logo

Telefone: (11) 3024-9500

O que fazer na costa da Nova Zelândia? | Qual Viagem Logo

Foto por AdventureHQ

O que fazer na costa da Nova Zelândia?

22 de fevereiro de 2018

Para quem gosta de curtir o verão perto da água, as opções na Nova Zelândia são praticamente ilimitadas. O país, formado por duas ilhas, tem mais de 15 mil quilômetros de costa, muitas opções de praias, rios e lagos espalhados pelo território, que não deixa nada a desejar em termos de beleza natural e paisagens deslumbrantes.

A Baía das Ilhas

Paihia está no coração da região que é apropriadamente chamada de Bay of Islands, ou baía das ilhas, localizada no norte do país. Lá é possível nadar com golfinhos, aprender sobre a história da Nova Zelândia na região de Waitangi ou visitar a cachoeira de Haruru e tentar encontrar o Taniwha, monstro marinho que dizem viver por ali. Em todas as direções a cidade convida a belas caminhadas, inclusive por praias reservadas e de areia dourada. Os locais gostam de nadar na praia de Sullivan, que fica a uma pequena caminhada da ponta sul da praia de Paihia.

Foto por InterCity

Foto por InterCity

Dicas de viagem: Paihia está a cerca de três horas de carro ao norte de Auckland. Em Kerikeri, a cerca de 30 minutos dali, está o Aeroporto de Bay of Islands. O inverno em Paihia é moderado e a temperatura da água permite mergulhos até no outono.

Entre as montanhas e o mar

Há muito tempo a pequena cidade de Mount Maunganui tem sido um destino popular para quem gosta de acampar no verão. É o lugar certo para dias ensolarados e preguiçosos em que você apenas descansa na areia e se delicia com sorvete. Mas essa comunidade da região de Bay of Plenty abriga um estilo de vida tranquilo e ligado ao surfe durante todo o ano. Depois de subir até o topo do Mauao, ou The Mount, tome um banho rejuvenescedor nas piscinas quentes de água salgada que ficam ao pé da montanha. Para finalizar, experimente os dumplings e a cerveja artesanal do restaurante The Rising Tide.

Foto por Miles_Holden

Foto por Miles_Holden

Dicas de viagem: Mount Maunganui está a 15 minutos de carro de Tauranga e a três horas de Auckland. A uma hora dali está Hobbiton, locação da trilogia O Senhor dos Anéis, e também Rotorua, famosa pela atividade geotermal. A região de Bay of Plenty está entre as campeãs do país no que diz respeito a quantidade de horas de sol.

Lagos e piscinas geotermais

Nem todas as cidades neozelandesas próximas da água ficam no litoral. É o caso de Lake Taupo, uma enorme cratera cheia d’água que foi formada por erupções vulcânicas. As piscinas termais são umas das principais atrações da região. A trilha de Otumuheke, por exemplo, leva a fontes termais naturais. Já no jardim botânico de Waipahihi é possível caminhar pela flora nativa (com vibrantes rododendros e azaleias, na primavera) e observar o lago. Se estes novos ares abrirem seu apetite, aproveite o churrasco do restaurante Southern Meat Kitchen.

Foto por Tourism NZ

Foto por Tourism NZ

Dicas de viagem: Taupo fica no centro da Ilha Norte, e de carro está a três horas e meia ao sul de Auckland e a quatro horas e meia ao norte de Wellington. Para visitar fontes naturais que estão em toda parte e têm entrada gratuita, fique de olho para avistar vapor ou peça dicas aos moradores. No inverno, uma viagem de carro de 80 minutos leva à estação de esqui de Whakapapa, no Monte Ruapehu.

Praia, arte e cerveja artesanal

Nelson oferece uma linda vista da praia de Tahunanui, apenas uma das muitas faixas de areia localizadas na Baía de Tasman, na ponta norte da Ilha Sul. Há muito a se visitar ali, incluindo excelentes galerias de artes e parque nacionais. Mas a trilha da cerveja artesanal, ou Nelson Craft Beer Trail, é imperdível. A boa cerveja é abundante nesta ensolarada parte do país e você pode experimentar ótimas marcas locais no Free House, um pub de ambiente informal em um local onde costumava ser uma Igreja Reformada Holandesa. A primavera é uma boa época para visitar o jardim japonês de Miyazu, já que as cerejeiras florescem. Falando em cerejas e outras frutas, fique de olho nas chamadas honesty boxes, pequenas bancas à beira da estrada no qual ficam à venda produtos cultivados pelos moradores.

Foto por Scott Venning

Foto por Scott Venning

Dicas de viagem: Há voos para Nelson saindo de Auckland, Wellington e Christchurch. A região abriga os espetaculares parques de Abel Tasman e Nelson Lake.

Descobrindo Wanaka

Quem gosta de caminhar ou de pedalar vai adorar a Outlet Track, trilha que segue o rio Clutha, próximo à cidade de Wanaka, e que é especialmente bela com as cores do outono. Entre em contato com a empresa Classic Flights para agendar um tour aéreo e apreciar a paisagem, a bordo de um Tiger Moth dos anos 1940. Já no lago Wanaka está a famosa árvore solitária que nasceu há quase 80 anos a partir de uma cerca e hoje é um grande sucesso do Instagram com a hashtag #thatwanakatree.

Dicas de viagem: Wanaka está a menos de uma hora de carro de Queenstown. Na Páscoa de 2018 o local vai abrigar o famoso show aéreo Warbird over Wanaka. As estações de esqui mais próximas são Treble Cone e Cardona, e há cross-country na Snow Farm, a cerca de 40 minutos de carro.

Na costa de Kaikoura

Localizada em uma península banhada pelo Oceano Pacífico, onde montanhas cobertas de neve chegam até o mar, Kaikoura é merecidamente conhecida como um excelente local para observação de baleias e para degustar frutos do mar. A Kaikoura Llama Trekking oferece tours guiados que duram metade do dia e permitem que você veja baleias e colônias de focas. E como nenhuma passagem pela praia está completa sem sorvete, aproveite para conhecer o do Poppy’s, que é caseiro e tem porções generosas.

Foto por Sara Orme

Foto por Sara Orme

Dicas de viagem: De carro, Kaikoura está duas horas e meia ao norte de Christchurch. O melhor período para avistar baleias é entre novembro e março. Fique de olho nas caravanas à beira da estrada, que vendem frutos do mar frescos.

Texto por: Agência com edição Eliria Buso

Foto destaque por AdventureHQ

Comentários