Warning: file_put_contents(): Only 0 of 13 bytes written, possibly out of free disk space in /home/qualviagem/public_html/wp-content/plugins/wp-csv/wp-csv.php on line 299
 Santuário Nacional de Aparecida lança cine 3 D | Qual Viagem
logo

Telefone: (11) 3024-9500

Santuário Nacional de Aparecida lança cine 3 D | Qual Viagem Logo

Telas dão efeito de tridimensionalidade

Santuário Nacional de Aparecida lança cine 3 D

11 de outubro de 2016

O Santuário Nacional de Aparecida lança cine 3 D com tecnologia inédita no Brasil. O sistema tem qualidade ultra HD e a sala projeta o filme em 3D, sem o uso dos óculos que causam o efeito de tridimensionalidade.

Cine Padroeira - 150 lugares

Inaugurado recentemente, o Cine Padroeira tem capacidade para 150 espectadores. Fotos – Crédito: João Vitor Rodrigues

Cine 3D sem óculos: tecnologia inédita

Cinema em tecnologia 3D. Este é o mais recente atrativo do Santuário Nacional de Aparecida.  Ao dispensar o uso de óculos tridimensionais, a apresentação do filme sobre a santa Padroeira do Brasil utiliza em sua sala de projeção cinco telas e 10 projetores. O projeto é inédito em todo o mundo, explica Alfonso Aurin, diretor técnico do projeto. “Existe um trabalho semelhante em Nazaré. Lá é um trabalho simples por usar fotos e trechinhos de filme. O que diferencia aqui é que foi feito um filme para essa tecnologia”, justifica.

O filme foi feito com exclusividade para o cinema. Não há novos projetos em andamento. Fotos - Crédito: João Vitor Rodrigues

O filme foi feito com exclusividade para o cinema. Não há novos projetos em andamento. Fotos – Crédito: João Vitor Rodrigues

As imagens são projetadas conjuntamente no piso, nas telas laterais e central e também no tule transparente, que faz a holografia. “Numa montagem normal você veria um ator e cortaria pro outro. Mas aqui você tem os três atores, um no canto do quadro e o restante nos outros cantos. Então você tem que enquadrar os atores olhando  para o lugar certo, pra quando eles estiverem na tela ficar um olhando para o outro. Foi uma trabalheira”, explica Del Rangel, diretor do filme.

Del Rangel, diretor do filme

Del Rangel, diretor do filme, fala da complexidade do projeto inédito em todo o mundo.

Na sala de projeção, a mesma cena se divide em diferentes telas e, por outras, se casam e dão o efeito de profundidade. O trabalho de um ano exigiu o empenho de cerca de 50 profissionais, entre elenco e  equipe técnica. A adequação das filmagens obrigou a  configuração  da lente com o uso de filtros. “Pra filmar isso a gente teria que ter três câmeras na mesma altura, com a mesma lente, uma apontada para cada lugar. A gente só não sabia como é que ia montar tudo depois. Mas sabia que ia chegar aqui”, concluiu.

O filme, com duração de 15 minutos, foi projetado exclusivamente para o Cine Padroeira. Mesmo tendo acompanhado a evolução do projeto, até o Padre Daniel Antônio da Silva, ecônomo do Santuário Nacional, se surpreendeu com o resultado . “A gente vai arriscando as possibilidades e percebendo que o conteúdo principal evangelizador está junto. Então, dá um susto.  Estar nesse espaço, ver a historia contada e o impacto do final do filme surpreende. Deixa a gente muito emocionado ao saber que a evangelização está acontecendo com aquilo que a gente faz”, afirma.

Inauguração do Cine Padroeira

Inauguração do Cine Padroeira, o primeiro em 3 D sem o uso de óculos. Fotos – Crédito: João Vitor Rodrigues

O Santuário Nacional de Aparecida recebe por ano 12 milhões de peregrinos, a maior parte, a partir do segundo semestre.  A estreia do Cine Padroeira marca também a criação do Memorial da Devoção Nossa Senhora Aparecida – complexo turístico que abriga o Museu de Cera, outro forte atrativo do santuário inaugurado no começo deste ano.

João Paulo II homenageado no Museu de Cera

Museu de Cera: outra atração inaugurada no mesmo espaço do Cine Padroeira. Acima, imagem do Papa João Paulo II. Fotos – Crédito: João Vitor Rodrigues

No espaço de seis mil metros quadrados de exposição, o visitante irá conhecer os principais personagens da história de fé e devoção da Padroeira do Brasil. As 63 estátuas em tamanho natural retratam com realismo santos, papas, reis, presidentes, religiosos e alguns nomes contemporâneos como o ex-jogador Ronaldo Fenômeno e o astronauta Marcos Pontes.

Astronauta Marcos Pontes é um dos homenageados do Museu de Cera

Museu de Cera homenageia o astronauta Marcos Pontes, devoto de Nossa Senhora Aparecida. Fotos – Crédito: João Vitor Rodrigues

Os trabalhos em cera estão divididos em 20 cenários distintos.

Cenário mostra o rio onde o pescador  (imagem de cera) encontrou a imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Cenário mostra o rio onde o pescador (imagem de cera) encontrou a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Fotos – Crédito: João Vitor Rodrigues

 

 

Comentários