logo

Telefone: (11) 3024-9500

Natureza do Alentejo, em Portugal, é tão fascinante quanto seu patrimônio histórico | Qual Viagem Logo

Foto por Victor Caravalho/ Divulgação por Turismo do Alentejo

Natureza do Alentejo, em Portugal, é tão fascinante quanto seu patrimônio histórico

15 de janeiro de 2021

O Alentejo, maior região de Portugal, é muito conhecido por seu impressionante patrimônio histórico, que inclui imponentes castelos medievais, vestígios das ocupações romana e árabe, construções megalíticas com milhares de anos, charmosas vilas centenárias e uma infinidade de igrejas belíssimas. No entanto, os viajantes que se aventuram pelos destinos alentejanos se encantam com outra atração local: a natureza.

O patrimônio natural do Alentejo é riquíssimo, e os turistas podem não só observá-lo, como também curtir experiências inesquecíveis por entre suas paisagens. Listamos abaixo alguns cenários de natureza do destino e as atividades que podem ser realizadas neles.

Vastos campos

Foto por Turismo do Alentejo via Divulgação

Foto por Turismo do Alentejo via Divulgação

Com um território amplo, o Alentejo conta com muitos espaços rurais entre suas pequenas vilas e povoados. São campos intermináveis, que sobem e descem com o solo e ondulam com o vento. Podem ser avistados em viagens de carro entre um destino e outro. Durante a primavera, ficam coloridos com as diferentes flores que ali crescem; já no verão, são dominados por uma coloração dourada encantadora. São ótimos locais para piqueniques com iguarias e vinhos alentejanos, passeios de bicicleta ou caminhadas.

Vinícolas sem fim

Foto por iStock / inaquim

Foto por iStock / inaquim

A região do Alentejo é uma grande produtora de vinhos. Por isso, seus campos são recortados por extensas vinícolas das mais variadas castas de uvas tintas e brancas. Além de oferecer um visual incrível, as vinícolas garantem um bom lugar para atividades do enoturismo, que vão desde passeios para conhecer todas as etapas da produção de vinho até degustações completas, refeições harmonizadas e piqueniques ao ar livre.

Lagos tranquilos

Foto via iStock por inaquim

Foto via iStock por inaquim

Diversos lagos estão espalhados pelo território alentejano, rodeados pelo verde e refúgios de serenidade. O mais famoso deles é o Alqueva, o maior lago artificial da Europa, que fica próximo à fronteira com a Espanha, mas há muitos outros. Além da possibilidade de viver dias sossegados à beira deles ou em passeios de barco, é possível se aventurar em canoa, caiaque, stand-up paddle, esqui aquático e muito mais.

Praias de areia dourada

Foto por Rota Vicentina via Divulgação/ Turismo do Alentejo

Foto por Rota Vicentina via Divulgação/ Turismo do Alentejo

Se a pedida for água salgada, também não faltam opções. De fato, o Alentejo tem praias que vão desde as mais urbanas até as secretas. Ao norte de Sines, há uma única praia de areia dourada, que se estende por 50 km. Ao sul, pequenas praias escondem-se entre falésias e oferecem paisagens inesquecíveis. Só colocar o pé na areia e aproveitar o sol e o mar já é bom para estar em contato com a natureza. Mas os viajantes podem ir além: em Troia, passeios de barco levam os turistas para observar os brincalhões golfinhos que vivem no Estuário do Sado; em Comporta, as ondas convidam surfistas iniciantes e experientes; já em Melides, a melhor pedida é o kitesurfe. Para quem prefere se aventurar em terra firme, não há nada como fazer uma trilha pelo litoral, como o Trilho dos Pescadores da Rota Vicentina, que liga Porto Covo a Odeceixe.

Texto por Agência com edição de Carolina Berlato

Imagem Destacada por Victor Carvalho via Divulgação/ Turismo do Alentejo

Comentários