logo

Telefone: (11) 3024-9500

5 Parques Nacionais para conhecer no Leste Europeu | Qual Viagem Logo

Sandstone rock tower in the deep autumn valley of national park Bohemian Switzerland.

5 Parques Nacionais para conhecer no Leste Europeu

9 de janeiro de 2020

Com destinos exóticos e paisagens memoráveis, o Leste Europeu tem cidades históricas, que integram importantes construções e monumentos a um cenário natural diverso e belo. Graças a isso, o que não faltam são roteiros múltiplos, que oferecem aos visitantes oportunidades de explorar um canto do mundo cheio de mistérios.

Para desbravar a exuberante natureza local, uma dica é visitar os muitos parques nacionais desta região. As reservas preservam as joias da fauna e flora e funcionam como santuários de ecoturismo no Leste Europeu.

A seguir, listamos cinco deles que são imperdíveis:

Triglav, na Eslovênia

Foto por Istock/ Micolino

Foto por Istock/ Micolino

Maior área protegida do país, com 84800 hectares, o Parque Nacional de Triglav é, também, um dos mais antigos da Europa. Situado próximo às fronteiras com a Itália e a Áustria, o espaço tem atrativos naturais como os Alpes Julianos, considerados Patrimônio da Unesco, vales – destaque para o do Rio Soca -, cachoeiras, como a Savica, de 78 metros de queda, e lagos, como o Bohinj, que chama a atenção por suas águas cristalinas.

Ali também se encontra a montanha mais alta da Eslovênia, que dá nome ao parque, e tem 2864 metros de altitude. Escalar o Monte Triglav já é tradicional entre os eslovenos e o local tornou-se símbolo nacional.

Além das trilhas por entre as belezas da fauna e flora locais, é possível praticar esportes no parque, como caiaque e rafting no verão e, no inverno, esqui e snowboard nas montanhas cobertas de neve.

Gauja, na Letônia

Foto por Istock/ Ingus Kruklitis

Foto por Istock/ Ingus Kruklitis

Localizado no interior da Letônia, a leste de Riga, o Parque Nacional de Gauja é o maior do país, com 91.745 hectares. Cortado pelo rio de mesmo nome, o local tem nas falésias calcárias e trilhas seu maior atrativo. Graças à suas atrações naturais, inclusive, é considerado um dos lugares mais belos do Báltico.

Pinheiros, cedros e pântanos formam sua paisagem, assim como mais de trinta lagos. Os riachos também chamam a atenção dos visitantes, com destaque para os de Ligatne.

E, entre as falésias, as grutas cavadas também são imperdíveis. Gutmani é uma das mais visitadas e conta com inscrições internas de passantes, até grafittis de visitantes mais recentes, que continuam deixando sua marca por lá.

O parque nacional conta com seis núcleos habitacionais, sendo os de Sigulda e Turaida as principais portas de entrada para uma visitação.

Plitvice, na Croácia

Foto por Istock/ Remedios

Foto por Istock/ Remedios

Reconhecido mundialmente por suas águas de tons impressionantes, o Parque Nacional de Plitvice está a cerca de 150 quilômetros da capital Zagreb.

Entre as montanhas, seus 16 lagos intercalados por quedas d’água de diversos tamanhos, chegando a até 70 metros são o grande símbolo local.

Para visitar o local, considerado Patrimônio da Unesco, é possível fazer uma caminhada pelas passarelas por entre os lagos, fazer um passeio de barco para observar a paisagem mais de perto ou, ainda, fazer um roteiro de trem panorâmico.

Suíça Tcheca, na República Tcheca

Foto por Istock/ rebius

Foto por Istock/ rebius

Lar das torres gigantescas de arenito, o parque nacional está localizado ao norte da República Tcheca e ultrapassa as fronteiras até a Alemanha, onde ganha o nome de Suiça Saxônica.

Com 79 quilômetros quadrados de área, tem em Hrensko sua principal porta de entrada, com trilhas marcadas pelos desfiladeiros.

O ponto mais visitado do parque é o Portão Pravcicka brana, o maior arco de rocha da Europa. Para chegar até ele é preciso pegar a trilha da Gabriela, passando por diversas paisagens incríveis.

Graças ao seu império das rochas, riachos e mirantes, é um famoso ponto de hiking na República Tcheca.

Pirin, na Bulgária

Foto por Istock/ Emil Ivanov

Foto por Istock/ Emil Ivanov

O Parque Nacional Pirin está localizado nas montanhas de Pirin, no sudoeste da Bulgária e inlcui sete municípios do distrito de Blagoevgrad: Bansko, Gotse Delchev, Razlog, Sandanski, Strumyani, Kresna e Simitli.

O parque inclui uma das reservas mais antigas da Bulgária – Bayuvi Dupki – Dzhindzhiritsa. Em seu território, existem mais de 182 espécies de plantas medicinais e 1.315 outras espécies de flora – aproximadamente 1/3 do total do país. Essa variedade de plantas ajuda a muitos tipos de animais presentes – mais de 2 mil espécies, como o sapo de árvore europeu e a tartaruga do leste Hermann.

Entre as principais atrações do parque estão seus mais de 200 lagos glaciais e 45 picos com mais de 2500 metros de altura, incluindo o segundo mais alto do país, Vihren, com 2915 metros. Outro ponto imperdível para os apaixonados por altura e aventura é o Koncheto, um pico com mais de 400 metros de comprimento com abismos dos dois lados.

E, para os mais tranquilos, vale a pena visitar o Pine Baykushev, um pinheiro bósnio de 1300 anos.

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por Istock/ Vladimir Vinogradov

Comentários