logo

Telefone: (11) 3024-9500

Do maple ao sugar shack: as tradições gastronômicas de Québec | Qual Viagem Logo

sugar-shack-2-patricia-chemin

Do maple ao sugar shack: as tradições gastronômicas de Québec

23 de janeiro de 2018

Experiências dentro da gastronomia são essenciais em qualquer viagem, já que ajudam a descobrir mais sobre a cultura do destino visitado. Também é imprescindível provar os pratos típicos de cada local. No caso de Québec, província francófona do Canadá, talvez a receita mais icônica seja a do poutine, prato feito com batatas fritas cobertas com queijo e regadas com um molho grosso à base de carne – uma combinação bem reconfortante, principalmente no frio.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

O poutine é servido em toda a província, seja em food trucks, em lanchonetes ou em restaurantes mais finos – neste caso, são acrescentados elementos diferentes, como confit de pato ou lagosta. Se existe uma iguaria ainda mais típica de Québec do que o poutine, essa é o xarope de maple.

Foto por iStock / creighton359

Foto por iStock / creighton359

Produzido na província em larga escala (cerca de 70% do xarope de maple em todo o mundo vem de Québec), esse líquido doce e dourado costuma ser feito de maneira artesanal, já que o processo é relativamente simples – consiste em evaporar a água contida na seiva que é extraída do tronco da árvore de maple. Os verdadeiros xaropes de maple não tem outro ingrediente além dessa seiva, nem ao menos algum conservante.

Em muitos lugares no interior de Québec, como nas belas regiões de Lanaudière e Mauricie (entre Montreal e a Cidade de Québec), é possível conhecer de perto como é esse processo, da extração ao produto final. Esses locais são chamados de “cabane à sucre” ou “sugar shack” (em francês e em inglês, respectivamente) e são muito tradicionais na província.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Além de produzir o xarope, esses estabelecimentos costumam abrigar um restaurante. No Chez Dany, um popular sugar shack localizado em Trois-Rivières, os clientes sentam em torno de grandes mesas, tudo em um clima familiar, bem informal e divertido, com pratos passando de mão em mão, ao som de muita música e conversa.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Não há um cardápio, mas sim uma seleção farta no estilo “coma o quanto puder” de comidas típicas de Québec: ovos mexidos, presunto, batatas na manteiga, feijão, sopa de ervilha, pururuca, bolinhos de porco cozido e muito mais. Faz parte da tradição jogar por cima de tudo isso um pouco de maple – quanto mais, melhor. De sobremesa, há também panquecas, maple no gelo (formando uma espécie de pirulito caramelado), café e o tradicional Caribou, bebida feita com vinho tinto, uísque e, é claro, xarope de maple.

Foto por ©Michel Julien /  ©Québec Authentique

Foto por ©Michel Julien / ©Québec Authentique

Fazer uma refeição em um sugar shack vale não só pela comida, mas pela experiência. É um lugar para passar um bom tempo com a família e os amigos e vivenciar a hospitalidade franco-canadense, própria desse povo aberto, educado e muito amigável.

Mais informações em: quebecauthentique.com

Texto por: Patrícia Chemin. A jornalista viajou a convite do Destination Canada para participar do evento GoMedia Canada, em parceria com Authentic Québec e QuébecOriginal, e com a proteção do seguro-viagem da GTA – Global Travel Assistance.

Foto destaque por: Patrícia Chemin

Comentários