logo

Telefone: (11) 3024-9500

O que fazer em Fortaleza em um roteiro de 4 dias | Qual Viagem Logo

Jade Queiroz - MTUR

O que fazer em Fortaleza em um roteiro de 4 dias

2 de março de 2020

A capital cearense é um dos destinos mais visitados do Nordeste. Tanto por suas praias, quanto atrativos culturais e gastronômicos, Fortaleza atrai turistas do Brasil e do mundo. Não à toa, em 2019, seu aeroporto foi listado como a principal porta de entrada para turistas europeus nesta região brasileira.

A cidade tem atrações para roteiros de quatro, cinco, sete ou até nove dias, incluindo alguns destinos nos arredores, porém, quem não pode ficar tanto tempo consegue conhecer muito do que esse povo bem-humorado e hospitaleiro tem a oferecer.

Confira a seguir uma rota de quatro dias pela capital cearense, passando pelos principais pontos turísticos do destino e arredores:

1º dia – Desbravar a região central da cidade

Foto por Jade Queiroz/ MTUR

Foto por Jade Queiroz/ MTUR

Os principais atrativos turísticos de Fortaleza se concentram no centro da cidade. Ali, além das praias urbanas, é possível conhecer arquitetura e história locais a partir dos monumentos e construções dessa região.

Foto por Jade Queiroz/ MTUR

Foto por Jade Queiroz/ MTUR

Entre os destaques estão: a Catedral Metropolitana, construída em estilo gótico romano em 1978, o Theatro José de Alencar, o Mercado Central e o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, que abriga teatro, cinema, além de espaços para apresentações culturais e planetário.

2º dia – Conhecer as praias

As praias urbanas de Fortaleza não são tão propícias para banho, mas contam com orla e estrutura de serviços ideal para caminhadas. Entre as principais estão: a da Iracema – que reúne o Monumento Iracema e a Ponte dos Ingleses, dois cartões-postais locais -, a do Meireles e Mucuripe.

Foto por Jade Queiroz/ MTUR

Foto por Jade Queiroz/ MTUR

Além disso, a Praia do Futuro, a apenas 11 quilômetros do centro, oferece a melhor estrutura para banho, assim como barracas de praia com serviços diferenciados.

3º dia – Explorar os arredores da capital

Existem diversas opções de passeios de um dia nos arredores da capital cearense, incluindo destinos já badalados como Canoa Quebrada, Morro Branco e Cumbuco.

Foto por Istock/ OSTILL

Foto por Istock/ OSTILL

A primeira, situada a pouco mais de 160 quilômetros de Fortaleza, chama a atenção por suas falésias e lagoas. Assim como Morro Branco, a 90 quilômetros da cidade, que também tem falésias coloridas e dunas em seu cenário. E, por fim, Cumbuco, a 30 quilômetros da capital, um vilarejo charmoso com mar calmo e belas paisagens.

Há passeios que incluem todas as cidades em um só dia, mas a dica é escolher uma para conhecer, podendo curtir com mais calma os atrativos locais.

4ª dia – Arte, cultura e compras

De volta à Fortaleza, vale a pena separar o último dia do roteiro para explorar um pouco mais a cultura local e, é claro, tirar um tempinho para as compras de artesanato e produtos típicos.

A cidade abriga museus e espaços culturais importantes, como o Museu de Arte Contemporânea, o do Ceará – instalado em um edifício do século 19, e que conta a história do Estado -, e o Museu da Fotografia.

Para comprar lembrancinhas, vale a pena visitar o Mercado Central, com mais de 550 lojas com uma diversidade de produtos regionais, assim como a Feirinha de Artesanato da Beira-Mar, com centenas de barracas que se concentram no calçadão.

Foto por Jade Queiroz/ MTUR

Foto por Jade Queiroz/ MTUR

As principais opções de hospedagem em Fortaleza se reúnem na Avenida Beira-Mar. Ali, é possível encontrar hotéis e pousadas com bom custo-benefício. E, nos seus arredores, concentram-se os principais atrativos urbanos da cidade, como a feirinha de artesanato e o Parque Adahil Barreto, Cocó, um dos maiores parques ecológicos urbanos da América Latina.

As principais companhias aéreas do país têm voos diretos entre São Paulo e Fortaleza. Durante o ano, a Gol oferece boas opções de passagens aéreas em promoção para o destino.

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por: Jade Queiroz/ MTUR

Comentários