logo

Telefone: (11) 3024-9500

Cultura, natureza e história nos Caminhos da Corte, em São Paulo | Qual Viagem Logo

b-020-ARI_00_8236_P

Cultura, natureza e história nos Caminhos da Corte, em São Paulo

29 de julho de 2016

Roteiro percorre várias cidades do Vale do Paraíba e formam um circuito turístico onde a corte percorreu nos áureos tempos do café. Uma boa forma de descobrir a história, cultura, natureza e a gastronomia é percorrer os roteiros Caminhos da Corte e visitar as cidades do Vale Histórico e suas antigas fazendas. Nelas o turista encontrará farto artesanato e gastronomia de influência indígena, africana, e ibérica. No roteiro o visitante pode conhecer lindas cachoeiras, bosques e a rica fauna e flora da Mata Atlântica.b-024-BAN_17_5937_P

Festas populares e religiosas, folclore,  contadores de “causos”, edifícios históricos e seculares, museus, caminhando por ruas tranquilas, um exercício de paz e riqueza cultural. A cidade de Arapeí teve sua origem ainda na época das capitanias hereditárias, o povoado teve seu apogeu durante o ciclo cafeeiro.

A Cidade de Areias está localizada no estado de São Paulo, no antigo traçado da Rodovia Rio-São Paulo, no Vale do Paraíba – Vale Histórico, sendo a primeira a cultivar o café na região, alcançando grande destaque no mercado cafeeiro nacional. Há quem diga que Bananal é a “Capital das Cidades Mortas”, mas a cidade é muito mais do que isso.

No passado, foi à principal via de escoamento das Minas Gerais para o porto de Parati (RJ). A última parada dos tropeiros que percorriam a Estrada Real antes de chegar ao porto de Parati e passar pela cidade de Cunha uma região de muitos encantos. Em Cunha vale visitar o Parque Estadual da Serra do Mar, os artesãos que trabalham peças de barro em alta temperatura e dezenas de cachoeiras, até a descida da serra que chega ao litoral.A Pedra da Macela é uma atração bastante interessante e ecológica na cidade.b-192-SJB_10_6818_P (1)

Em meio a Serra do Mar esta a cidade de Bocaina, é o município que conserva a maior reserva de Mata Atlântica do país. Já Queluz teve sua origem interligada ao papel de Lorena, no povoamento da região. Localizada aos pés da Serra da Bocaina, a pequena cidade de São José do Barreiro, encanta com sua graça e a tranquilidade de um local abençoado pela natureza. Com a vinda de artesãos que chegaram a Silveiras no final dos anos 70, teve início um processo de produção de artesanato junto à população local, que com o passar do tempo trouxe uma nova imagem para a pequena cidade, conhecida hoje como portal do Vale Histórico.

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva

Fotos: Aniello de Vita – Expressão Studio

Comentários