logo

Telefone: (11) 3024-9500

Delta apresenta novo processo de rastreamento de bagagem | Qual Viagem Logo

Delta CS100

Delta apresenta novo processo de rastreamento de bagagem

2 de maio de 2016

A Delta Air Lines está implantando a tecnologia de rastreamento de bagagens RFID (sigla para Radio-Frequency Identification ou, em português, Identificação por Rádio Frequência), a primeira em companhias aéreas norte-americanas, oferecendo aos clientes rastreamento de bagagens aprimorado e em tempo real do começo ao fim da viagem.

Este investimento marca uma mudança histórica para a Delta e para as 120 milhões de bagagens que são manuseadas todos os anos. O RFID substituirá a leitura de código de barras manual – o padrão da indústria desde o início dos anos de 1990. Com esta nova tecnologia, os leitores utilizarão ondas de rádio para capturar com alta precisão dados armazenados em um chip RFID integrado na etiqueta das bagagens, oferecendo um rastreamento superior e maior transparência.

Com o RFID, os clientes poderão visualizar suas bagagens dentro e fora da aeronave durante sua viagem por meio de notificações do aplicativo móvel Fly Delta a partir do quarto trimestre de 2016. Foi realizado um investimento de US$ 50 milhões no RFID. As primeiras implementações do RFID integrado ao processo de bagagens mostram que as malas são rastreadas em uma taxa de sucesso de 99,9%, assegurando que elas estejam na rota correta e que sejam carregadas de maneira adequada.

As equipes da Delta implementaram 4.600 scanners, instalaram 3.800 impressoras de etiquetas de bagagens RFID e integraram 600 leitores para permitir a leitura sem o uso das mãos durante todo o processo de manuseio. Em breve, o RFID irá rastrear as bagagens de todos os voos da linha principal da Delta e do Delta Connection.

Espalhadas por 84 das maiores estações da Delta, 1.500 esteiras transportadoras acenderão uma luz verde conforme as bagagens entram no avião. O sensor da esteira transportadora acenderá a luz verde quando a mala estiver sendo carregada na aeronave correta ou a luz vermelha quando necessitar de um manuseio adicional.

Hoje, quando um cliente perde sua conexão, agentes de solo fazem a leitura manualmente de todas as bagagens para localizar a mala do cliente e assegurar que ela receberá uma nova etiqueta para o novo voo. Com os leitores RFID, os agentes podem fazer o inventário das bagagens rapidamente ou localizar uma única mala.

Os superiores processos de manuseio de bagagens e a tecnologia aprimorada foram responsáveis por reduzir a taxa de extravio de bagagens da companhia aérea em 68% nos últimos 10 anos, estabelecendo a Delta como a melhor companhia aérea global dos Estados Unidos em desempenho de bagagens. Em 2015, a Delta liderou o desempenho de bagagens do Departamento de Transportes (DOT) entre as companhias aéreas globais dos Estados Unidos, enquanto estabeleceu seis recordes mensais e um recorde do ano inteiro junto ao DOT.

Mais informações em: delta.com

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: Divulgação / Delta

Comentários