logo

Telefone: (11) 3024-9500

Os 5 melhores passeios de Mariana (MG) | Qual Viagem Logo

Mariana destaque

Os 5 melhores passeios de Mariana (MG)

16 de março de 2016

Mariana é uma cidade pequena, charmosa e muito agradável, ideal para um passeio de final de semana. Estar em Mariana é mergulhar na história do Brasil colônia. Em decorrência da descoberta de uma grande quantidade de ouro na região, a cidade foi uma das mais importantes na época colonial: primeira capital de Minas Gerais, primeira cidade com um projeto urbanístico planejado de Minas e sede do primeiro Bispado mineiro. Mariana fica a menos de duas horas de Belo Horizonte e a poucos minutos da vizinha Ouro Preto.

O centro turístico de Mariana tem toda a estrutura para receber visitantes e não foi afetado pelo desastre ambiental ocorrido no final do ano passado. A barragem que rompeu fica no distrito de Bento Rodrigues, a cerca de 30 km do centro de Mariana. Em comparação, Ouro Preto, por exemplo, fica a 14 km de Mariana. Por isso, Mariana está pronta para receber turistas e oferece ótimos passeios. Confira aqui os melhores deles:

Mina da Passagem

mina da passagem

Foto por Patrícia Chemin

É a maior mina de ouro aberta à visitação do mundo. De lá, foram extraídas 35 toneladas de ouro durante mais de um século, até a mina ser desativada em 1935. No passeio, você desce em um carrinho de mineradores sobre trilhos até 120 metros de profundidade, por um túnel de 350 metros de extensão. Há várias galerias e câmaras, lago subterrâneo e equipamentos antigos usados na mineração. Um guia, que acompanha os visitantes durante todo o passeio, fala sobre a história da mina e explica sobre as rochas e a extração do ouro. Fica no distrito de Passagem de Mariana, no meio do caminho entre Mariana e Ouro Preto.

Rua Eugênio Eduardo Rapallo, 192 – Passagem de Mariana

Segundas e terças, das 9h às 17h. Quartas a domingos, das 9h às 17h30.

Ingresso: R$ 50,00. Meia-entrada para estudantes e pessoas acima de 60 anos.

Tem estacionamento, restaurante, museu e loja.

Trem Turístico Mariana-Ouro Preto

estação de trem

Foto por Patrícia Chemin

Mariana está cercada por montanhas impressionantes, com uma vegetação intacta e pequenos rios. O passeio no trem turístico proporciona as melhores vistas dessas paisagens. O trem faz o trajeto entre Mariana e Ouro Preto e o passeio, que dura cerca de uma hora, é voltado mesmo aos turistas, já que o trem vai a 22 km/h e até desacelera nos trechos mais bonitos para que todos possam tirar fotos. Dica: no sentido Ouro Preto, sente do lado esquerdo e, no sentido Mariana, do lado direito. Você pode optar pelo vagão comum ou pelo panorâmico, que possui ar condicionado e janelas maiores.

Estação de Mariana: Av. Manuel Leandro Corrêa, 135

Partidas de Mariana: sextas, sábados e feriados às 13h e às 16h. Domingos às 14h30.

Ingresso ida: R$ 40,00 (comum) e R$ 60,00 (panorâmico)

Ingresso ida e volta: R$ 56,00 (comum) e R$ 80 (panorâmico)

Meia-entrada para crianças entre 6 e 12 anos, maiores de 60 anos e estudantes. Menores de 5 anos não pagam.

Praça Minas Gerais

praça minas gerais

Foto por Patrícia Chemin

Uma das praças mais importantes da cidade, é ponto turístico imperdível para quem visita Mariana. É lá que ficam duas das maiores e mais bonitas igrejas da cidade: a Igreja de São Francisco de Assis e o Santuário de Nossa Senhora do Carmo. Por dentro e por fora, as igrejas são exemplares da arte barroca na cidade, com obras de Aleijadinho e do Mestre Atayde. No meio da praça fica o pelourinho e, de frente para as igrejas, a Casa de Câmara e Cadeia. Sede da Câmara Municipal de Mariana, é um sobrado de arquitetura colonial aberto a visitações. Atualmente, a Igreja de São Francisco está fechada para restauro.

Museu Arquidiocesano de Arte Sacra

museu de arte sacra

Foto por Patrícia Chemin

Fica na Casa Capitular, uma construção histórica e tipicamente colonial, atrás da Igreja da Sé (atualmente, fechada para restauro). É o segundo mais antigo museu de Arte Sacra do Brasil e possui um acervo de cerca de duas mil peças. Há obras de Aleijadinho e do Mestre Atayde e peças de todo o tipo: esculturas em cedro, pinturas, trabalhos em pedra sabão, peças em ouro e prata e muito mais.

Rua Frei Durão, 49

De terça a sábado, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h. Domingos e feriados das 8h30 às 14h.

Ingresso: R$ 3,00. Meia-entrada para estudantes e pessoas acima de 60 anos. O ingresso inclui também entrada no Museu da Música e na Igreja da Sé (quando estiver aberta).

Ruas históricas

rua direita

Foto por Patrícia Chemin

O centro de Mariana está repleto de ruas e construções históricas. Quem for à Mariana tem que passear a pé por suas principais vias: Rua Direita, Rua Dom Silvério, Rua Dom Viçoso e Rua Frei Durão. É também nelas que se concentram diversos pontos turísticos da cidade. A Rua Direita é a segunda mais antiga da cidade e possui um dos conjuntos arquitetônicos mais bem conservados de Mariana. É lá onde ficam, por exemplo, a Casa do Barão de Pontal e a Casa Setecentista. Já a Rua Dom Silvério liga a Praça Minas Gerais à Igreja de São Pedro, além de abrigar a Igreja de Nossa Senhora Rainha dos Anjos e vários ateliês. A Rua Dom Viçoso liga a Praça Gomes Freire até o Seminário Maior. A Rua Frei Durão ladeia a Praça da Sé e é onde está o Museu de Arte Sacra.

Onde ficar

Avenida Palace Hotel – avpalacehotel.com.br

Pousada Contos de Minas – pousadacontosdeminas.com.br

Texto por: Patrícia Chemin. A jornalista viajou à Mariana com apoio da Secretaria Municipal de Turismo da cidade e da Associação Marianense de Turismo (MarianaTur).

Foto destaque por: Patrícia Chemin

Comentários