logo

Telefone: (11) 3024-9500

Planejar suas próximas férias na Turquia pode ajudar a enfrentar o isolamento com mais felicidade | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ Seqoya

Planejar suas próximas férias na Turquia pode ajudar a enfrentar o isolamento com mais felicidade

11 de agosto de 2020

Com a pandemia, todas as viagens, essenciais ou não, tiveram que ser adiadas. Mesmo com a gradual retomada da atividade turística em diversos países, o isolamento ainda segue como a melhor estratégia para reduzir a disseminação do vírus. Mas isso não significa que você deva cancelar o planejamento das suas próximas férias. Todo o processo de pesquisas e planos pode, inclusive, ser muito benéfico: olhar para a próxima aventura pode beneficiar sua saúde mental mesmo se você não tiver certeza de quando.

Uma pesquisa realizada em 2013 com 485 adultos nos Estados Unidos vinculou viagens a empatia, atenção, energia e foco aprimorados. Não faltam pesquisas que apontem quanto o ato de se adaptar a culturas estrangeiras também pode ampliar sua criatividade.

Para a psicóloga Kassiely Trentin, do Super Dr. Saúde Integrada, o planejamento, desde que não cause mal-estar, é saudável. “Se o sujeito gosta de se organizar, o planejamento se torna uma ferramenta para relaxar e focar que tudo vai ficar bem”.

Que tal tirar seu sonho de conhecer a Turquia do campo das ideias?

Vamos te ajudar a escolher lugares para visitar e o que fazer com essas dicas abaixo.

Sobre o país

Foto por Istock/ Ruchaneewan Togran

Foto por Istock/ Ruchaneewan Togran

A Turquia é um país que se estende do leste da Europa ao oeste da Ásia e mantém conexões culturais com os antigos impérios grego, persa, romano, bizantino e otomano. A cosmopolita Istambul, no Estreito de Bósforo, abriga a famosa Basílica de Santa Sofia, com sua cúpula elevada e seus mosaicos cristãos, a enorme Mesquita Azul, do século XVII, e o Palácio de Topkapı, datado aproximadamente de 1460, uma antiga residência de sultões, e ao contrário do que muitos pensam, não é a capital do país, e sim Ankara. O país tem opção para vários tipos de viajantes: para quem gosta de história, aventura, praia, neve, religião. Existe uma Turquia para cada gosto. E o melhor: desde julho de 2004, brasileiros são isentos de visto para entrar, transitar e permanecer no território turco, seja turismo ou negócios, podendo permanecer no país por até 90 dias.

Balões

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Não podemos falar de viagem pela Turquia sem mencionar os famosos e tradicionais passeios de balão na Capadócia, que já foi tema de música e novela aqui no Brasil. Os passeios são feitos sempre ao nascer do sol, e são de tirar o fôlego, tamanha a beleza que possibilitam a qualquer um que vivencie. Ao subir no balão de ar quente, o turista fica no alto do céu da Capadócia e é brindado com um horizonte totalmente desobstruído de arranha-céus, somente com a formação rochosa natural da região ao redor. Nas subidas realizadas pela manhã é possível presenciar o espetacular nascer do sol na região. O céu fica inteiramente colorido em tons alaranjados, possibilitando belíssimos registros fotográficos e momentos inesquecíveis.

Gastronomia

Repleta de raízes e influências, a culinária turca combina a gastronomia do mediterrâneo com a árabe, trazendo elementos, temperos e aromas únicos. Um dos pratos típicos mais famosos internacionalmente é o Kebab, que se você ainda não comeu, certamente já ouviu falar. Kebab significa carne grelhada, e existem diversos tipos de preparo. A carne pode ser de boi, cordeiro ou frango, e é preparada em espetos verticais podendo ser servida em pães ou em pratos compostos de saladas, legumes e até sopas. Isso sem contar o chá, que é tão comum quanto água, que é preparado com uma erva de chá-preto encontrada apenas na Turquia. A bebida é servida bem quente, até mesmo no verão.

Praias

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

O país tem diversas cidades litorâneas, com praias de tirar o fôlego. A cidade de Dalyan, por exemplo,  se liga ao mediterrâneo por um canal que sai do rio Koycegiz, o que possibilita uma paisagem impressionante. A área ainda conta com fiordes e pequenas ilhas. A região é de proteção ambiental, onde tartarugas depositam seus ovos todos os anos. Já Kalkan é uma cidade cheia de história. Habitada por pescadores, seu porto já foi um dos mais importantes da região. Atualmente, é um grande ponto de turistas, principalmente britânicos.  Já o Balneário de Oludeniz é famoso pela Lagoa Azul, um lago de água azul cristalina que fica em área de preservação. Na praia, é possível aproveitar os voos de paraglider e praticar esportes aquáticos nas calmas águas do local. Outro grande destaque praiano é Antália, antiga cidade que chegou a ser capital do Império Bizantino. Atualmente com mais de 900 mil habitantes, a cidade tem uma vida agitada, cheia de restaurantes e bares. Conhecê-la é como fazer um passeio pela história, com visita a diversas ruínas e construções. Não se sabe ao certo quando foi primeiro habitada, mas vestígios indicam que seria por vonta do século III a.C. A lenda da cidade conta que o Rei Átalo II no ano II a. C ordenou que seus soldados encontrassem o paraíso na terra, e então, encontrou-se Antália.

Montanhas

Os Montes Kaçkar são uma ótima pedida para aqueles que gostam de esportes radicais e de paisagens estonteantes. A cordilheira fica na província de Rize e faz parte dos Montes Pônticos. Elas são famosas pela prática de trekking e estão localizadas a leste do Mar Megro, com lagos glaciais e cercada por uma floresta tombada pela UNESCO.  As trilhas mais longas sobem acima da linha das árvores, a cerca de 2100 m, com vistas soberbas. Mas a trilha mais popular é a escalada do Monte Kackar, a quase 4000 m, entre as aldeias através de florestas de pinheiros e abetos, ao longo de rios de águas brancas.

Mesquitas

Um dos principais pontos turísticos de Istambul, a Mesquita Azul foi construída pelo Sultão Ahmed entre 1609 e 1616. Seu interior é decorado com azulejo Iznik e possui um padrão de tons azuis. Ela foi construída para ser mais imponente que a Basílica de Santa Sofia, que também vale a visita.

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Ainda maior que a mesquita Azul, a Mesquita de Suleymaniye foi construída entre 1550 e 1557, por órdem do Sultão Süleyman I, “O Magnífico”, que foi um dos responsáveis pela expansão do então Império Otamano. Localizada na Zona histórica de Istambul e tombada pela UNESCO como patrimônio mundial da Humanidade, sua construção foi obra do arquiteto Sinan, um dos grandes nomes do período Otomano, que também é responsável pela construção do cemitério que se encontra em frente à mesquita. Nele estão enterrados os corpos do Sultão Suleymaniye e de sua esposa.

Mesquita Eyup, leva o nome de um companheiro de Maomé. A mesquita foi erguida em sua homenagem, perto de onde ele teria sido sepultado. No complexo da mesquita tem um cemitério onde Eyup e objetos pessoais de Maomé estão enterrados. É um lugar de peregrinação de fiéis. Sua construção se deu em 1453 e teve fim em 1458.

Localizada do outro lado do estreito de Bósforo, a Mesquita Sensi Pasha só pode ser acessada de barco. Ela é bem menor e mais simples que as descritas acima, porém seu encanto é igualmente magnífico. Ela fica bem a margem de Bósforo e também é um projeto do arquiteto Sinan.

Inverno com neve

Sim! Tem neve e tem estação de esqui na Turquia. São mais de 100 picos acima de três mil metros, e 12 estações distribuídas pelo país em cidades como: Anatólia Central, Anatólia Oriental, Mar Negro, Marmara, Mediterrâneo e Egeu. O mais popular está localizado no sul do Mar de Marmara, na Vila Alpina de Uludağ, a uma altitude de quase dois mil metros. Palandöken, na província oriental de Erzurum, é a mais alta da Turquia e abriga uma das mais longas pistas de esqui natural da Europa.

 

 

Texto por Agência com edição de Carolina Berlato

Imagem Destacada via Istock/ Seqoya

Comentários