logo

Telefone: (11) 3024-9500

Missões jesuíticas no Paraguai: uma viagem ao passado | Qual Viagem Logo

San Ignacio-Mini mission founded in 1632 by the Jesuits, Misiones Province, Argentina

Missões jesuíticas no Paraguai: uma viagem ao passado

11 de abril de 2019

Patrimônio cultural, as missões estabelecidas pelos jesuítas no Paraguai proporcionam um passeio surpreendente e recheado de história fora dos roteiros tradicionais.

Entre os séculos XVII e XVIII, padres jesuítas estabeleceram verdadeiras cidadelas na bacia do Rio da Prata, entre os atuais territórios do Brasil, da Argentina e do Paraguai. Eram as chamadas missões, criadas com o objetivo de disseminar a fé católica e catequizar os índios guaranis que habitavam a região.

Foto por iStock / DarioRicardo

Foto por iStock / DarioRicardo

Erguidos em uma área isolada na época, os povoados eram formados por um núcleo urbano, com igreja, casas e outras construções. Comunidades autossuficientes e bem organizadas, as missões chegaram a reunir milhares de indígenas em cada cidadela. Porém, a partir da década de 1750, os jesuítas foram expulsos e as missões, abandonadas.

Hoje, o que resta são ruínas em grandes sítios arqueológicos – testemunhas de um grande capítulo da história da América do Sul. São 30 missões no total, sendo oito no Paraguai. Além das mais famosas San Ignacio Miní, na Argentina, e São Miguel das Missões, no Brasil, vale conhecer as menos visitadas, porém não menos impressionantes, no nosso vizinho Paraguai.

Rota turística

As duas principais missões no país ficam a cerca de 10 km uma da outra: La Santísima Trinidad del Paraná e Jesús de Tavarangué. No sul do Paraguai, estão próximas ao Rio Paraná e à fronteira com a Argentina, a 300 km de carro de São Miguel das Missões (RS) e a 250 km de Foz do Iguaçu (PR). Juntas, são consideradas o único Patrimônio Cultural da Humanidade da UNESCO no Paraguai.

Foto por iStock / Julio Ricco

Foto por iStock / Julio Ricco

A base para explorar a região pode ser a cidade de Encarnación, onde há uma estrutura turística mais completa, com hotéis e restaurantes. Ou então a vizinha Posadas, cidade no lado argentino. Além de Trinidad e Jesús, também é possível seguir em um roteiro mais completo, visitando ainda San Ignacio Guazú, Santa María de Fe, Santa Rosa, Santiago e San Cosme y San Damián.

Trinidad

Missão fundada em 1706, a Santísima Trinidad del Paraná chegou a ter uma população de três mil indígenas. Ali, em uma área de oito hectares, podem ser admiradas a praça central, a igreja, escola, oficinas, claustro, cemitério e casas, que refletem bem a organização social do complexo. Quando comparadas com outras missões, as ruínas de Trinidad encontram-se bem preservadas, formando cenários que rendem fotos incríveis.

Foto por iStock / Julio Ricco

Foto por iStock / Julio Ricco

Há construções que ainda conservam vários resquícios da época, como ornamentos esculpidos em pedra e outros elementos simbólicos e arquitetônicos. À noite, de quinta a domingo, acontece um show de luzes, sons e imagens, que conta um pouco sobre como era o cotidiano dos guaranis e dos jesuítas na missão. Trinidad fica no pequeno vilarejo homônimo, a 45 km de Encarnación.

Jesús de Tavarangué

Com a expulsão dos jesuítas em 1767, as construções de Jesús de Tavarangué nunca foram concluídas. Mesmo inacabada, a igreja surpreende pela grandiosidade e deveria ter sido uma das maiores da época. É possível observar até alguns detalhes arquitetônicos de inspiração mourisca, algo único entre as missões. Mesmo sem teto, a acústica na igreja é perfeita.

Foto por iStock / DarioRicardo

Foto por iStock / DarioRicardo

Ali também acontece uma apresentação audiovisual noturna, através de projeções 3D, sobre a história das missões. O show é realizado de quinta a domingo. Estar entre as ruínas sob o céu estrelado é uma experiência única.

É necessário comprar um ingresso para conhecer Jesús e Trinidad. Custa 25 mil guaranis (menos de R$ 20,00) e dá direito a visitar as três principais missões do Paraguai: Santísima Trinidad del Paraná, Jesús de Tavarangué e San Cosme y San Damián. Tanto Trinidad quanto Jesús contam com um centro de visitantes, onde fica a bilheteria e um pequeno museu. Há visitas guiadas nas duas missões.

Como chegar

Há voos entre São Paulo e Assunção, capital do Paraguai, operados pela LATAM ou pela GOL. Outra opção é seguir primeiro até Foz do Iguaçu, cujo aeroporto recebe voos das principais companhias aéreas nacionais, e depois cruzar a fronteira.

Para chegar às missões, é possível ir de ônibus tanto a partir de Encarnación quanto de Ciudad del Este (vizinha de Foz do Iguaçu). Para mais comodidade, alugue um carro no Paraguai, chame um táxi ou contrate uma agência de turismo.

Onde ficar

AWA Resort Hotel

Hotel Luxsur

Milord Hotel Boutique

 

Mais informações em: visitparaguay.travel

Texto por: Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / xeni4ka

 

Comentários