logo

Telefone: (11) 3024-9500

Curiosidades únicas de Aruba, no Caribe | Qual Viagem Logo

2 - Iguana em Aruba perto de navio de cruzeiro_Credito_ATA

Curiosidades únicas de Aruba, no Caribe

4 de agosto de 2016

Numa viagem a Aruba, há coisas que você já sabe que vai ver: paisagens de tirar o fôlego, praias paradisíacas, areia branca e mar azul turquesa. Tudo isso é esperado quando se visita um destino no Caribe. Mas existem várias surpresas a serem descobertas na Ilha Feliz. Confira abaixo cinco curiosidades inusitadas.

1 - Cactos no Parque Nacional Arikok 2_Credito_ATA

Foto por ATA

Aruba tem o clima tropical semiárido, o que significa que a paisagem é pitoresca e diferente de outras ilhas no Caribe. Com a vegetação desértica, você verá muitos cactos por lá. Um deles, o stenocereus griseus, é uma espécie que pode atingir até nove metros de altura.

2 - Iguana na ilha Renaissance 2_Credito_ATA

Foto por ATA

Talvez você já tenha visto animais diferentes no zoológico, mas, em Aruba, flamingos e iguanas podem ser vistos em seu habitat natural. As iguanas, e alguns tipos menores de lagartos, são inúmeras e o seu caminho com certeza vai cruzar com uma delas em algum momento. Não se preocupe, pois elas são inofensivas. Já os flamingos são ilustres moradores da ilha Renaissance e passeiam pela praia livremente.

2 - Flamingos_na_Renaissance_Island_Aruba_Credito_ATA

Foto por ATA

Você já deve saber que é fácil conhecer Aruba de norte a sul, com seus 181 km². O que você não imaginava é que, de determinados lugares do país, você pode ver o mar dos dois lados. Para os mais aventureiros, o topo da colina Hooiberg – um dos pontos mais altos da ilha – garante vistas incríveis da costa.

3 - Montanha Hooiberg 2_Credito_ATA.

Foto por ATA

Aruba não tem fontes de água doce e, por isso, a solução para que todos possam ter esse bem essencial foi dessalinizar a água do mar, o que eles fazem desde 1903. Toda a água da ilha passa por esse processo – você pode até beber água da torneira, já que é a mesma que a engarrafada. E é essa água que é utilizada para produzir as cervejas locais: Balashi e Chill.

No Parque Nacional Arikok, você vai encontrar a wayaka, uma árvore que nunca seca. Essa espécie, chamada de guaiacum officinale, é nativa da ilha e provavelmente a mais gratificante que alguém pode plantar: uma vez no solo, suas raízes sempre procuram por água subterrânea, fazendo com que praticamente não seja preciso regá-la. É por isso que ela nunca seca, mantendo-se verde em todas as épocas, mesmo quando o restante do parque é afetado pela falta de chuvas da ilha.

Mais informações em: br.aruba.com

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: ATA

Comentários