logo

Telefone: (11) 3024-9500

Gonçalves é verde, é romance, é boa comida | Qual Viagem Logo

Foto por Maurício Gabrieli Neto

Gonçalves é verde, é romance, é boa comida

18 de setembro de 2019

Sabe aquele “jeitim” mineiro que encanta a todos? A comida caseira preparada com carinho em forno a lenha? E as bucólicas paisagens da Mantiqueira? Pois, a pequenina cidade que integra o circuito turístico Serras Verdes do Sul de Minas Gerais, é um resumo de tudo isso. Acredite, vale muito a pena conhecer!

Esqueça a correria e a agitação das megametrópoles. Esqueça os congestionamentos quilométricos e as intermináveis horas perdidas dentro do carro. E também do céu poluído e da impessoalidade que marcam os relacionamentos nas grandes cidades. Você está em Gonçalves, cidade de pouco mais de quatro mil habitantes do Sul das Gerais.

Foto por Jéssica Aquino

Foto por Jéssica Aquino

Aqui, o único trânsito que eventualmente vai encontrar é o provocado por carros de bois e boiadas que circulam majestosos pelas ruas centrais e estradinhas nos arredores do “vilarejo”. Abraçado pelos múltiplos tons de verde que tingem a Mata Atlântica da Serra da Mantiqueira mineira e com estreitas ruas de terra e de paralelepípedos, o município é um gracioso lugar onde o tempo parece não acompanhar com a mesma rapidez os minutos marcados pelos ponteiros do relógio.

Gonçalves é calma, exibe aquele quê das pequenas cidades interioranas brasileiras e é muito hospitaleira (ali, todo mundo se conhece e recebe os visitantes com um “tiquim” de prosa). Também faz parte de uma Área de Proteção Ambiental (APA). Só por isso já dar sentir o ar puro vindo das montanhas serranas e testemunhar, em qualquer canto da cidade ou em seu entorno, a sua preservada vegetação.

As imediações do “vilarejo” são um irrecusável convite para caminhadas em trilhas, passeios off-road de 4 x 4, mountain bike, banhos de cachoeiras e muitas outras aventuras oferecidas pelas agências de turismo locais. A Mantiqueira Ecotur é uma delas. Comandada pelo casal Baumgartner, Henrique, técnico de Meio Ambiente, e Thaynara, bióloga, a agência disponibiliza uma grande variedade de tours pelo verde da região.

Entre as opções estão a observação de pássaros e da fauna e da flora, as trilhas que conduzem às cachoeiras (ali existem muitas), a escalada em um 4 x 4 aos incontáveis picos da região, incluindo a Pedra do Baú (1.650 m), na vizinha cidade paulista de São Bento de Sapucaí e que também pode ser acessado a partir de Campos do Jordão (SP).

Há, ainda, um passeio bem legal, feito à noite, sempre que a visibilidade do céu permite. É o Roteiro da Via Láctea, uma caminhada em que se tem uma aula sobre as estrelas e as constelações. Outra atividade interessante é a Trilha para o Vale da Lua, uma jornada de duas horas pelo vale de Gonçalves. É feito noites de Lua Cheia, quando fica todo iluminado, proporcionando uma visão única da Serra da Mantiqueira.

Para quem não vai ficar muito tempo na cidade e quer conhecer um pouco mais de sua natureza, uma dica é a Trilha Cachoeiras das Bromélias. De nível fácil, percorre 2,7 km, passando por rio, riachos e cachoeiras… No trajeto, além das bromélias e araucárias centenárias, é possível conhecer alguns habitantes da mata nativa: desde coloridos passarinhos e exóticos insetos e répteis, passando por esquilos, quatis, macacos bugios e até veadinhos.  Com mais sorte, lobos-guará e onças.

Foto por Maurício Gabrieli Neto

Foto por Maurício Gabrieli Neto

O encontro com os seres da mata é mágico. Assim como é Gonçalves, o pedacinho de solo mineiro onde a vida pulsa. Pelas suas ruas centrais revezam-se a Matriz de Nossa Senhora das Dores, lojas, supermercados, farmácias, padarias, empórios, cafés, bares, restaurantes, pizzarias e empresas prestadoras de serviços, tipo correio.

Banco? Apenas o do Brasil e um posto do Bradesco. Celular? Esqueça, ali só pega o sinal da Vivo – as demais operadoras não funcionam já na chegada à cidade. Internet? Só na recepção das pousadas e em alguns poucos pontos específicos. Na cidade também não há hospital, somente uma unidade básica de saúde e ambulância para remoção do doente para um município próximo.

Cores e Sabores

Em contrapartida, Gonçalves é sinônimo de paz, de belíssimas paisagens campestres e de excelente gastronomia. Além dos famosos queijos e da deliciosa comida mineira, o vilarejo abriga ainda endereços onde é possível degustar sabores diferenciados. No centro, o Bistrô do Alto, por exemplo, oferece imperdíveis tentações doces e salgadas, além de uma das vistas mais bonitas dos vales e montanhas que se estendem diante do olhar.

Foto por Maurício Gabrieli Neto

Foto por Maurício Gabrieli Neto

De propriedade do chef Maurício Gabrieli Neto e esposa, a casa tem seu ponto alto nas receitas franco-italianas produzidas com itens orgânicos cultivados pelas propriedades rurais da região. Para a entrada, opções como quiches, tortas, paninis e cestas de pães. Destaque ainda para a bruschetta com tomate e muzarela, a salada de quinoa com ratatoulle e o Ceviche da Mantiqueira, preparado com truta defumada de produtor local.

Já os pratos principais incluem os divinos raviólis verdes com muzarela de búfala e molho de tomates frescos e a versão recheada com pera que leva queijo gorgonzola. Há, ainda, o risoto de açafrão da terra com linguiça, o Linguini com Shitake e o Ancho da Montanha com carne acompanhada por risoto de funghi, além de sopas e de um menu desenvolvido especialmente para a garotada de até 12 anos.

As sobremesas são uma tentação a mais. Destaque para a Mousse de Chocolate Meio Amargo feita com o chocolate belga, considerado como o melhor do mundo, o panayote com frutas vermelhas, a torta de limão e o cheesecake de morango, goiaba ou chocolate. Para acompanhar tantas delícias, caipirinha de café (criação da casa), cervejas artesanais da região e vinhos portugueses, italianos, franceses, argentinos, chilenos…

Foto por Maurício Gabrieli Neto

Foto por Maurício Gabrieli Neto

Para os fãs do cafezinho e do chocolate de plantão, o bistrô reserva doces surpresas como a Mocha (doce de leite, chocolate ou Nutella, café e leite vaporizado), o Chocólatras (Nutella, café, leite, chantilly e raspas de chocolate belga), o Caliente (café, conhaque, açúcar mascavo, cravo e canela), o Irish Coffe (café, uísque irlandês, açúcar mascavo e creme de leite) e ainda outras versões que incluem sorvetes, caldas e sucos.

Empresário bem-sucedido no mundo coorporativo, o chef Maurício abandonou a sólida carreira e passou a dividir o seu tempo entre o bistrô de Gonçalves e São Paulo, onde está terminando o curso intermediário da conceituada escola francesa de gastronomia, a Le Cordon Bleu. Humilde, de fala mansa, o chef pretende assinar um menu totalmente criado por ele no ano que vem, quando terá concluído o curso.

Até lá, continuará caprichando no preparo e no sabor das maravilhas que serve em sua aconchegante casa, onde também está instalada uma sala de leitura e estantes com bons livros – alguns deles podem ser adquiridos, pois o bistrô é a única livraria da cidade. Decoração rústica, janelas amplas com vista imperdível para o céu e para as montanhas, lareira para aquecer os dias de frio e romântica iluminação complementam o ambiente intimista da casa.

Magia e romance

Se o assunto é namorar, Gonçalves é o endereço mais do que perfeito. Além dos cenários cinematográficos de beleza natural que possui e esbanja, possui pousadas, geralmente com poucos chalés e com pequeno número de acomodações. Mais afastadas ou não do centro da cidade, abrigam jardins intercalados por florzinhas multicoloridas e áreas muito, muito verdes.

Em algumas delas, como na Cabanas no Mundo, é possível percorrer trilhas, visitar o rio, as duas cachoeiras e as diversas quedas de água e corredeiras que banham a gigantesca propriedade de sete alqueires. Ou ainda, relaxar fazendo uma sauna finlandesa enquanto observa a natureza.

Foto por Jéssica Aquino

Foto por Jéssica Aquino

Ao todo, a pousada oferece cinco chalés temáticos homenageando a Itália, a França, a Inglaterra, o Japão e a África do Sul, além das suítes Brasil, Canadá, Estados Unidos, México, Argentina e Chile. Todas as acomodações possuem varanda com vista panorâmica e rede, lareira e estão equipadas com ofurô ou hidromassagem, ducha aquecida a gás, frigobar e tevê a cabo.

Os chalés – leia-se minicasas de 70 metros quadrados – contam ainda com sala, cozinha, quarto, lavabo e banheiro.  Estão dispostos distantes uns dos outros, assegurando o silêncio e a privacidade. No da África do Sul e no do Japão é possível dormir ao som do rio que acompanha a propriedade por 900 metros.

Para finalizar a noite de sono aquecida pelo clima romântico proporcionado pelo acolhedor ambiente do chalé e acordar bem, o alegre canto dos passarinhos. Depois, é só ir ao restaurante e saborear o farto e caseiro café da manhã mineiro preparado no forno a lenha enquanto desfruta da privilegiada paisagem do lugar. Preciso dizer mais?

SERVIÇO

Onde ficar

Gonçalves abriga mais de 30 opções de pousadas. Todas estão inseridas em cenários naturais deslumbrantes. Confira, algumas opções:

Pousada Cabanas no Mundo: Localizada a 2,5 km de Gonçalves, além das comodidades descritas acima, oferece haras com cavalos e estacionamento. É comandada pelo casal Kátia e Cláudio Monte. Fica na Estrada dos Martins, 2,5 km, tels. (35) 99940 4074, (11) 99240 8294 e (11) 99973 7046, site cabanasnomundo.com.br.

Pousada Lua de Pedra: Situada na Serra da Mantiqueira, a 1.652 m de altitude, pertence às médicas Simone Guimarães e Silvana Carla Barbosa. Possui seis chalés (quatro standard e dois superior), com banheira de hidromassagem, ducha aquecida a gás, cama queen size, tevê a cabo, lareira e frigobar, além de um charmoso e pequenino jardim de cerca viva, “separando” a acomodação da extensa área comum da propriedade, cercada por lagos, araucárias, montanhas e belíssimos recantos verdinhos.

A pousada disponibiliza ainda estacionamento, SPA com sauna seca e hidromassagem ao ar livre, com vista para as montanhas da Mantiqueira, além de oferecer um quiosque com churrasqueira, ducha natural e solarium. Para quem gosta de caminhar, oferece trilhas.

Sua sede também conta com bar e sala de estar aquecida por lareira. Está localizada na Estrada Sertão do Canta Galo, km 13, Gonçalves, tels. (35) 3654 1164, (35) 3651 7013 (sede) e (35) 99856 5307 (whatsapp), site luadepedra.com.br.

Pousada Espelho d’Água: Ocupa uma área de 30 mil metros quadrados e está numa altitude de 1.360 metros, oferece trilhas cercadas de araucárias e de flores do campo, cascatas e piscinas naturais privativas, além de estacionamento, redário e restaurante panorâmico com deck, onde é servido o café da manhã preparado em forno a lenha. No mesmo espaço, é possível ainda saborear, com tranquilidade e sem pressa, massas e caldos, acompanhados (ou não) por bons vinhos. Na área social, disponibiliza sala ampla, toda envidraçada e com lareira ao centro. É ideal para bater um papo e tomar vinho. Na sala de tevê, o convite é para relaxar nos sofás e assistir a um filme.

Possui 11 chalés divididos em quatro categorias: Duplex Luxo, Luxo Cachoeira, Luxo Mantiqueira e Vale Conjugados. Todos são equipados com lareira, hidromassagem, deck panorâmico, cama queen size e aquecimento a gás.

Além das demais comodidades descritas acima, o Duplex Luxo, por exemplo, tem 70 metros quadrados, dois quartos com cama queen size, sala de tevê, cozinha e churrasqueira na varanda. Fica na Estrada de São Sebastião, km 1, Gonçalves, whatsapp (11) 99545 1454, site pousadaespelhodaagua.com.br.

Onde comer

Bistrô do Alto: Praça Monsenhor Dutra, 246, tel. (35) 3654 1241, centro, Gonçalves (MG). Abre de quinta-feira a domingo, das 12h às 16h30 e das 19h às 22h. Nas férias escolares funciona diariamente.

O que fazer

Agência de Turismo – Mantiqueira Ecotur: Avenida Francisco Tertuliano Ribeiro Neto, 165 (Avenida do Portal), centro, Gonçalves, tels. (35) 3654 1390, (35) 98436 9548 (whatsApp) e (35) 99840 5248 (whatsApp), site mantiqueiratur.com.br.

Texto por: Fabíola Musarra. A jornalista viajou a Gonçalves a convite dos Sabores da Montanha (@saboresdamontanhabr) e com o apoio da Mercedes-Benz do Brasil.

Foto destaque por Maurício Gabrieli Neto

Comentários