logo

Telefone: (11) 3024-9500

Encante-se com as paisagens selvagens de Torres del Paine | Qual Viagem Logo

Foto por IStock/ padchas

Encante-se com as paisagens selvagens de Torres del Paine

24 de abril de 2017

Entre os incríveis destinos do Chile, Torres del Paine tem grande destaque. O motivo você descobre assim que chega ao lugar. Na paisagem águas turquesas, geleiras e alucinantes chifres de granito compõem o cenário de natureza selvagem. O parque nacional, declarado Reserva da Biosfera pela UNESCO, é destino de aventura e ecoturismo.

Foto por Istock/ Scott Biales

Foto por Istock/ Scott Biales

Localizado no sul do país, o espaço de mais de 240 mil hectares representa uma das áreas mais intocadas de toda a América do Sul. Para conhecer as grandes atrações que o parque oferece a dica é pegar a mochila, preparar os sapatos e se aventurar com o trekking, uma das atividades de excelência por lá.

Inclusive o lugar reúne diversos circuitos especiais para isso. Os mais famosos são o W, preferido dos aventureiros com duração de 4 a 5 dias; O Maciço Paine, com grau de dificuldade mais alto e duração de até 10 dias; e o O, o mais longo circuito de toda a Patagônia Chilena.

Foto por IStock/ encrier

Foto por IStock/ encrier

Grande parte da área norte do parque nacional não tem acesso via carro, portanto a caminhada é o jeito mais fácil de percorrê-la. Quem escolhe esse caminho estará mais próximo dos principais pontos do lugar, como as Torres del Paine, o Lago Grey – onde é possível fazer um passeio de cerca de três horas, em direção ao glaciar Grey que permite observar uma paisagem única, com vegetação exuberante e montanhas imponentes -, o Vale e o Glaciar do Francês e o lago Nordenskjold. A garantia é de contato intenso com a natureza.

Já a região sul é mais indicada para quem não está tão preparado para longas caminhadas. Além disso, é lá que estão as mais variadas atividades do parque, como caiaque, rafting, passeio de catamarã e observação de animais. O parque é abrigo de algumas espécies como guanacos, ñandúes, raposas, huemules e até pumas.

Foto por IStock/ encrier

Foto por IStock/ encrier

Estando em Torres del Paine vale também visitar a Cueva del Milodón. O lugar  é um destino de grande interesse paleontológico, formado por três cavernas que conservam seus restos quase intato. É conhecido por ter uma entrada a “Silla del Diablo” (Cadeira do Diabo), rocha que segundo as lendas utilizava el milodón como torno. Outros asseguram que era o próprio Lúcifer quem antes habitava o lugar.

Não se assuste! Você se deparará com uma réplica de tamanho natural do famosos mamífero que leva seu nome. Tire uma foto lutando com o animal ou uma mais terna dando um abraço nele. Ao terminar, aproveite para fazer um picnic em seus arredores, há lugares especiais para comer em meio a natureza.

Como chegar

O difícil acesso ao parque talvez seja um dos motivos dele continuar selvagem. Mas pode ter certeza que a chegada vale a pena! A cidade mais próxima de Torres del Paine é Puerto Natales, no Chile. Há diversos voos domésticos entre a capital chilena e a cidade, portanto a dica é fazer o roteiro Brasil>Santiago>Puerto Natales e, de lá, pegar um ônibus para o parque nacional.

Onde ficar

Awasi Patagonia – Relais & Chateaux

Tierra Patagonia Hotel & Spa

Patagonia Camp

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por IStock/ padchas

Comentários