logo

Telefone: (11) 3024-9500

Olinda: uma cidade cheia de diversidade, cores e sabores Logo

Foto: Marcio Silva via Istock

Olinda: uma cidade cheia de diversidade, cores e sabores

10 de novembro de 2015

Um tesouro raro brasileiro. Esta é a cidade de Olinda, um lugar onde quem visita se encanta e apaixona automaticamente. Patrimônio Cultural da Humanidade, o lugar é embalado por uma cultura única, cores por todos os lados e uma gastronomia de dar água na boca só de ouvir falar. Entre suas inúmeras ladeiras, belas histórias são contadas em museus e nas ruas.

Foto: Marcio Silva via Istock

Foto: Marcio Silva via Istock

Para quem procura animação, este é o destino certo! Olinda nunca para, sempre tem festas animadas ocorrendo nas ruas, celebrações belíssimas homenageando santos e padroeiras e, é claro, muita sombrinha colorida embalando o ritmo de frevo. Têm também os icônicos tambores de maracatu, que fazem com que a cidade viva o carnaval quase durante o ano inteiro.

Os casarões datados dos séculos 18 e 19 são uns dos principais cartões postais de Olinda, que é dona de verdadeiras obras de arte arquitetônicas. A Igreja e Mosteiro de São Bento e a de Nossa Senhora da Conceição são paradas obrigatórias para quem gosta de apreciar prédios históricos e fazer pequenas viagens ao passado.

Foto: Marcio Silva via Istock

Foto: Marcio Silva via Istock

A Ilha de Itamaracá também é um ponto indispensável no roteiro. Com belíssimas praias de areias claras e macias e mar calmo, o lugar é ideal para quem está procurando relaxar e se desligar da correria do dia a dia. O acesso à ilha é feito por meio de ônibus próprios. É possível contratar um passeio com agências de viagem e não se preocupar com caminhos. Para ir de conta própria, é necessário pegar três ônibus: Paulista-Joana Bezerra e iraté o terminal de integração Pelópidas Silveira. Depois, no mesmo terminal, pegar o Igarassu-BR e também descer no terminal de integração de Igarassu e lá, pegar último ônibus, Ilha de Itamaracá.

Também não deixe de conhecer o Museu do Mamulego, que têm apresentações cativantes com bonecos de madeira. Os bonecos, manipulados por atores, cantam, dançam, brigam e fazem as pazes, enquanto envolvem todo o público em um história cheia de traços da cultura local.

Olinda_Marcio Silva

Para provar a melhor macaxeira de Olinda, vá à Casa de Noca. A Dona Noca é uma figura imponente no cenário culinário da cidade e serve a mais famosa macaxeira de carne de sol da região. É imperdível! O restaurante fica no centro histórico, no topo da ladeira da Sé.

Mais informações sobre o destino: olindaturismo.com.br

Texto por: Andressa Volpini

 Foto destacada: Marcio Silva via Istock

Comentários