logo

Telefone: (11) 3024-9500

Descubra 5 lugares baratos na América Latina para viajar | Qual Viagem Logo

Santiago Lastarria

Descubra 5 lugares baratos na América Latina para viajar

25 de abril de 2019

Viajar nem sempre precisa ser caro, principalmente se o lugar que será visitado é perto, a poucas horas de voo do Brasil. Selecionamos aqui 5 lugares baratos na América Latina para viajar com bons preços e ótimos roteiros, além de dicas de qual seguro de viagem contratar para a América Latina.

Cidades mais baratas na América do Sul – Bogotá

O litoral da Colômbia é o que mais atrai visitantes, com San Andrés e Isla Providência no topo do lista, mas é a capital Bogotá que é o destino mais barato do país. A cidade é vibrante, em alta, e com hotéis, passeios e alimentação que chegam a ser 15% mais baratos e fazem valer a visita. O centro histórico, em La Candelaria, e o distrito de Chapinero são os lugares mais legais na cidade, onde estão os monumentos importantes, as melhores hospedagens e gastronomia local e internacional. Se gasta a partir de R$170 com hospedagem e R$50 com comida por dia.

As entradas para a Catedral Principal e para o Museu Nacional da Colômbia também são baratos, custando R$5 por pessoa (equivalente a COP4.000).

cidades baratas na América Latina

5 lugares baratos na América Latina para viajar: Catedral Principal de Bogotá

Lugares da America Latina baratos para viajar – Cusco

Estamos aqui para provar que Cusco é um destino tanto de luxo, quanto de Low budget. Para quem quer saber quanto custa viajar para Cusco, o hotel pode custar de R$100 a RS$2700 para 1 pessoa, e as refeições de R$30 a R$60.

E Cusco guarda roteiro incríveis, que incluem não só os atrativos da cidade  com suas ruas estreitas, catedrais, praças e seu casario (que misturam influências incas e espanholas), como em todo o seu entorno. O Vale Sagrado  com suas ruínas e  vilarejos (Ollantaytambo, Pisaq, Chinchero) é o começo desse roteiro, que culmina com Machu Picchu.

Se quiser mais dicas, veja  nosso roteiro completo pelo Peru e Bolívia. Aliás, deixo registrado aqui que essa foi uma das viagens mais transformadoras que já fiz, e que viajei grávida de 4 meses da Juju. Por causa da minha gravidez aliada à altitude e questões de saneamento, não foi muito fácil, mas valeu à pena. Mas por causa da minha experiência, recomendo que não deixem mesmo de ter um seguro viagem para gestantes se forem para o Peru.

A cidade de Cusco: lindíssima

A cidade de Cusco: lindíssima

As cholas originárias dos vilarejos do Vale Sagrado

As cholas originárias dos vilarejos do Vale Sagrado

Destinos baratos na América Latina – Buenos Aires

A crise que afetou o país nos últimos anos fez com que os valores para visitar Buenos Aires despencassem, transformando a capital em um dos destinos mais baratos da América Latina. Hoje,  restaurantes e hotéis oferecem valores convidativos e a desvalorização do peso argentino contribui para a cidade ser uma opção acessível. A conversão é de aproximadamente R$1 para ARS12.

As diárias para famílias de três pessoas são a partir de R$220, em hotéis localizados em bairros descolados como Palermo e Soho. O gasto com a alimentação é o mais baixo, sendo em torno dos R$60 reais por dia (por pessoa). Dos passeios clássicos, os que envolvem shows de tango costumam sair por R$100 já com o jantar incluído.

Leia aqui nosso post com 22 programas incríveis e que amamos em Buenos Aires.

países baratos para viajar na América Latina

A Casa Rosada em Buenos Aires

A feira de San Telmo: um tem que ir em Buenos Aires

Cidades baratas na América Latina: o bairro de Palermo Soho é super bacana e descolado

Lugares baratos na América Latina – Santiago

Viajar para Santiago é uma mistura de estilos. Quem gosta de boa gastronomia pode aproveitar os restaurantes dos bairros Bellavista e Lastarria (sem deixar de fora os vinhos), a história local fica por conta da Plaza de Armas e da Catedral Metropolitana, e aventura não falta com a subida até o Cerro San Cristóbal e a ida ao impressionante Cajon Del Maipo. E mesmo tendo tantas atrações, não é um, destino caro.

A moeda local é o peso chileno, que custa em média CLP172 para cada R$1. De todos os gastos, alimentação é o maior deles, podendo ser até R$50 por refeição (por pessoa). Já hospedagem pode ser cara em alguns casos (como para quem se hospeda em Lastarria ou Bairro Itália), mas há preços convidativos, a partir de R$200 para uma família de três pessoas, em outros locais da cidade. Os passeios para as montanhas são os mais caras, uma média de R$100 por pessoa, mas as entradas em museus e igrejas não ultrapassa os R$10.

Para dicas mais detalhadas, leia nossos posts com o roteiro de 3 dias em Santiago, sobre o Atacama e sobre Torres del Paine (duas dobradinhas que você pode fazer com Santiago e ampliar a viagem, aliás). 

lugares baratos na América Latina: O bairro Italia no Chile é uma delícia para ir no fim de semana

lugares baratos na América Latina: O bairro Italia no Chile é uma delícia para ir no fim de semana

Santiago tem bons restaurantes e com preços acessíveis

5 lugares baratos na América Latina para viajar – Montevidéu

O Uruguai é um destino barato como um todo, e o destaque é para a capital Montevidéu, centro cultural e histórico do país. O que mais encanta na cidade é a constante sensação de nostalgia, já que os prédios antigos, tranquilidade e população parecem fazer parte de um filme de época.

A parte mais importante de Montevidéu é a Cidade Velha, onde se concentram os pontos turísticos. O bairro de Pocitos também é muito popular, por ser a “praia” da cidade.

A moeda do país é o peso uruguaio e a conversão é de R$1 para cada UYU8,7. Os passeio pela cidade, museus e igrejas são bem baratos, e o almoço e jantar juntos podem chegar a R$90 por pessoa/dia. E os hotéis são atrativos, com diárias a partir de R$180 para um casal.

cidades mais baratas para conhecer na América latina

A praça da Liberdade em Montevidéu

destinos baratos na América latina

A Rambla de Pocitos em Montevidéu

Seguro viagem internacional para a América Latina

O único país da América Latina que exige o seguro viagem internacional é o Equador. Não há um valor definido para a cobertura hospitalar, mas se solicitado, o viajante deve apresentar a apólice na polícia federal do país.Mas mesmo assim, sabemos que não vale a pena viajar para fora do Brasil sem o seguro viagem internacional, devido aos vários riscos que podem acontecer.

O primeiro e maior deles é o de acidentes ou doenças, que geram altos custos com consultas e internações, já que estar em outro país nem sempre dá o direito a usar o sistema público. Além disso, o seguro entra para auxiliar na cobertura de hospedagens extras  em caso de atrasos e cancelamento de voos, remarcações, e também com extravio de bagagens (entre outras coisas)

Siga!

Juju na Trip

Gabriela Temer é jornalista, Rico Sombra é fotógrafo, e juntos eles viajam pelo mundo com a filha Juju em busca de boas histórias e muita aventura. Uma família vivendo o melhor da vida! Juntos, já rodaram por mais de 40 países, e querem conhecer muitos outros.
instagram @jujunatripblog
youtube.com/jujunatrip
facebook.com/jujunatrip
Juju na Trip
Siga!

Últimos posts por Juju na Trip (exibir todos)

Comentários