logo

Telefone: (11) 3024-9500

9 atrações imperdíveis para curtir na Cidade do México | Qual Viagem Logo

Mexico City, Mexico - Oct 2016: Chapultepec Castle Terrace Gardens View with city skyline  - Mexico City, Mexico

9 atrações imperdíveis para curtir na Cidade do México

4 de dezembro de 2017

Alegre, vibrante e colorida, a Cidade do México é um dos destinos culturalmente mais ricos e interessantes do mundo. Com uma mistura singular de construções primitivas e contemporâneas, suas ruas são movimentadas e repletas de contrastes. É uma das maiores metrópoles do planeta e, ainda assim, guarda preciosas joias culturais, grandes áreas verdes e opções de lazer para todos os gostos.

Centro Histórico

Foto por iStock / diegograndi

Foto por iStock / diegograndi

Não tem como começar uma viagem à Cidade do México sem primeiro conhecer seu Centro Histórico. Seu ponto central é o Zócalo ou Praça da Constituición, a terceira maior do mundo. É ali que se concentram a sede dos poderes econômicos, políticos e religiosos do país, além de ser o ponto de encontro para a maioria das celebrações e manifestações na capital. A área histórica engloba ainda importantes edificações como a Catedral Metropolitana da Cidade do México, o Palácio Nacional do México, o Palácio dos Correios, o Templo Mayor e o Palácio de Belas Artes.

Museu Frida Kahlo

Foto por Divulgação

Foto por Divulgação

Conhecido popularmente como “Casa Azul”, é um dos museus mais populares da capital mexicana, com cerca de 25 mil visitantes ao mês. Localizado em Coyocán, um dos mais belos e antigos bairros da cidade, o museu foi a casa onde nasceu, viveu e morreu Frida Kahlo, a mais importante artista plástica do país. O museu-casa revela ao visitante todo o universo íntimo e a personalidade de Frida, por meio de um completo acervo de fotos, obras, autorretratos e objetos pessoais. O museu abre todos os dias, exceto às segundas-feiras, das 10h às 17h45. Às quartas-feiras abre uma hora mais tarde, às 11h. O ingresso inteiro custa 80 pesos mexicanos (cerca de R$ 15,00).

Mais informações em: museofridakahlo.org.mx

Canais de Xochimilco

Foto por iStock / stockcam

Foto por iStock / stockcam

Localizados no sul da capital, os canais de Xochimilco reúnem, nos finais de semana e feriados, uma grande quantidade de turistas e também mexicanos que levam suas famílias para confraternizar ou simplesmente aproveitar o dia. Para começar o passeio é só alugar uma das “trajineras”, espécie de barquinhos coloridos e adornados com capacidade para cerca de 20 pessoas. Ao longo do percurso, que pode ter duração de uma hora ou o dia inteiro, o viajante pode experimentar a culinária local, comprar souvenires e até flores dos vendedores flutuantes. Para o passeio ficar ainda mais divertido, é possível contratar uma apresentação de mariachis ou contação de histórias. Xochimilco foi declarado, em 1987, Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO.

Bosque de Chapultepec

Foto por Cláudio Lacerda Oliva

Foto por Cláudio Lacerda Oliva

A área verde é o maior e mais antigo parque urbano das Américas e chega a receber 16 milhões de visitantes por ano e 220 mil em cada final de semana. Com lagos, jardins, monumentos e caminhos arborizados, é um dos lugares mais encantadores e tranquilos da metrópole mexicana. No centro do bosque, no alto, está localizado o castelo de Chapultepec, o primeiro do estilo construído no continente americano. Dele, é possível admirar toda a beleza da vista do horizonte da Cidade do México. Nas instalações do castelo, encontra-se o Museu Nacional de História, que exibe um acervo com mais de 65 mil peças de grande valor histórico e cultural. No bosque, ainda é possível visitar o Zoológico de Chapultepec, o Jardim Botânico e diversos outros museus, como o de Arte Moderna e o Rufino Tamayo. A maioria das atrações encontra-se na primeira parte do bosque, bem próximo ao Paseo de la Reforma, uma das principais avenidas da capital. Do outro lado da via, não deixe de visitar o Museu de Antropologia com obras arqueológicas e antropológicas das culturas pré-colombianas do México.

Palácio de Belas Artes

Foto por iStock / VladimirGerasimov

Foto por iStock / VladimirGerasimov

Não tem como deixar de fora do roteiro o majestoso edifício de estilo Art Nouveau em mármore branco de Carrara, a maior casa de ópera do país. Construído inicialmente para comemorar o centenário da independência mexicana, o Palácio de Belas Artes tem uma agenda cultural intensa, com apresentações de ópera, teatro, dramaturgia e dança. O espaço abriga dois museus: o Museu del Palacio de Bellas Artes, localizado no segundo e terceiro andares, e o Museu Nacional de Arquitetura. Na sala principal, é impossível não notar o imenso telão de cristal da Casa Tiffany, de Nova York.

Mais informações em: palacio.bellasartes.gob.mx

Santuário de Guadalupe

Foto por iStock / Tiago_Fernandez

Foto por iStock / Tiago_Fernandez

O santuário é considerado um dos maiores templos católicos do mundo. O local abriga diversas igrejas e capelas, incluindo a antiga basílica, finalizada no ano de 1709, e a nova, da década de 1970. Há também um museu, com um grande acervo de relíquias culturais e artísticas da Virgem de Guadalupe. As visitas guiadas são diárias e gratuitas e devem ser agendadas previamente. A duração é de 1h30.

Templo Mayor

Foto por iStock / javarman3

Foto por iStock / javarman3

Descoberto em 1978, durante os trabalhos de escavação do metrô, o Templo Mayor é um autêntico templo asteca localizado no meio da cidade. Fácil de chegar, localizado na região do Zócalo, ele faz parte da antiga cidade de Tenochtitlán, que foi a capital do Império Asteca até a chegada dos colonizadores espanhóis. Ao lado do templo é possível visitar também o Museu del Templo Mayor, que guarda diversas relíquias encontradas durante as escavações. O museu abre de terça a domingo, das 9h às 17h.

Mais informações em: templomayor.inah.gob.mx

Polanco

Foto por iStock / ChepeNicoli

Foto por iStock / ChepeNicoli

O bairro é, sem dúvida, um dos mais sofisticados e exclusivos da capital mexicana. É na Avenida Presidente Masarik que ficam as principais lojas de grife da cidade, como Gucci, Louis Vuitton e Cartier. Perto dali, está localizado o edifício futurista do Museu Soumaya, que possui um acervo de mais de 60 mil peças, que vão desde o século XV até os dias de hoje. Se tiver a oportunidade, não deixe de fazer uma reserva nos premiados restaurantes do bairro: Biko e Pujol, que figuram entre os 50 melhores restaurantes do mundo.

Teotihuacan

Foto por iStock / bpperry

Foto por iStock / bpperry

As pirâmides do sítio arqueológico de Teotihuacan são uma boa atração nos arredores da cidade. A uma distância de 50 km da capital mexicana, foi um dos epicentros cerimoniais mais importantes da América pré-colombiana. Prepare o condicionamento físico: o viajante está autorizado a subir os sofríveis degraus das pirâmides do Sol e da Lua, no lado oposto. Lá de cima, é possível tirar incríveis fotos panorâmicas de todo o sítio arqueológico. Para chegar a Teotihuacan você pode contratar um tour ou ir por conta própria, pegando o metrô até a estação Autobuses del Norte, onde funciona um terminal rodoviário. Lá dentro, procure o setor 8, onde são vendidas as passagens de ônibus para as pirâmides.

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva. O jornalista viajou a convite da IHG e da Aeroméxico, com a proteção do seguro-viagem da GTA – Global Travel Assistance.

Foto destaque por: iStock / diegograndi

Comentários