logo

Telefone: (11) 3024-9500

Giverny: visite a casa de Monet nos arredores de Paris | Qual Viagem Logo

Water lilies on the pond outside Claude Monet's home in Giverny, France.

Giverny: visite a casa de Monet nos arredores de Paris

18 de outubro de 2017

Com menos de mil habitantes, Giverny é um pequeno e bucólico vilarejo a 70 km de Paris que ficou conhecido graças a Claude Monet. O artista francês, um dos mais renomados pintores do impressionismo, decidiu morar em Giverny em 1883, onde ficou até sua morte, em 1926. Ali, ele decidiu reformar sua propriedade, transformando-a em um belíssimo jardim – que por sua vez foi usado como inspiração para muitas de suas obras.

Foto por iStock / irakite

Foto por iStock / irakite

Aliás, Monet fazia questão de cuidar ele mesmo de seu jardim. Hoje, toda a propriedade, incluindo a casa do pintor, é aberta à visitação – tanto que é uma das atrações turísticas mais populares nos arredores de Paris. É possível conhecer todos os aposentos da casa, que foram meticulosamente preservados com os móveis e objetos originais de Monet.

Foto por iStock / Deb22

Foto por iStock / Deb22

O jardim é dividido em duas partes. Com um hectare, o Clos Normand abriga fileiras de árvores, um pomar de maçãs e extensos tapetes de flores coloridas. O paisagismo, desenvolvido por Monet, é mesmo uma obra de arte. Na primavera, o jardim fica ainda mais bonito.

Foto por iStock / StefanoVenturi

Foto por iStock / StefanoVenturi

Fãs do artista logo vão reconhecer o cenário do Jardin d’Eau. Ali, Monet criou um pequeno lago e o rodeou com uma vegetação tipicamente oriental: bambus, peônias, lírios brancos e salgueiro-chorão. Para completar, instalou uma ponte tipicamente japonesa, pintada de verde, e colocou no lago os nenúfares. Estava pronto o cenário de sua mais famosa obra: a série “Nenúfares” (“Nymphéas”, em francês).

Foto por iStock / Coast-to-Coast

Foto por iStock / Coast-to-Coast

Para chegar a Giverny, pegue um trem Intercité na Gare Saint-Lazare em Paris até a Gare Vernon-Giverny (trajeto de 45 minutos). Para ir de Vernon até a casa de Monet, há um ônibus logo na saída da estação. Como o trajeto é curto, também é possível ir de bicicleta alugada. A Fundação Claude Monet fica aberta todos os dias do final de março ao final de outubro (as datas exatas variam a cada ano), das 9h30 às 18h. Os ingressos custam 9,50 euros (adultos). Na saída, há uma loja com produtos inspirados nos quadros de Monet.

Mais informações em: fondation-monet.com

Texto por: Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / vivekiyer9

Comentários