logo

Telefone: (11) 3024-9500

Ilha do Mel vacina 100% da população adulta e recebe turistas | Qual Viagem Logo

Honey Island, Brazil - Octuber 19, 2010: Boats moored in Honey Island (Parana State) on the southern coast of Brazil.

Ilha do Mel vacina 100% da população adulta e recebe turistas

30 de junho de 2021

Praias lindas e belezas naturais de encher os olhos fazem da Ilha do Mel, no Paraná, um dos destinos mais procurados no sul do Brasil. O local agrada turistas de todas as idades e interesses, do descanso à aventura. Com a população acima de 18 anos vacinada contra a Covid-19, a ilha tornou-se uma excelente opção para aqueles que buscam ecoturismo, lazer e segurança.

As praias de Encantadas, Nova Brasília e Fortaleza reúnem praticamente todas as hospedagens, com capacidade para receber 2.500 turistas (com restrição, durante a pandemia). De acordo com o diretor da Serra Verde Express e proprietário da pousada Caraguatá, Adonai Aires de Arruda Filho, “com a vacinação em massa, há um forte indicativo de retomada do turismo, que é a principal fonte de economia da ilha”.

Para garantir a saúde e a proteção de todos, o destino está restringindo a visitação aos hóspedes de hotéis e pousadas locais. O acesso é controlado no terminal de embarque de Paranaguá ou Pontal do Sul, mediante comprovação da estadia e aferição de temperatura. Todos os protocolos das autoridades sanitárias também são cumpridos à risca, como a obrigatoriedade do uso de máscara e o distanciamento social em todos os ambientes coletivos. “Com o controle de entrada, protocolos rígidos e imunização, é possível garantir a segurança de hóspedes e da população local e ainda fazer a economia girar”, afirma Arruda Filho.

Para aqueles que querem visitar a Ilha do Mel, é importante saber que lá não entram carros. O percurso de entrada é via embarcação marítima e o jeito é explorar a ilha a pé, por meio das trilhas que cortam a natureza – o que faz o destino ser ainda mais encantador. “Para quem está planejando visitar o local, é recomendado entrar em contato com uma empresa ou agente de viagem para aproveitar melhor os passeios e a logística”, alerta o empresário.

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / FernandoPodolski

Comentários