logo

Telefone: (11) 3024-9500

Siena, na Itália, preserva rica história medieval | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ Janoka82

Siena, na Itália, preserva rica história medieval

12 de setembro de 2016

Medieval e charmosa, Siena é uma das principais cidades da Toscana, na Itália. Com mais de 800 anos de história, viveu seu apogeu entre 1260 e 1348 e é exatamente desse período que vem a grande maioria de seus atrativos históricos.

Foto por istock/ isogood

Foto por istock/ isogood 

O magnífico Duomo, por exemplo, é uma das maiores catedrais italianas. Sendo um espetacular símbolo da arquitetura românico – gótica com influência de Pisa – a catedral guarda esculturas que são obras-primas de Pisano, Donatello e Michelângelo, além de um belíssimo piso de mármore marchetado e um magnífico ciclo de afrescos de Pinturicchio.

Na galeria lateral da nave inacabada, mas coberta, está o Museo dell’Opera del Duomo, dedicado principalmente a esculturas retiradas do lado de fora do Duomo, incluindo um tondo (relevo circular) de uma Madona e Menino, provavelmente criado por Donatello, e diversas imagens góticas. O destaque do acervo fica com o imenso alar de Duccio, Maestà (1308-11), com Madona e Menino de um lado e, de outro, Cenas da Vida de Cristo.

Foto por istock/  sborisov

Foto por istock/ sborisov

Para explorar as belezas do Duomo e conhecer outras atrações do centro histórico de Siena, o ideal é sair da Piazza del Campo e caminhar pelo labirinto de ruas medievais ao redor.

E é na praça, também, que ocorre uma das atividades mais famosas e tradicionais de toda a região: o Palio di Siena. A corrida de cavalos sem sela agita a cidade desde 1283 nos meses de julho e agosto. Para acompanhar o evento, vale reservar algum dos hotéis da cidade com bastante antecedência, pois a procura é grande.

Entre as ruas labirínticas ao redor da praça, vale conhecer ainda o Palazzo Publico que guarda obras de arte, como afrescos de Ambrogio Lorenzetti e Simone Martini, e a Torre del Mangia, com 102 metros e 505 degraus que separa os visitantes de uma belíssima vista da cidade.

Outro destaque fica por conta da Igreja de San Domenico.  Lá, a cabeça preservada da padroeira da cidade, santa Catarina de Siena (1347-80), pode ser vista num tabernáculo dourado sobre o altar de uma capela dedicada à santa. A igreja possui ainda o único retrato de santa Catarina considerado autêntico, feito por seu amigo Andrea Vanni. A Casa di Santa Caterina também é um santuário bastante procurado pelos visitantes.

Foto por istock/ fotofritz16

Foto por istock/ fotofritz16

Não deixe de visitar também a Fortezza Medicea, uma fortaleza de tijolos que foi construída por Cosme I em 1560, após a derrota de Siena para Florença na guerra de 1554-5. Houve um cerco de 18 meses, em que mais de 8 mil habitantes morreram. Lá está a Enoteca Italica, onde você pode provar e comprar bons vinhos da Itália.

Como chegar

Os jeitos mais fáceis de chegar até Siena são via ônibus e trens. Há linhas saindo de Florença, San Gimignano, Roma e Milão.

Onde ficar

Aia Mattonata Relais

Palazzo di Valli

Palazzo Ravizza

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por Istock/ Janoka82

Comentários