logo

Telefone: (11) 3024-9500

Munique, guia completo da capital mundial da cerveja | Qual Viagem Logo

Palácio Residenz, principal atração em Munique. Foto: Adriana Lage

Munique, guia completo da capital mundial da cerveja

12 de julho de 2019

Sede da célebre Oktoberfest e renomada pelas cervejas de qualidade, Munique surpreende os visitantes com seus edifícios centenários, dezenas de museus de arte incríveis, restaurantes de primeira classe, lojas e boutiques exclusivas. Charmosa, cultural, histórica e vibrante, a capital da Bavária merece ser apreciada sem moderação.

O QUE FAZER EM MUNIQUE

As principais atrações do roteiro tradicional na cidade ficam bem próximas e é possível explorá-las em um dia bem intenso se você escolher não entrar nos museus.

The Residenz, (foto de capa da matéria) um dos palácios mais fantásticos da Alemanha, foi residência e sede do governo Wittelsbach até 1918. As salas magníficas e a Câmara do Tesouro são os destaques imperdíveis de uma visita. Se fizer seu gosto, reserve uma quinta ou sábado às 18h30 para assistir ao Concerto na capela onde Mozart tocava. (Residenzstrasse 1)

Englischer Garten, um dos maiores parques da Europa está dotado de jardins de cerveja (Beer Gargens), restaurantes e pequenas construções inspiradoras. É o local onde moradores tomam sol no verão e surfistas praticam o esporte no Eisbach, na extremidade do parque.

Marienplatz, a praça central da cidade desde o ano de 1158, endereço da nova prefeitura (Neues Rathaus) e onde você assiste o famoso relógio da torre ganhar vida. Às 11, 12 e 17h todos os dias, o Glockenspiel entra em cena com figuras performando a Schäfferltanz, uma dança realizada em 1517 nesta praça para comemorar o fim da peste que assolou a Europa.

Nova Prefeitura na Marienplatz. Foto: Adriana Lage

Nova Prefeitura na Marienplatz. Foto: Adriana Lage

Karlsplatz, outra praça importante com uma fonte popular e o portão gótico Karlstor.

Hofbräuhaus – provavelmente o templo da cerveja mais conhecido da Alemanha em funcionamento desde 1589, construído pelo Duque Maximiliano I como extensão da fábrica da cerveja real Staatliches Hofbräuhaus. Mozart, Lenin, Hitler, Louis Armstrong, John F. Kennedy foram alguns dos clientes ilustres da cervejaria. O primeiro encontro de Adolf Hitler e os Socialistas aconteceu aqui em 1920. Aberto de 09h da manhã à meia-noite 365 dias por ano, o restaurante de longas mesas comunais tem clima de festa, cerveja servida em canecas de um litro para acompanhar os pratos mais famosos da culinária bávara, como as salsichas Bratwurst e Weissurst, o pretzel Brezn e joelho de porco ao som de uma banda ao vivo tocando músicas tradicionais.

Hall centenário na cervejaria Hofbräuhaus em Munique. Foto: Adriana Lage

Hall centenário na cervejaria Hofbräuhaus em Munique. Foto: Adriana Lage

Frauenkirche. A catedral da Nossa Querida Senhora tem duas torres que são marcos da cidade.

Viktualienamarkt. O maior e mais antigo mercado aberto de Munique, é parada obrigatória para degustar as delícias alemãs, frescas,

Morangos e aspargos brancos no mercado. Foto: Adriana Lage

Morangos e aspargos brancos no mercado. Foto: Adriana Lage

Alte Pinakothek. A pinacoteca abriga uma das mais famosas coleções de pinturas europeias entre os séculos 14 e 18 e incluem obras de Dürer, Raffael, Leonardo, Ticiano, El Greco, Rubens, Rembrandt e outros. (Barer Strasse 27)

Museum Brandhorst. Para apreciadores de arte moderna, a coleção compreende mais de 700 obras de arte do século XX e XXI, como Andy Warhol, Cy Twombly, Damien Hirst e Mike Kelley. (Theresienstrasse 35ª)

Spielzeugmuseum. Localizado na torre da Altes Rathaus na Marienplatz, o museu de brinquedos parece uma casa de boneca, repleto delas ao lado de bichinhos de pelúcia, modelos de trens e brinquedos em lata que remontam mais de 200 anos. (Marienplatz 15)

Museu BMW. O museu apresenta a história da empresa e marca BMW desde 1916. Cerca de 125 automóveis, motocicletas e motores estão em exposição numa área aproximada de 5 mil m2. Uma visita ao BMW Welt e ao BMW Group Werk completam a experiência. (Am Olympiapark 2)

FC Bayer Erlebniswelt. Na sede do renomado time, a história do recordista alemão ganha vida dede a fundação do clube até os dias atuais. (Allianz Arena)

Nympherburg Palace. O castelo das ninfas é um dos maiores palácios reais na Europa, construído em estilo barroco como residência de verão para os reis bávaros.

ONDE FICAR

COM SOFISTICAÇÃO

Mandarin Oriental Munich, o melhor hotel de luxo de Munique está instalado em um edifício do século XVIII, no coração do centro histórico e divide uma parede externa com a famosa cervejaria Hofbräuhaus. São apenas 73 suítes elegantemente decoradas com objetos que remetem à cultura europeia mesclados com elementos da arte asiática, e serviço impecável desde a entrada.

Mandarin Oriental Munich. Foto: Adriana Lage

Mandarin Oriental Munich. Foto: Adriana Lage

COM ESTILO

Louis Hotel. Hotel boutique design charmoso na praça Viktualienmarkt, tem suítes amplas decoradas com móveis fabricados artesanalmente em elementos naturais, banheiro com chão aquecido e vista para o quarto, e sacada francesa que se abre para a praça. Atendimento personalizado, café da manhã com opções orgânicas e veganas e o novo restaurante The Louis Grill Room, com carta de carnes especiais oriundas dos melhores fornecedores do mundo.

Louis Hotel em Munique. Foto: Adriana Lage

Louis Hotel em Munique. Foto: Adriana Lage

COM ECONOMIA

Boutique Hotel Splendid-Dollmann. Opção para hóspedes que buscam estar bem localizados e fazer economia. A 10 minutos a pé da Marienplatz, ao lado da ópera e do teatro, o hotel fica em um edifício do século XIX.

ONDE COMER E BEBER

Haxnbauer, é o endereço perfeito na cidade para provar o autêntico joelho de porco, à mostra no rolete na vitrine ao lado da porta de entrada, não tem como errar. Crocante, enorme e muito saboroso, meio joelho com dois acompanhamentos dá para duas pessoas comerem bem. O restaurante é parte de um edifício antigo, a Scholasatikhaus, cuja história é contada na primeira página do cardápio. (Sparkassenstrasse 6)

O melhor Joelho de Porco de Munique. Foto: Adriana Lage

O melhor Joelho de Porco de Munique. Foto: Adriana Lage

Andechser am Dom, o restaurante é favorito entre moradores em busca das delícias típicas e cerveja da Bavária. O ambiente é bem característico e o local fica numa praça quase escondido dos turistas. (Frauenplatz 7)

Fisch Witte, uma experiência local imperdível é passear (e comer) no Mercado Viktualienmarkt, também no centro antigo. Um clássico é o Fisch Witte, com o lema “se nada, nós temos”, é ao mesmo tempo barraca que vende peixes e um pequeno restaurante

Zum Goldenen Kalb, a melhor steak house de Munique segundo os moradores, para saborear o filé mais tenro e da melhor qualidade da cidade. A decoração arrojada tem paredes de tijolos à vista, pintura dando nome aos cortes de carne e mesas com toalha xadrez vermelha. (Utzschneiderstr. 1 | Blumenstrasse 1)

The Louis Grill Room, a mais nova aquisição de Munique, a steak house chegou para disputar seu lugar ao sol, trazendo criações originais e deliciosas de cortes de carnes de origem encomendadas dos melhores fornecedores do mundo. Experiência imperdível para os amantes de carnes. (Viktualienmarkt 6, dentro do Louis Hotel)

Steaks selecionadas no The Louis Grill Room. Foto: Adriana Lage

Steaks selecionadas no The Louis Grill Room. Foto: Adriana Lage

Matsuhisa Munich é o restaurante da moderna culinária nipo-peruana do renomado Chef Nobu. As estrelas do menu são o Bacalhau Negro e o Sashimi de atum de barbatana amarela. Reserve um lugar no balcão onde os chefs preparam as refeições e peça o menu de 7 pratos para a experiência completa. (Neuturmstraße 1)

Uma das criações do chef Nobu no Matsuhisa Munich. Foto: Adriana Lage

Uma das criações do chef Nobu no Matsuhisa Munich. Foto: Adriana Lage

The Terrace, aberto durante o verão, The Terrace é um dos segredos bem guardados da capital bávara para o happy hour no alto do edifício do Mandarin Oriental que oferece o visual 360 graus de Munique sem obstruções. (Neuturmstraße 1)

Ory Bar, o novo bar adjacente ao hotel Mandarin Oriental oferece uma carta de coquetéis assinatura e drinks clássicos em ambiente moderno, elegante e vibrante. (Neuturmstraße 1)

O elegante balcão no Ory Bar. Foto: Adriana Lage

O elegante balcão no Ory Bar. Foto: Adriana Lage

BATE E VOLTA DESDE MUNIQUE

LEGOLAND®. Se você estiver viajando com crianças, o Legoland Deutschland Resort será memorável para elas.

Dachau. Quem se interessa pela história da 2ª Guerra Mundial pode visitar o memorial no local onde funcionava um dos campos de concentração. Há exposições e um filme documentário para contextualizar os acontecimentos.

Herrenchiemsee. Às margens do Chiemsee, o maior lago bávaro, está o castelo construído por Ludwig II em 1878, uma réplica do palácio de Versailles.

Nuremberg. Cidade medieval riquíssima em história, do sacro império romano ao terceiro Reich, Nuremberg ainda conserva as muralhas protegendo seu centro histórico preservado onde fica o imponente castelo, inúmeras igrejas, monumentos e as charmosas casas enxaimel. Aqui foi o palco do julgamento de Nuremberg, que entre 1945 e 1949 julgou o alto escalão nazista pelos crimes de guerra e contra a humanidade.

Rothenburg. A cidade medieval mais bem preservada da Europa faz parte da Rota Romântica e é, sem dúvida, um dos grandes destaques de sua viagem à Bavária.

Neuschwanstein. Cartão-postal da Alemanha, o castelo construído por Ludwig II inspirou o castelo de Cinderela de Walt Disney. É uma viagem longa, mas se você não tem tempo para passar a noite na região, vale a pena reservar um dia do roteiro em Munique para fazer o bate e volta.

Palácio de Cristal Swarovski e Innsbruck. É comum moradores de Munique e Innsbruck fazerem bate e volta entre as duas cidades no fim de semana para lazer. Innsbruck é uma cidade pitoresca no vale das montanhas austríacas e no caminho está o Kristallwelten, o Palácio de Cristal da Swarovski, repleto de atividades, áreas verdes e esculturas, um museu-galeria espetacular e a maior loja Swarovski do mundo. O passeio de um dia é bem corrido, mas vale a pena para deixar aquele gostinho de quero mais.

QUANDO IR

Se a opção é vivenciar a Oktoberfest, prepare-se para encarar a multidão e os preços exorbitantes que já estão em vigor desde o final de setembro.

O melhor clima é durante o verão, julho e agosto, com céu azul e temperaturas agradáveis, mas também é o período de férias europeias, leia-se diárias altas e lugares cheios. Aproveite para conhecer os Beer Gartens, os rooftop bars lagos e parques.

Munique fica iluminada em dezembro com a vibe natalina no ar, muitas festas, coloridos mercados de Natal, enfeites por todos os lados e temperaturas muito baixas.

Março a maio são meses intermediários e tudo pode acontecer, frio e chuva ou termômetros agradáveis com dias azuis. A cidade mais vazia e os preços mais baixos podem compensar.

Fachadas pintadas em Munique, Alemanha. Foto: Adriana Lage

Fachadas pintadas em Munique, Alemanha. Foto: Adriana Lage

COMO CHEGAR

A LATAM e a Lufthansa operam voos saindo de São Paulo até Munique com parada em Frankfurt.

Se você já estiver na Europa, pode aproveitar as tarifas baixas das empresas low cost ou embarcar numa viagem de trem. Os vagões são confortáveis e você desembarca no centro de Munique.

COMO SE LOCOMOVER

Pequeno e bem preservado, o centro histórico de Munique é facilmente percorrido a pé. Recheado de bares, cafés, restaurantes e lojas instalados em lindas casas com fachadas pintadas, é uma distração super agradável mesmo só caminhar pelas ruas, praças e calçadas.

Para chegar às atrações mais distantes, como o moderno Allianz Arena e o belíssimo castelo Nymphenburg, há duas opções:

O Munich Card, além de uso ilimitado de transporte público – ônibus e metrô, oferece descontos em mais de 90 atrações.

O ônibus hop on, hop off circula as principais pontos turísticos de Munique, é panorâmico, tem gravação em português com informações sobre as atrações e você pode descer e subir quantas vezes quiser em um período de 24h, 48h ou 72h, como preferir.

Andar de bicicleta é uma experiência fantástica, faz parte do cotidiano de muitos locais. A cidade é plana, muito bem planejada e segura, com extensos quilômetros de faixas exclusivas para ciclistas.

Se você vai explorar os arredores, os trens alemães são confortáveis e pontuais. Se você gosta de dirigir e quer mais independência, vale a pena alugar um carro para ter mais flexibilidade de horário, transitar pelas estradas vicinais entrando nos vilarejos pitorescos ou conhecer as impecáveis Auto-Bahns, famosas rodovias de alta velocidade alemãs.

Fachadas inspiradoras no centro histórico de Munique. Foto: Adriana Lage

Fachadas inspiradoras no centro histórico de Munique. Foto: Adriana Lage

INTERNET

A prefeitura de Munique oferece aos turistas a rede wifi M-WLAN disponível em grandes espaços públicos como a Marienplatz. Para acessar, só é preciso aceitar os termos e serviços. Após uma hora, você será desconectado automaticamente e, para relogar, aceite os termos novamente.  Muitos cafés e restaurantes oferecem wifi aos clientes.

Os chips de internet comprados na Europa são caros e os pacotes de dados expiram rápido. Para quem deseja estar conectado durante toda a viagem, recomendo já sair do Brasil com chip de internet. Empresas como a MySimCard e a EasySim4You oferecem pacotes de dados com cobertura para toda a Europa.

QUANTOS DIAS

Um dia em Munique é suficiente para você conhecer o centro histórico, visitar o palácio real Residenz e passar na icônica Hofbrauhaus, mas será uma pena você estar aqui só de passagem.

Em três dias, você tem tempo para conhecer o fabuloso Palácio Nymphenburg, provar o melhor da culinária bávara, sorver a arte e cultura dos imperdíveis museus Pinacoteca, Nova Pinacoteca e Brandhorst, e dedicar-se às compras.

Reserve um dia para o Castelo Neuschwanstein e dias extras para os passeios às cidades e atrações vizinhas de Munique.

MAIS INFORMAÇÕES

Site oficial do Turismo de Munique (em inglês)

Instagram do Turismo de Munique @muenchen

A Camminare na Alemanha (em português)

CENTRO DE INFORMAÇÕES AO TURISTA

Tourist Office at City Hall (Escritório do Turismo na Prefeitura)

Marienplatz 2, 80331 München

Horário de funcionamento:

Segunda a sábado: 9.30 am – 7.30 pm

Domingo e feriados: 10 am – 6 pm

Siga também

A Camminare

Jornalista em A Camminare
Adriana Lage é especialista em turismo há 25 anos, já esteve em mais de 50 países e 400 cidades, nos cinco continentes. Após dois anos de sabático pela Ásia, descobriu sua paixão por Portugal, e o fez sua nova morada. Jornalista e consultora de viagens personalizadas, está sempre descobrindo novos refúgios.
A Camminare
Siga também

Comentários