logo

Telefone: (11) 3024-9500

O que fazer na rota ecológica de Alagoas | Qual Viagem Logo

piscinas de tatuamunha

O que fazer na rota ecológica de Alagoas

9 de janeiro de 2019

Quer conhecer uma das regiões mais lindas do Brasil? A rota ecológica de Alagoas é um prato cheio para toda a família, e vale a pena ser explorada de uma ponta a outra. Nesse post, preparamos 5 dicas do que fazer na Rota Ecológica. Anote!

Onde fica:

A rota começa em Barra de Camaragibe e vai até Porto de Pedras. Nesse trecho, estão São Miguel dos Milagres, Toque, Patacho, Laje e Tatuamunha.

Como chegar:

É preciso voar para Recife ou Maceió, e depois alugar um carro para chegar na rota. São cerca de 2h, seja via Recife ou Maceió. Se quiser dica de onde alugar o carro, a gente usa a Rentcars ou a Rentalcars.  Mas deixe pra fazer seu seguro na hora de pegar o carro: ele é mais completo que o oferecido no site.

Nós voamos com Avianca (gosto muito da Avianca: os aviões são novos, tem entretenimento de bordo mesmo nos voos nacionais, lanche quentinho no serviço de bordo e um staff muito gentil) .

Levamos nossa prancha de SUP, porque achamos que os valores para embarque de material esportivo da Avianca compensavam mais do que alugar o equipamento por lá (até porque, é bem difícil achar caiaques e SUP pra alugar na rota).  O valor para transportar equipamentos esportivos é R$100 em voos nacionais, US$6o para América Latina e US$100 Estados Unidos.

como chegar na Rota: voamos de Avianca

como chegar na Rota: voamos de Avianca

E depois alugamos um carro

Onde ficar na Rota Ecológica de Alagoas

Adoro a Pousada Borapirá, que fica no vilarejo de Tatuamunha. Fica de frente para o mar, te parece uma fazendo de  coqueiro com bangalôs branquinhas e janelas azuis, É um pousada que aceita crianças, tem um clima super relax, e o restaurante com assinatura Beijupirá e menu kids (quem viaja com bebês tem todo suporte pra papinhas, frutas, etc)

Mas se você estiver indo em casal e quiser uma opção mais romântica, a dica é a Pousada Aldeia Beijupirá, na praia do Lage. Os donos são os da Bora, e a pousada é um escândalo, com uma super piscina, jardim, pés de fruta, coqueiros e bangalôs maravilhosos.

pPousada Borapira: nossa preferida

Pousada Borapira: nossa preferida

Camarão crocante na manteiga de garrafa com arroz de passas de caju: diretamente da cozinha da Bora

Camarão crocante na manteiga de garrafa com arroz de passas de caju: diretamente da cozinha da Bora

O que fazer na Rota Ecológica: Andar de jangada em São Miguel do Milagres

O mar de São Miguel dos Milagres é um dos pontos altos da viagem pela Rota Ecológica de Alagoas, principalmente quando a maré está baixa e se formam piscinas de águas cristalinas bem próximo da costa. Para chegar até elas, você ir a pé/nadanda, de SUP e caiaque ou pegar as jangadas.  Você pode reservar direto própria pousada  ou com o jangadeiro (e combinar de ir numa piscina mais vazia) ou fazer o passeio pela Luck Receptivo. O valor é a partir de R$40 por pessoa.

No passeio jangadeiros, você irá visitar as piscinas de São Miguel, que são mais cheias. Se quiser uma piscina mais vazia, vá para as de Tatuamunha.

rota-ecologica-de-alagoas11-690x388 rota-ecologica-de-alagoas15-690x597

2) Relaxar na Praia de Tatuamunha

A praia de Tatuamunha fica a 10 minutos de carro de São Miguel dos Milagres, e na minha opinião é uma das mais linda da rota. Sua orla é contornada por uma linha de coqueiros altos,  tem o mar turquesa e areias brancas.

É um lugar para curtir sem pressa, seja na maré baixa, quando as piscinas se formam, ou na maré alta, quando o mar calmo toma conta da paisagem do horizonte.

tatuamunha1

piscinas de tatuamunha

piscinas de tatuamunha

org_dsc03057-690x805

3) Visitar o Santuário dos Peixes-boi

Você vai se apaixonar pelo projeto de preservação  Peixes-boi. É uma região preservada de rio e mangue, que recebe um número limitado de pessoas por dia, onde os mamíferos vivem livremente. Até uns anos atrás, esses animais haviam sido instintos dessa região por causa da pesca, mas com o projeto, eles foram reintroduzidos no habitat e estão se reproduzindo.

O passeio começa em uma trilha e leva até jangadas não motorizadas, que percorre o rio em busca dos animais. Tudo é feito dentro das normas de preservação ambiental e os guias explicam os detalhes durante o caminho. E sempre dá pra ver os peixes-boi, que circulam perto da jangada . O valor por pessoa é de R$40 e dura uma hora.

 

tatuamunha-trip9-690x460

4) Conhecer o vilarejo de Porto de Pedras e Tatuamunha

Dos vilarejos da rota ecológica de Alagoas, Porto de Pedras e Tatuamunha são os mais bonitinhos. São tranquilos para andar, conhecer a história local, que envolve a estadia da família real, e apreciar a arquitetura pitorescas das casas e da igrejinha. Aproveite para comer um pastel no bar Encontro das Águas, eles são feitos todos os dias pelos donos e são incríveis, e para ver os artesanatos.

5) Jantar no Amor

O restaurante é dos mesmos donos do Beijpirá de Porto de Galinhas e Olinda, mas em vez do pratos de peixe com contrastes adocicados, o Amor serve comida mediterrânea: risotos e massas (delicadíssimas) são o forte por aqui.

Comemos um risoto com camarões grandes maravilhoso e o ravioli Aperto com camarões flambados e molhos de queijo, seguido de profiteroles de sobremesa, acompanhados de um vinho incrível (o português Contador de Histórias, de Setúbal). O restaurante funciona das 19h à meia-noite, fecha à terças e um domingo por mês.

img_2930-690x518 img_2925-690x518

Leia mais dicas do Nordeste no Juju na Trip (e siga essa família no instagram e no youtube):

Juju na Trip
Siga!

Juju na Trip

Gabriela Temer é jornalista, Rico Sombra é fotógrafo, e juntos eles viajam pelo mundo com a filha Juju em busca de boas histórias e muita aventura. Uma família vivendo o melhor da vida! Juntos, já rodaram por mais de 40 países, e querem conhecer muitos outros.
instagram @jujunatripblog
youtube.com/jujunatrip
facebook.com/jujunatrip
Juju na Trip
Siga!

Últimos posts por Juju na Trip (exibir todos)

Comentários