logo

Telefone: (11) 3024-9500

Um tour pela Florença dos Médici | Qual Viagem Logo

Magnificent basilica of Santa Maria del Fiore in Florence, Italy

Um tour pela Florença dos Médici

28 de fevereiro de 2019

A família Médici foi uma das mais importantes e influentes da Itália e sua dinastia fez de Florença o berço do Renascimento e uma potência financeira. Sua história começa por volta de 1.400, quando Giovanni di Bicci de Medici construiu e desenvolveu o setor banqueiro da região, tornando-se tão poderoso economicamente quanto o rei e dominando a cidade por cerca de 300 anos.

Ao longo desse tempo, a família se expandiu e atingiu cargos altos na sociedade como políticos, papas e até mesmo rainhas de outros países, como Catarina de Médici, que reinou a França ao lado de Henrique II. Com muito dinheiro para investir, os Médici patrocinaram diversos artistas como Michelangelo, Da Vinci e Botticelli e contribuíram para o desenvolvimento de movimentos artísticos, em principal, o Renascimento.

Foto via iStock por TT

Foto via iStock por TT

Foi Graças a Lorenzo, o Magnífico, que Florença se tornou a capital italiana das artes e cultura. Ele foi o maior estimulador de artistas e apesar do ramo da família estar voltada para os negócios, Lorenzo estava incluso nos círculos de diversos intelectuais da época, e por vezes, era visto como um príncipe.

A família de mecenas deixou um enorme legado e marcou a cidade. Hoje, existem alguns tours oferecidos para visitar as construções mais importantes que tiveram a ver com os Médici. A maior parte se concentra na parte histórica da cidade e o tour pode começar pela Casa do Renascimento: o Palácio Medici Riccardi.

Foto via iStock por JJFarquitectos

Foto via iStock por JJFarquitectos

Encomendado por Cosimo, o Velho, conhecido também como o Pai da Pátria, a residência da família Médici é um dos maiores marcos da arquitetura florentina. Foi o arquiteto Michelozzo, aprendiz de Donatello, quem projetou a casa da família, que era um dos locais de encontros políticos entre Médici e outras figuras importantes.

Um dos principais pontos da cidade é o Corredor Vasariano, construído por Giorgio Vasari para o casamento de Francesco I e Giovanna d’Austria. A passagem interliga o Palácio de Vecchio ao Palácio de Pitti.

O Palácio Vecchio é um dos marcos da capital da Toscana. Foi a casa de Cosimo I e após sua mudança para o Palácio Pitti, foi a sede do governo florentino, a Câmara dos Deputados e do Ministério das Relações Exteriores. Após a unificação, tornou-se a Prefeitura de Florença e da Câmara Municipal, e hoje diversas várias salas foram abertas ao público, entre elas, a mais famosa: o Salone dei Cinquecento, em tradução livre, o Salão dos Cinquenta, onde está a maior parte de afrescos de Vasari que retratam a história de Florença.

Foto via iStock por Givaga

Foto via iStock por Givaga

O Palácio Pitti foi o que consolidou de vez o poder dos Médici sobre Florença. Foi o local de moradia de três dinastias diferentes e principal ponto de encontro de pessoas de renome. Hoje, o local funciona como um museu e abriga o Tesouro dos Grão-Duques, a Galeria Palatina e os Apartamentos Reais e Imperiais, a Galeria de Arte Moderna e o Museu da Moda e do Traje.

Foto via iStock por TT

Foto via iStock por TT

Além disso, na propriedade do Palácio Pitti se encontra a Galeria Uffizi, onde estão algumas das obras mais importantes do mundo, como o “Nascimento de Vênus”, por Sandro Botticelli, “Anunciação”, por Leonardo Da Vinci e o “Retrato do Papa Leão X”, por Rafael. Ainda há o Jardim de Boboli, onde estão diversas esculturas que datam XVI e XVIII.

Michelangelo foi um grande amigo da família Médici, sendo muito próximo desde a adolescência do Papa Leão X. Foi ele quem construiu diversas obras de arte a pedido dos mecenas, incluindo a Sacristia, a pedido de Leão X, que serviu de mausoléu para os corpos de Lorenzo, o Magnifico; Giuliano, Duque de Nemours e Lorenzo, duque de Urbino. A Sacristia também é chamada de Capela dos Médici.

Texto por Carolina Berlato

Imagem Destacada via iStock por Givaga

Comentários