logo

Telefone: (11) 3024-9500

Txotx, a sidra de Astigarraga, no País Basco | Qual Viagem Logo

Sem título FOTO PEDRO TEIXEIRA 2

Txotx, a sidra de Astigarraga, no País Basco

5 de fevereiro de 2016

Pausa do vinho. Rotineiramente, Astigarraga celebra na primeira quinzena de janeiro o início da temporada da sidra no país. É tempo de festa, de fazer fila e degustar o txotx, a sidra feita para beber ainda no tonel. A tradição da bebida na região remete aos pescadores de baleia da idade média. No século 17 muitos baleeiros passavam dias no mar da Groenlândia e Terranova consumindo os barris de sidra em vez de água.

Astigarraga é conhecida como a capital da sidra. E não por acaso: a pequena cidade de aproximadamente cinco mil habitantes possui 21 sidrarias, ou seja, uma para cada 230 habitantes. Os primeiros passos para conhecer o processo de fabricação da bebida são literalmente dados no Museu da Sidra Vasca, onde o visitante pode conhecer parte da plantação de maçãs, socar algumas delas numa espécie de pilão e, claro, degustar a bebida no tonel.

Foto por Pedro Teixeira

Foto por Pedro Teixeira

Porém, essa última etapa também exige certo jeito e cuidado. O jato de sidra da torneirinha alcança até um metro e meio de distância, portanto, é necessário posicionar o copo na altura certa e ainda incliná-lo para não desperdiçar a bebida. Outro detalhe: o copo não deve ser consumido cheio, apenas um quarto está de bom tamanho. Assim, se aproveita mais do sabor da bebida.

No restaurante Petritegi, outra surpresa: não há pratos à mesa, somente enormes baguetes. Os proprietários comandam os negócios há quatro gerações e também produzem a sidra servida no restaurante. Não há outra opção de bebida e o procedimento para encher o copo também é tradicional, ou seja, é preciso sair de sua mesa e se dirigir ao outro salão, onde mais de dez mil litros em barris gigantes quase não encontram tempo de repouso.

Os pratos servidos no restaurante têm como opção tortilhas de bacalhau, bacalhau com pimentões, além de uma farta chuleta com batatas, ao ponto ou bem passada. Todos os pratos caem muito bem com pão. A experiência é pra lá de saborosa.

A festa da sidra ocorre sempre no mês de agosto e os moradores promovem diversas atividades comemorativas. Pouco se fala em vinho na cidade, o que não a torna menos alegre.

Texto por: Pedro Teixeira

Foto destaque por Pedro Teixeira

Comentários