logo

Telefone: (11) 3024-9500

Festival de Jazz em Brno, República Tcheca | Qual Viagem Logo

Foto por Adam Hart

Festival de Jazz em Brno, República Tcheca

24 de outubro de 2018

Pelo quinto ano, o festival JazzFestBrno vai preencher o outono com grandes concertos. Este ano, o trompetista e compositor americano Terence Blanchard vai estrear em Brno com a banda E-colectiva. A segunda minissérie de concertos será realizada pelo multi-instrumentista e cantor camaronês Richard Bona em 23 e 25 de novembro, respectivamente. Os ingressos estão disponíveis na web e nos escritórios de venda da jazzfestbrno.cz.

JAZZFESTBRNO é o festival internacional de jazz estabelecido em 2002. O compromisso com o jazz é claro e forte, já que os principais organizadores são renomados músicos de jazz que buscam gerar espaços de promoção para esse tipo de música.

O objetivo é que os visitantes absorvam um pouco do amor dos organizadores pelo Jazz e tenham ótimas experiências no festival. É por isso que todos os anos procuram criar espaços e experiências inesquecíveis através dos convidados e suas propostas.

Terence Blanchard e E-Collective (EUA)

Será possível desfrutar de seu extenso trabalho, desde a trilha sonora dos filmes de Spike Lee, ao documentário 4 Little Girls e o épico Malcolm X, até sua própria discografia como A Tale of God’s Will (Um Réquiem para o Katrina).Cinco vezes vencedor do Grammy, ele tem sido uma força artística consistente para fazer declarações musicais poderosas sobre as dolorosas tragédias dos Estados Unidos, do passado e do presente. Com seu atual quinteto E-Collective, ele aborda a incrível epidemia cíclica de violência armada neste país com seu novo álbum Live, sete canções poderosas gravadas em concerto ao vivo que refletem a amarga frustração das massas conscientes enquanto oferecem um bálsamo de cura emocional. Com um título que tem um duplo significado, o álbum é uma continuação apaixonada da gravação em estúdio indicada ao GRAMMY 2015, Breathless.

Richard Bona Group (CM, CU, IT)

Os fãs o chamam de “The Sting Africano”, os críticos de profissional, mas é o seu estilo único e eletrizante de se conectar com seu público que lhe dá o título do que ele realmente é: um verdadeiro músico. A voz aparentemente sem esforço de Richard Bona, as habilidades ferozes no baixo, a experiência única de composição e organização e a capacidade de aprender quase qualquer instrumento simplesmente olhando para ele, o colocam como um raro artista africano que estabeleceu uma reputação incomparável em uma plataforma internacional.

Informações detalhadas dos concertos estão disponíveis em: jazzfestbrno.cz

Texto por: Agência com edição Eliria Buso

Foto por Adam Hart

Comentários