logo

Telefone: (11) 3024-9500

Grutas de Frasassi: um espetáculo da natureza na Itália | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ ValerioMei

Grutas de Frasassi: um espetáculo da natureza na Itália

29 de março de 2018

A Itália é apaixonante e, cada vez que procuramos um novo destino por lá, descobrimos uma nova joia. É o caso das Grutas de Frasassi, localizadas na região de Marche, em Ancona. O lugar, que faz parte do parque natural regional Gola della Rossa e de Frasassi, é perfeito para o chamado turismo de espeleologia, atraindo turistas do mundo inteiro com suas belezas subterrâneas.

Considerado um dos principais complexos de grutas do mundo, o lugar encanta com suas estalagmites e estalactites que datam, até, de 200 anos atrás. Além disso, as águas cristalinas e as formações de concração, que formam um cenário mágico.

Foto por IStock/ ValerioMei

Foto por IStock/ ValerioMei

As Grutas de Frasassi são formadas por uma série de cavernas descobertas graças a uma pesquisa de espeleólogos e geólogos que começou em 1948 com o Grupo de Espeleologia Marche de Ancona.

Para quem quer desbravar o lugar, há três tipos de percurso: o Turístico, o de Aventura – que na verdade se divide entre azul e vermelho – e o Escolar. O primeiro é o mais indicado para quem não tem tanta intimidade com o espeleoturismo e quer conhecer as principais atrações de Frasassi.

Percorrendo 1,5 quilômetros do complexo, os turistas visitam primeiro a sala Abisso Ancona, uma das três maiores do mundo, com 200 metros de altura e uma extensão de 180×200 metros. O tamanho é tão impressionante que, a título de comparação, o salão poderia abrigar, tranquilamente, a imponente Catedral de Milão. Nesta parte, as principais formações são: a fatia de bacon, as Cataratas do Niágara, os Gigantes e o Lago Cristalizado.

Foto por Istock/ ValerioMei

Foto por Istock/ ValerioMei

Depois, a segunda parada é na Sala 200, que recebeu esse nome por conta de seu comprimento. Nela, os grandes destaques ficam por conta do Castelo das Bruxas, o Obelisco e a Sala Barbara.

Foto por Istock/ ValerioMei

Foto por Istock/ ValerioMei

A terceira parada é a sala Gran Canyon, repleta de fissuras e gargantas com as águas do Rio Sentino, e suas formações como o Salão das Velas e o sonoro Canne D’Organo.

E, para finalizar o tour, os visitantes encontram as salas Dell’orsa e Infinito, que contam com diversas nascentes de água sulfurosa.

Foto por Istock/ ValerioMei

Foto por Istock/ ValerioMei

O passeio dura cerca de 1h e 15 min e tem fácil acesso. Independente da estação, a temperatura constante nas grutas é de 14 graus, portanto, a dica é levar sempre uma blusa. Recomenda-se também o uso de sapatos confortáveis​. Para visitantes com mobilidade limitada, o acesso é possível até o início da segunda sala, a sala 200.

Para saber mais, acesse: frasassi.com

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por Istock/ ValerioMei

Comentários