logo

Telefone: (11) 3024-9500

Florença: história, tradição, arte e cultura na Itália | Qual Viagem Logo

Cityscape panorama of Arno river, towers and cathedrals of Florence

Florença: história, tradição, arte e cultura na Itália

11 de maio de 2018

A capital da Toscana preserva um patrimônio histórico-artístico conhecido em todo o mundo e um centro histórico que é arquivo vivo da cultura italiana e europeia. Por essa razão, Florença foi um dos primeiros lugares a ser inscrito na lista de Patrimônios Mundiais da UNESCO. O antigo município de Florentia, assim chamado em 59 a.C., marcou a história da Itália e da Europa.

Foto por iStock / baratroli

Foto por iStock / baratroli

Capital da Itália por alguns anos, Florença deu origem a intelectuais e artistas que fizeram a história da arte e da literatura do século XIII até os dias atuais. Petrarca e Boccaccio, Brunelleschi, Michelangelo, Cimabue, Leonardo Da Vinci, Lorenzo de Medici, Niccolò Machiavelli: Florença poderia ser contada através dos grandes homens que passaram por lá. Ali, em 1265, nasceu o grande poeta Dante Alighieri, a quem a cidade está intrinsecamente ligada.

Foto por iStock / Givaga

Foto por iStock / Givaga

A construção do Duomo remonta ao século XIII – a basílica de Santa Maria del Fiore, cuja cúpula foi projetada por Filippo Brunelleschi. É uma engenhosa invenção embelezada pelas formas renascentistas da porta de bronze, definida por Michelangelo como “do paraíso”.

Foto por iStock / Givaga

Foto por iStock / Givaga

Andando pelas ruas estreitas de sua cidade velha é fácil imaginar a vida intensa dos comerciantes, mas também os segredos e intrigas de poder político e civil, como na Piazza della Signoria, onde domina a figura majestosa na cópia do David de Michelangelo. A esplêndida estátua está voltada para a Loggia della Signoria, uma verdadeira galeria de arte ao ar livre, e para o Palazzo Vecchio, um dos palácios públicos medievais mais importantes da Itália. A partir daqui, há a entrada para a Galeria Uffizi, o museu de arte mais antigo da Europa moderna.

Foto por iStock / Eileen_10

Foto por iStock / Eileen_10

O rio Arno atravessa a cidade: uma passagem obrigatória, na Ponte Vecchio, com suas lojas históricas de ourives, e o corredor desenhado por Vasari, que ligava os edifícios na margem direita com o Palácio Pitti, do outro lado do rio – e isso foi usado pelos Medici como um caminho protegido para chegar a sua casa.

Foto por iStock / irisphoto2

Foto por iStock / irisphoto2

Palazzo Pitti é o edifício mais monumental e contém a Galleria Palatina (com obras de Giorgione, Raffaello e Tintoretto). A partir daqui, acessando os Jardins de Boboli, adornados com estátuas e fontes, fechando os olhos é fácil imaginar as glórias da vida na corte entre cavernas, estátuas, fontes e espécies raras de plantas.

Nos mesmos anos em que Dante se tornou o pai da língua italiana, Giotto revolucionou a pintura, introduzindo a representação perspectiva, visto no famoso crucifixo sobre a mesa, na igreja de Santa Maria Novella, a obra-prima gótica que também abriga o afresco extraordinário por Masaccio. As capelas de Peruzzi e Bardi, na magnífica Basílica de Santa Croce, conservam outros importantes afrescos do artista.

Dicas

Com boa mesa e excelentes vinhos, a cidade antiga também é divertida, com música, shows e esportes. Para desfrutar plenamente da magia da área, você deve caminhar pelas avenidas das colinas que cercam a cidade para apreciar o pôr do sol sobre o Arno e dormir uma noite, pelo menos, nas fazendas locais.

Para os amantes da moda, é obrigatório parar na Piazza della Repubblica, que combina os cafés e ruas comerciais, entre as ruas elegantes de Vigna Nuova e Vacchereggia, onde lojas refinadas se alternam com palácios suntuosos.

Na área do Nuovo Mercato, há a fonte do Porcellino (um javali de bronze) ao pé da qual, por tradição, um desejo é expresso jogando uma moeda. Para encontrar produtos do artesanato florentino característico, você tem que ir ao longo das ruas medievais no Lungarno, entre as pontes das Graças e Carraia.

Mais informações em: italia.it

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / SerrNovik

Comentários