logo

Telefone: (11) 3024-9500

Nayarit: O novo destino de luxo no México | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ InStock

Nayarit: O novo destino de luxo no México

6 de janeiro de 2017

Uma Riviera diferente de tudo, um México de outras cores, outros sabores, outro clima, assim é Nayarit, o mais instigante destino de luxo do México. O lugar esbanja requinte e exclusividade em plena harmonia com a exuberância natural.  Dona de esplêndidas praias e paisagens montanhosas na costa do Pacífico, a região oferece uma infinidade de atrações.

NAYARIT: MUITAS SUPRESAS NUM SÓ LUGAR

São 300 km de litoral e uma diversidade tão grande de atrações que resulta na oferta de vários estilos de turismo num só lugar. As praias do Pacífico mexicano trazem um mar bravio bem ao gosto de surfistas ávidos por ondas poderosas. Em outro, a placidez das águas, ideais para a prática de snorkeling.

Foto por Istock/ InStock

Foto por Istock/ InStock

Se como destino de sol Nayarit é garantido, a vantagem que apresenta é que da costa para dentro, a região é rica em fauna e flora, revelando seu perfil de selva inexplorada, além de gastronomia única e vários atrativos naturais e históricos, que vão da cultura pré-hispânica à observação de baleias.

Cada cidade da região possui características próprias. Umas abrigam resorts de alto padrão, outras são vilas de pescadores. Umas trazem aspectos arquitetônicos históricos, outras são recantos charmosos que vivem do artesanato.

Puerto Vallarta fica em uma baía onde o mar azul safira tem temperatura morna e pouco sofre com as mudanças do clima. Lá, há sol e águas calmas durante quase o ano todo e a cidade está razoavelmente protegida dos furacões que assustam moradores e turistas do litoral mexicano.Com rica vida noturna, é no calçadão da cidade (Malecón) que se encontra várias opções de baladas noite afora e restaurantes que oferecem comidas de vários cantos do mundo. Ou pelo menos caminhe por lá, e misture-se a turistas e moradores. Também em Puerto Vallarta procure conhecer as tequilarias locais, o processo de fabricação das diversas variantes, provar e ainda levar para casa.

Bucerías: é o destino para quem curte um vilarejo mais sossegado, longe do agito de Puerto Vallarta que fica ali perto. É rústica, muito charmosa e tem seu perfil ligado a artesanato. Sugestões coloridas de compra não faltam nas simpáticas lojinhas e galerias locais, o local é uma mescla de Parati e Ouro Preto.

Foto por Istock/ MicheleVM

Foto por Istock/ MicheleVM

Já nas Ilhas Marieta está a Praia Escondida. Destino ideal para mergulho e natação, o acesso é realizado por barcos diariamente. É para ir e não contar para ninguém que foi. Assim ela não só continua escondida, mas também exclusiva esperando para quando você for lá de novo!

Conhecida como Cidade Mágica, Jala é chamada assim pelo tanto de história que se reflete nos casarões tipicamente mexicanos. É um vilarejo de menos de mil habitantes que convida aqueles que têm imaginação a passear por suas ruas e criar roteiros nos quais os personagens vivem um romance. Quem prefere mais aventura, contato com a natureza pode explorar as trilhas para o vulcão Ceboruco. As visitas obrigatoriamente têm de ser agendadas com guias.

O viajante que procura esse destino quer, acima de tudo, distanciar-se do turismo convencional, fugir de lugares lotados e passeios massificados.

Para relaxar, a região oferece uma grande variedade de spas, com diferentes tipos de tratamento incluindo massagens, hidroterapia, ambientes aromatizados em harmonia com a natureza, exercícios de meditação. Muitos deles ficam dentro dos grandes hotéis, mas há também centros independentes e locais mais isolados, verdadeiros refúgios naturais. São oferecidos tratamentos com algas ou lodo, pedras quentes, chocolate e também as tradicionais. Um dos tratamentos mais procurados é o temascal, um tipo de sauna de origem indígena que envolve práticas terapêuticas ou rituais para melhorar a saúde física, emocional, mental e espiritual.

Praias exclusivas e cenários únicos

Praias primitivas, de areias branquíssimas e águas cristalinas. Na Riviera Nayarit estão algumas das mais belas praias do México, com a vantagem de a maioria conservar-se ainda intocada, emoldurada apenas pela vegetação e as montanhas. Em algumas delas é possível percorrer longos trajetos sem encontrar outros visitantes. A temperatura média é de 25 graus e o sol brilha intensamente na maior parte do ano.

Foto por IStock/ InStock

Foto por IStock/ InStock

Entre as praias, destacam-se Nuevo Vallarta, Destiladeras, El Anclote, El Novillero, Punta de Mita, San Francisco e Bucerías. As praias de San Blas e Sayulita são as preferidas dos surfistas. Ao norte de Nuevo Vallarta fica La Cruz de Huanacaxtle, com praias desertas. A costa de Nayarit atrai também os amantes da pesca esportiva em razão da grande variedade de espécies no litoral. Há uma extensa frota de embarcações rápidas, modernas e seguras para o esporte, com todas as comodidades. Torneios são frequentes.

Em La Cruz de Huanacaxtle, canadenses, americanos e ingleses “estacionaram” seus iates na marina local. Não pense que isso encareceu o destino. Ao contrário, ele ainda preserva seu formato de vila de pescadores e recebe visitantes o ano todo. A praia de Chacala é uma boa representante dos paraísos de mar e sol nos arredores de La Cruz de Huanacaxtle. Mas guardem essas outras dicas também:  Sayulita, San Francisco, El Monteon, Chacalilla, Rincon de Guayabitos e La Peñita.

No Parque Nacional La Tovara, uma oportunidade e tanto para quem curte natureza e gosta de aventura. O acesso é feito por barcos que levam a percorrer um manguezal. Alí, o encontro é certo com diferentes tipos de pássaros, jacarés e tartarugas.

Rincon de Guayabitos: é destino litorâneo tranquilo e gostoso com mar igualmente relaxante, tal como uma piscina cristalina que convida a fazer snorkel e pegar um barquinho para visitar as charmosas ilhas ao seu redor. Já Tepic é a cidade grande que abriga o aeroporto. É uma região agrícola. A curiosidade é que se encontra numa região vulcânica e é dentro de uma das crateras que se pode mergulhar: Laguna Santa Maria Del Oro.

Nadar com golfinhos, observar baleias e pássaros

Entre os passeios que mais encantam os turistas estão o nado com os golfinhos e o encontro com lobos marinhos. Depois de uma breve aula, o visitante entra na água para familiarizar-se e interagir com os golfinhos e lobos marinhos. Há vários programas nos parques aquáticos, incluindo alguns para crianças de 4 a 8 anos. Outro atrativo é a observação de baleias de meados de dezembro até o fim de março. A passagem dos cetáceos pela Baía de Banderas, durante sua fase migratória anual, é uma das mais espetaculares do mundo. Seus saltos podem ser vistos da costa ou, com mais emoção, em excursões nas águas do Pacífico. Os pássaros da região são também motivo de deslumbramento.  Há cerca de 350 espécies de aves nativas e migratórias nas florestas, montanhas, lagoas e mangues. Um dos principais pontos de partida das excursões é a histórica cidade de San Blas.

Foto por Istock/ InStock

Foto por Istock/ InStock

Para mergulhar na história e cultura do Estado de Nayarit, a oportunidade é visitar cidades com construções do período colonial, como San Blas e Santa María del Oro, sítios arqueológicos e um povoado indígena. Os índios Huichol, do Estado de Nayarit, um grupo étnico que vive nas montanhas da Sierra Madre, escaparam do período da conquista espanhola e foram pouco influenciados pela cultura mexicana. É uma das poucas tribos da América do Norte que ainda mantêm seus rituais, crenças e idioma. É possível fazer uma excursão até a majestosa região na floresta onde eles vivem e ter contato com sua música, comida e artesanato, com uma parada antes no vilarejo pesqueiro de Rincón de Guayabitos.

O que comer

A comida caseira em Lo De Marcos: os restaurantes são simples, mas é como se estivesse almoçando a comida da mamãe.  O pescado sarandeado, temperado com alho e azeite, é grelhado apoiado em papel alumínio. Come-se com tortilla.

Apreciadores de camarão vão gostar de Tlaxtihuilli ou caldillo de camarón (caldeirada de camarão). Tamales de camarão é uma espécie de bolinho de camarão, lembra pamonha e é envolto em palha de milho.

A região também é conhecida pelos molhos apimentados que acompanham os pratos, pelos ceviches, enchilhadas, sopas de camarões e doces de frutas regionais.

Não deixe de conhecer

A floresta de Sierra Madre: dá para fazer passeios de quadriciclos.

Comer nos restaurantes descolados e caminhar pelas ruas de Sayulita.

Vá ao Museu Regional de Nayarit em Tepic e conheça mais sobre a cultura pré-hispânica.

Os campos de Golf de Punta Mita e hospedar-se ao menos uma noite em resorts da região como o Four Seasons, o St. Regis ou Grand Palladium. Tudo perfeito.

Como chegar

A Aeroméxico (aeromexico.com) mantém sete voos semanais a partir de São Paulo com destino à Cidade do México. Da capital mexicana parte uma série de voos diários rumo a Puerto Vallarta – distante apenas 15 minutos do centro de Riviera Nayarit.

A Copa Airlines (copaair.com), com 74 frequências semanais para a Cidade do Panamá. De lá, a companhia aérea panamenha estabelece conexões imediatas para Cidade do México e também Guadalajara, de onde partem voos diários rumo a Puerto Vallarta.

Onde ficar

Em Punta Mita – St Regis

Em Bucerias –  Starbay Resort

Em  La Cruz de Huanacaxtle – La Cruz Inn

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva

Foto destaque por Istock/ InStock

Comentários