logo

Telefone: (11) 3024-9500

Valletta é museu ao ar livre em Malta | Qual Viagem Logo

Valetta city buildings with birds flying over them, Malta

Valletta é museu ao ar livre em Malta

8 de novembro de 2017

País localizado no Mediterrâneo, a meio caminho entre a Itália e a África, Malta é um destino que está em alta na atualidade. Famoso por atrair muitos intercambistas – já que tem o inglês como uma das línguas oficiais, além de um bom custo benefício em plena Europa –, o arquipélago tem paisagens naturais de tirar o fôlego. Mas também chamam a atenção suas cidades históricas, que mostram as influências dos diversos povos que habitaram essas ilhas.

Foto por iStock / Allard1

Foto por iStock / Allard1

Uma dessas cidades – que é também ponto de parada obrigatório para qualquer turista que visita Malta – é a capital, Valletta. Fica em uma estreita península rochosa na maior ilha do país, a Ilha de Malta, e entre dois portos naturais. Apesar de pequena, Valletta abriga uma grande concentração de prédios históricos: são 320 monumentos em apenas 0,5 km². Esse fator fez com que a cidade fosse declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO.

Foto por iStock / VYCHEGZHANINA

Foto por iStock / VYCHEGZHANINA

Valletta foi fundada em 1566 pelos Cavaleiros de São João de Jerusalém, organização militar cristã proveniente das Cruzadas, que depois foi mais conhecida como Ordem de Malta. Por isso, é cercada por fortificações e a maior parte de suas construções é de estilo barroco. O traçado urbano é quadriculado e dominado por ruas estreitas. Prepare as pernas, pois há também muitas subidas e descidas.

Foto por iStock / Ansud

Foto por iStock / Ansud

Um verdadeiro museu a céu aberto, Valletta possibilita uma volta ao tempo. Encontre de fortes a igrejas, palacetes e praças elegantes, com um ar de nobreza que você só encontra em cidades históricas europeias. Não deixe de visitar a Co-Catedral de São João e seu museu, o Palácio do Grão-Mestre e seus três principais parques: Hastings Gardens, Upper Barrakka Gardens e Lower Barrakka Gardens. Estes dois últimos oferecem vistas panorâmicas para o Grand Harbour, porto que fica entre Valletta e os vilarejos de Vittoriosa, Senglea e Cospicua (as “Três Cidades”).

Foto por iStock / Ansud

Foto por iStock / Ansud

Várias mansões e palacetes do século XVI foram convertidos em hotéis charmosos, lojinhas, bares e restaurantes. Vale ficar hospedado em Valletta por pelo menos uma noite, para curtir a cidade depois do pôr do sol. Visitar esse destino no ano que vem será ainda mais especial, pois Valletta já foi escolhida como Capital Europeia da Cultura para 2018.

Foto por iStock / ZoltanGabor

Foto por iStock / ZoltanGabor

Como chegar

De São Paulo a Malta, há voos com uma escala pela Turkish Airlines (parada em Istambul) e pela Lufthansa (parada em Frankfurt). O Aeroporto Internacional de Malta fica em Luqa, a 8 km de Valletta.

Onde ficar

Excelsior Grand Hotel

La Falconeria

Osborne Hotel

Texto por: Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / Ansud

Comentários