logo

Telefone: (11) 3024-9500

León: arquitetura colonial e sandboard em vulcão ativo na Nicarágua | Qual Viagem Logo

Foto por IStock/ dimarik

León: arquitetura colonial e sandboard em vulcão ativo na Nicarágua

7 de março de 2019

Não tão famosa quanto sua vizinha Granada, a cidade de León guarda boas surpresas na Nicarágua. Sendo considerado berço da revolução sandinista, o lugar é importante politica e historicamente para o país da América Central, além de reunir alguns dos atrativos arquitetônicos e naturais mais bem preservados da região.

Jovem e agitada, a segunda maior cidade nicaraguense tem fácil acesso de ônibus ou shuttle tanto por Granada, quanto pela capital Manágua – estando a cerca de 100 quilômetros desta. Entre museus, igrejas, casas históricas, ruínas e vulcões, León tem atrativos que oferecem uma autentica experiência no país.

Foto por Istock/ SL_Photography

Foto por Istock/ SL_Photography

Entre suas principais atrações está a Catedral de León, reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. A igreja, construída entre 1747 e 1816, em estilo barroco, é a maior da América Central. Depois de um tour para conhecê-la por dentro, vale a pena caminhar sobre seu teto; a vista é demais!

Foto por Istock/ hartmanc10

Foto por Istock/ hartmanc10

Também listadas entre os Patrimônios da Humanidade estão as ruínas da antiga cidade de León, que ficam a 30 quilômetros da localização atual. A primeira capital nicaraguense foi destruída por um terremoto em 1610 e redescoberta apenas na década de 1960. Os restos arqueológicos de Léon Viejo continuam a serem descobertos, já que, segundo pesquisas, apenas 25 % da cidade estejam descobertos.

O centro histórico colonial de León guarda ainda importantes símbolos do passado local, como o Museu da Revolução, que conta a história do país e a luta dos revolucionários. A visita ao local é guiada por um ex-guerrilheiro do Exército Sandinista, completando a experiência.

Foto por IStock/ lanabyko

Foto por IStock/ lanabyko

Há ainda o Museu de Lendas e Tradições, que fica dentro de uma antiga prisão erguida em 1921 e o Museu Ruben Darío que, assim como as diversas estátuas espalhadas pela cidade, homenageia um dos poetas mais reconhecidos da América Latina. O artista passou boa parte de sua vida em León e, até hoje, seus restos mortais estão na catedral.

Para finalizar o roteiro urbano pelo destino, é imperdível visitar seus mercados de rua, que misturam comida, roupas, brinquedos e outros artigos locais, e os bares e restaurantes que oferecem o típico vigorón (com yucca frita, torresmo e salada de couve).

Foto por IStock/ dimarik

Foto por IStock/ dimarik

León está localizada em uma das regiões mais vulcânicas da Nicarágua e, por isso, essa é uma de suas atrações mais famosas. O Cerro Negro é um vulcão ativo que chama a atenção, principalmente, por oferecer uma atividade diferente: o volcano boarding, uma espécie de sandboard onde os visitantes deslizam por suas encostas sobre uma prancha de madeira, podendo chegar a uma velocidade de até 50km/h. O vulcão é um dos mais jovens da região, com quase 170 anos, e também um dos mais ativos

A cerca de 30 minutos da cidade é possível conhecer, ainda, praias para descanso ou surfe. As mais conhecidas são Las Peñitas e Poneloya.

Onde ficar

Hotel El Convento

Hostal Casa Ivana

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por IStock/ dimarik

Comentários