheiros e vales espessos nos quais se destacam torres rochosas, túneis, muros, falésias, cidades de rochas e labirintos. Este é exatamente o Parque Nacional da Suíça da Boêmia. O império das rochas é o lar de animais raros e plantas maravilhosas. A história desta área começa muitos milhões de anos atrás, quando neste lugar havia  um mar pouco profundo. Um dos portais para essa paisagem única é Hřensko, de onde partem vários passeios turísticos para os vales próximos. Parte do caminho passa pelo labirinto de rochas, túneis e pontes. Algumas partes só podem ser atravessadas em embarcações dirigidas por um barqueiro. O estreito romântico através do qual a luz brilha, com seus altos muros de pedras cobertas de musgo e samambaia, é irresistível.

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Uma harmonia única de cidades rochosas bizarras, pinhais profundos, castelos e palácios majestosos. Vistas infinitas, trilhas para caminhadas e ciclovias através de rochas românticas de arenito. Siga os passos do comandante Alberto de Wallenstein. Visite o Palácio Hrubá Skála e caminhe pelo Bohemian Paradise Gold Trail até o Castelo Trosky.

A rota principal começa e termina ao lado do palácio Hrubá Skála, localizado em duas rochas de arenito. Através de um agradável caminho no bosque, siga do mirante chamado Adamovo lože, (Cama de Adão), em direção ao castelo de Wallenstein. Uma vista panorâmica do Palácio Hrubá Skála pode ser desfrutada a partir do mirante Mariánská vyhlídka, de onde você pode ver, se o tempo estiver favorável, até o mirante único de Ještěd nas montanhas Jizerské hory. O castelo de Wallenstein propriamente dito, construído pelos ancestrais dos senhores de Wallenstein, é o castelo mais antigo do paraíso boêmio. Para voltar, tome a Trilha Dourada do Paraíso Boêmio que leva de volta ao palácio, passando primeiro pelo mirante U Lvíčka e ao longo do bosque de Bukovina, que abriga muitas árvores únicas, e chegue de volta ao palácio Hrubá Skála.

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Para subir à clina de Ještěd,  pegue o confortável teleférico na cidade de Liberec. O edifício moderno que hoje se encontra em cima de Ještěd é obra do arquiteto tcheco Karel Hubáček. A originalidade do trabalho logo cruzou as fronteiras da República Tcheca. Seu autor foi premiado com o “Oscar” arquitetônico, o prestigiado Prêmio Parett. Você verá que, opticamente, a construção constitui um acabamento perfeito da montanha, encaixando-se elegantemente na paisagem.

Se você quiser experimentar algo verdadeiramente único, pode ficar em Ještěd desfrutando de uma estadia romântica com vistas inesquecíveis. No verão, Ještěd é um ponto de partida perfeito para visitar as montanhas Jizerské hory, o spa Lázně Libverda ou os maravilhosos palácios de Frýdlant e Sychrov. No inverno, você pode aproveitar as pistas de esqui alpino e cross-country, o teleférico e um centro de esqui de trampolim.

As rochas Adršpach-Teplice estão entre as formações rochosas mais visitadas da República Tcheca. Você pode atravessar desfiladeiros rochosos, descobrindo as formas das rochas ou deixar-se arrastar pelas águas navegando ousadamente em um barco nas proximidades das rochas.

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

As rochas estão localizadas no triângulo entre as aldeias de Teplice nad Metují e Adršpach e a colina Čáp, que se eleva acima da vila de Skály. Talvez nem pareça que você está caminhando ao longo do fundo de um antigo mar. É que após o desaparecimento do Mar Cretáceo, foram criados neste local dois grupos únicos de cidades rochosas que são separadas pelo barranco Vlčí rokle, o Barranco do Lobo.

Reserve pelo menos três horas para o circuito de Teplice Rocks. Ao longo do caminho, você encontrará formações rochosas com nomes apropriados, como Housenka, (lagarta), Řeznická sekera, (machado do açougueiro) ou Golem. Não perca o sabor da adrenalina subindo escadas que o levarão às ruínas do Castelo Střmen, adaptadas a uma plataforma de observação. Seus passos também o levarão ao fundo da gigantesca e delicada Torre de Vigia, um dos símbolos das rochas de Teplice. Na encruzilhada perto da Sibéria, suba a escada de pedra e você alcançará a Capela da Rocha, através da Grande Praça do Templo, e depois de atravessar uma passagem estreita entre no Lví klec, a Gaiola do Leão , de repente, você estará no Jardim de Krakonoš (espírito mitológico das montanhas de Krkonoše).

Abraçada pelas montanhas Jizerské hory, a cidade não poderia estar situada num local mais bonito. A cidade de Liberec, no norte da Boêmia, é o local ideal para passar férias em qualquer época do ano, oferecendo inúmeras opções atraentes de turismo ativo, cultural, mas também de lazer. Acredite e aproveite o melhor da cidade, sob a montanha Ještěd!

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Em Liberec, é difícil decidir o que fazer primeiro. A maioria dos visitantes inicia seu tour pela cidade na praça principal. Aqui, à primeira vista, você ficará impressionado com o majestoso panorama das torres delgadas da Prefeitura de Liberec, cuja aparência lembra mais a de uma catedral gótica. Você tem a impressão de ter visto isso antes? Pode ter sido em Viena porque sua irmã é ainda mais famosa. A alguns passos daqui, há um lugar onde você se sentirá por de um momento como em um conto de fadas, nas chamadas casas Wallenstein, belos edifícios em enxaimel do século XVII.

Você também não pode perder museus locais. Na Galeria Regional, poderá admirar obras do impressionismo e cubismo tcheco, além de obras de arte de pintores franceses, holandeses e flamencos. Mas o museu mais impressionante de Liberec é o ostentoso Museu do Norte da Boêmia, que fica em um belo edifício neorrenascentista. Além de exposições dedicadas à natureza e à história, você pode ver aqui uma mostra de cristal e joias e,  entre essas belezas, um conjunto de chá, cubista e único.

Paqr quem gosta de exposições mais interativas, há o parque de QI. Experimente andar por um cilindro giratório ou uma sala inclinada, criando uma impressão de leveza do seu corpo ou quem sabe entrar em uma gigantesca bolha de sabão.

Esta cidade é ideal para realizar várias aventuras na sub-região que leva seu nome. Acima do rio Elba, fica a majestosa ruína do castelo Střekov; outro monumento importante é a igreja neogótica de Nossa Senhora da Assunção.

Para chegar à mansão Větruše, que possui um restaurante com terraço, use um meio de transporte não convencional: um teleférico que sai do shopping Forum, percorrendo 330 metros, inaugurado em 2010. Uma viagem excepcional espera por você. Seja na cidade ou no campo. Também merece atenção a Ponte Mariano, incluída pela renomada revista Structural Engineering International entre os dez edifícios mais bonitos do mundo na última década do século XX.

Teplice é uma cidade termal localizada a apenas 20 minutos da cidade de Usti nad Labem. As fontes termais locais são utilizadas desde o século XII, o que faz deste lugar uma das mais antigas cidades termais de toda a Europa. Venha relaxar, cercado pela bela paisagem das montanhas Krušné hory e experimente um ambiente único, onde o tempo passa lenta e agradavelmente.

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

As fontes termais de Teplice são usadas para curar doenças do sistema músculo-esquelético, doenças neurológicas, mas também de circulação, coração e vasos sanguíneos. Seus efeitos curativos foram descobertos por séculos também por personagens como Chopin e Liszt ou o poeta alemão Goethe. Foi durante sua estadia em Teplice que Ludwig van Beethoven também escreveu a famosa carta endereçada à sua “amada imortal”.

O monumento de Terezín compreende um complexo de edifícios localizados nas duas margens do rio Ohře. Suas principais partes são a Grande e Pequena Fortaleza, construídas de acordo com o conhecido projeto da escola francesa na cidade de Mezières.

A história sombria de Terezín se desenrolou durante a Segunda Guerra Mundial. O sofrimento diário e as condições de vida subumanas das dezenas de milhares de judeus que foram deportados para este lugar estão presentes a cada passo. Passeie pelos antigos locais de acomodação, a conhecida capela no Magdeburg Barracks, o Columbarium com seu salão cerimonial e o Museu do Gueto. As placas comemorativas e cemitérios em torno de Terezín lembram as tristes histórias daqueles que estiveram presos neste local.

Você pode visitar o palácio neogótico de Sychrov ao longo do ano. Suas exposições o aproximarão do estilo de vida da nobreza na segunda metade do século XIX. Naquela época, o palácio floresceu como a residência da linhagem principesca dos Rohan, que chegaram à Boêmia vindos da Bretanha Francesa. Em Sychrov, você verá inúmeras coleções valiosas: como a de pinturas francesas e retratos de vidro tcheco, gravados e pintados dos séculos XVIII e XIX. No parque inglês do palácio, você pode admirar os reis dos céus: águias e falcões, além de corvos e corujas, cujas habilidades serão demonstradas por um falcoeiro experiente. No recinto, há também um mirante do príncipe herdeiro Rodolfo e as ruínas românticas do castelo de Arturo.

Mais Informações: www.destinotchequia.com

Texto por Agência com edição de Carolina Berlato

Imagem Destacada via Divulgação

Comentários