logo

Telefone: (11) 3024-9500

Visite os clássicos de Nova York e encante-se mais de uma vez | Qual Viagem Logo

Brooklyn Bridge at sunset viewed from Brooklyn Bridge park

Visite os clássicos de Nova York e encante-se mais de uma vez

23 de janeiro de 2016

Com um horizonte reconhecido em todo o mundo e 8,3 milhões de pessoas que a chamam de lar, a cidade de Nova York vibra com diversidade e empolgação. Cada uma das cinco regiões tem um sabor distinto, enquanto bairros individuais mantêm identidades próprias. Não importa se é a sua primeira visita ou a centésima, há sempre algo novo para fazer.

+ Compre passagens aéreas para NY

+ Confira e reserve centenas de passeios e atrações em Nova Iorque

Foto via Flickr Lei Han

Foto via Flickr Lei Han

A Times Square é o cruzamento mais reconhecido no mundo, um trecho de seis quadras onde a Broadway e a Sétima Avenida se cruzam, criando um vórtice inebriante de luz e energia. Ao longo dos anos, tem sido palco de algumas das imagens mais marcantes da história americana, da foto da revista Life de Alfred Eisenstaedt, em 1945, que mostra um marinheiro e uma enfermeira se beijando para celebrar o fim da Segunda Guerra Mundial até a anual queda da bola no Ano Novo.

Erguendo-se a 443 metros no céu de Nova York, o Empire State Building é o mais perfeito e duradouro símbolo da cidade, uma realização prometeica que surgiu durante a Grande Depressão. Ele reinou como o edifício mais alto do mundo por mais de 40 anos e, desde 2001, quando as Torres Gêmeas caíram, é novamente o mais alto da cidade.

Embora talvez não seja o mais belo dos arranha-céus de Nova York (o Chrysler Building geralmente ganha esse título), é sem dúvida o seu mais emblemático e amado, seu topo em arte déco ilumina-se com as cores do Natal, transformando-o em um farol que marca o centro metafórico da cidade.

Foto por Terabass via Wikipedia

Foto por Terabass via Wikipedia

Nova York conta com o Central Park que atrai milhares de turistas de várias partes do mundo, o parque possui lagos artificiais, trilhas, shopping, e zoológicos e também ficou mundialmente conhecido pois é sede de filmes e programas americanos.

E por falar em área verde, não deixe de conhecer o High Line. O lugar é um parque linear de aproximadamente 2,5 Km construído em 2009 numa via férrea elevada de Nova York. Nova sensação em Nova York, o High Line fica a 8 metros de altura e atravessa 3 bairros.

Com mais de dois milhões de obras criadas da Idade da Pedra à Era Digital, e durante todo o tempo entre as duas, o Metropolitan Museum of Art é classificado como um dos maiores repositórios de arte e cultura do planeta. Fundado em 1870, esta instituição cresceu tanto que seu edifício Gothic Revival está, agora, completamente cercado de anexos. Os destaques incluem as galerias de Roma e da Grécia; o Costume Institute; o impressionante acervo de arte bizantina e chinesa; a coleção de pinturas europeias, com obras de Tiepolo, Cézanne, Vermeer e Monet; a coleção de armas e armaduras; e a coleção egípcia, com suas múmias, a esfinge e o espetacular Templo de Dendur, de 1 a.C., recebido de presente do governo egípcio. O Roof Garden Café do museu é um procurado ponto no verão, enquanto a Neapolitan Christmas Creche, no Medieval Sculpture Hall, é um favorito no período das festas de fim de ano.

Como falar de Nova York sem citar a imponente Estátua da Liberdade? Cercada pelas muralhas em forma de estrela de Fort Wood, em Bedloe’s Island (agora Liberty Island), a estátua fica pouco menos de 2 quilômetros de lower Manhattan. O momento da chegada de Lady Liberty não poderia ter sido melhor: a partir de 1892, os EUA receberam a maior onda de imigrantes em sua história. Para muitos dos recém-chegados ao porto de Nova York, a Estátua da Liberdade se tornou o primeiro e o mais perfeito vislumbre da nova terra.

Hoje, pode-se chegar à ilha em barco turístico que sai de Battery Park. Passeios com guias levam os visitantes ao calçadão inferior de Fort Wood e depois à plataforma de observação do pedestal para que tenham uma vista para a estrutura interna da estátua, projetada por Alexandre Gustave Eiffel (famoso pela Torre Eiffel). A coroa da Liberdade já não é mais aberta aos visitantes, e sua tocha está fechada desde 1916, depois de ter sido danificada quando sabotadores alemães explodiram um depósito de munições na vizinha Black Tom Island. A tocha foi substituída na década de 1980, e a original agora está no museu do lobby.

Foto por Earnest B via Commons Wikimedia

Foto por Earnest B via Commons Wikimedia

Um pouco mais ao norte, e acessível com os mesmos barcos turísticos, Ellis Island foi a estação de processamento de cerca de 12 milhões de imigrantes, entre 1892 e 1954. A renovação de seis anos na década de 1980 resgatou Ellis Island do desuso, transformando-a em um memorial em movimento e centro interpretativo, onde um complexo banco de dados computadorizado permite aos americanos pesquisarem sua origem e refazer a chegada de seus antepassados.

Compras

Em Nova York, há infinitas oportunidades de ir às compras. A cidade tem tudo o que você poderia querer! Mesmo com a taxa do dólar atual, muitas vezes sai mais barato ir às compras por lá, ao invés de tentar economizar por aqui. Câmeras digitais, iPads, jeans, perfumes, produtos de beleza, etc., saem bem mais baratos que no Brasil, na maioria das vezes. Confira quatro lugares onde os preços são incríveis e a variedade de opções são imensas:

Woodbury Common Premium

Bloomingdale’s e Macy’s

Century 21

Best Buy

Onde comer

Eataly – eataly.com/nyc/

Artichoke Basille’s – artichokepizza.com

Nathan’s – nathansfamous.com

Shake Shack – shakeshack.com

Texto por: Eliria Buso com informações visitosusa.com.br

Foto destaque via Istock/ MIHAI ANDRITOIU

Comentários