logo

Telefone: (11) 3024-9500

Costa Rica: Conhecendo alguns de seus cantos e encantos | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ Kevin Wells

Costa Rica: Conhecendo alguns de seus cantos e encantos

25 de julho de 2019

Quem chega à Costa Rica lê “pura vida” em diversos letreiros, placas, adesivos! Além de ouvir a expressão com um sotaque diferente. A pronúncia do “erre” no espanhol também é falado mais arrastado. O “pura vida” para os costa-riquenhos é um curinga na fala cotidiana do país: serve para muitas situações como agradecimentos e cumprimentos.

A Costa Rica está na América Central, faz fronteira ao norte com a Nicarágua e ao sul com o Panamá. É banhada pelo Oceano Atlântico (Mar do Caribe) e pelo Pacífico. Há um conjunto de cordilheiras e, em meio às montanhas, dezenas de vulcões (com sete ativos). Com 51.100 km² – similar ao Estado do Rio Grande do Norte -, a Costa Rica reserva 5% da biodiversidade da Terra e aproximadamente 26% de sua área são zonas preservadas.

Uma característica conhecida internacionalmente é o tema da preservação do meio ambiente. A taxa de alfabetização ultrapassa os 96 por cento da população e a educação é uma das prioridades nacionais estabelecidas desde o final de década de 1940. Não tem exército desde 1948, sendo esse investimento canalizado para o serviço social e preservação dos ecossistemas naturais do país.foto-9-piscina-natural-em-rio-no-distrito-de-tambor

O turismo é um dos principais setores econômicos e de maior crescimento. Desde 1995 representa a primeira fonte de renda. Um exemplo disso é a realização da Expotur 2019, feira considerada uma das principais de comercialização turística na América Latina, além de ser uma vitrine para promover o país como destino e dar visibilidade ao trabalho de empresas e empreendimentos nacionais.

Realizada no Centro Nacional de Convenções de San Jose, a 35ª edição foi organizada pela Asociación Costarricense de Profesionales en Turismo (Acoprot, e com o apoio do Instituto Costarricense de Turismo (ICT) e da Cámara Nacional de Turismo (Canatur). “Mais de 160 operadores, vieram dos Estados Unidos, 60 da Europa, mercado que definimos como fundamental e estratégico para o desenvolvimento turístico. Em 2018, quase meio milhão de europeus visitaram nosso país”, afirmou María Amalia Revelo, ministra do Turismo da Costa Rica. “Conquistamos um grande resultado. Realizar a feira sem nenhum ano de interrupção, demonstra a consistência que temos como destino turístico e nosso investimento no setor”, complementou Revelo.foto-15-artista-produzindo-artesanato-tipico-da-costa-rica

 

A maioria dos visitantes internacionais que chegam à Costa Rica, o fazem pela porta de entrada: o Aeroporto Internacional Juan Santamaría, na cidade Alajuela, distante 18 quilômetros de San José. Como curiosidade, em apenas quatro horas é possível ir do Pacífico ao Atlântico. A Costa Rica é dividida em sete províncias: San José, Alajuela, Cartago, Heredia, Limon, Guanacaste e Puntarenas.

Os grandes atrativos são suas paisagens exuberantes, praias caribenhas, oito parques nacionais do lado do Pacífico, (Braulio Carrillo, Cahuita, Chirripó, Corcovado, Guanacaste, Isla del Coco, Manuel Antônio e Tortuguero), refúgios nacionais de vida silvestre (Caño Negro e Gandoca Manzanillo) e uma reserva biológica (Parque Nuboso de Monte Verde). A gastronomia típica é feita de pratos simples e baratos à base de arroz, feijão, milho e banana, acompanhado por carne (porco, vaca ou frango) ou peixe, a que se dão o nome de “casado”. O “gallo pinto” é o pequeno almoço local e reconhecido como um patrimônio gastronômico nacional. Preparado com as sobras de arroz e feijão, a que se junta ovos (mexidos ou estrelados) e banana frita.foto-16-almoco-tipico-servido-na-folha-de-bananeira

 

A capital: San José

San José de Costa Rica encontra-se no vale central e é cercada por colinas e vulcões. Centro político e econômico do país, reúne mais da metade do comércio e dos serviços e possui importantes museus e centros culturais. Os bairros de San Pedro, Santa Ana e Escazú (conhecido como Zona Rosa) são os mais modernos e destacam-se pelo alto nível de opções cassinos, clubes, hotéis e onde estão instaladas as embaixadas estrangeiras.

Embora centroamericana, San Jose não é uma capital típica. Está bem distante de outras grandes como Bogotá, Lima ou Santiago. Como o país tem apenas cinco milhões de habitantes, a maior parte da população (60%) vive no Vale Central, onde está situada. A identidade latina pode ser percebida no magnífico Teatro Nacional e na Catedral, em pleno centro histórico. A mesma região também não tem traços de arquitetura típica espanhola como o “Casco Viejo” da Cidade do Panamá ou a Cidade da Guatemala. O Aeroporto Internacional Juan Santamaría, inaugurado em 1958, como dito acima, é o principal portão de entrada. Com um terminal moderno e bem distribuído, opera voos nacionais e internacionais para Canadá, México, América Central, Caribe, Estados Unidos, Peru, Chile, Colômbia e Europa.

O litoral: Puntarenas

A província turística de Puntarenas e as ilhas do Golfo possuem uma área de 2442 km2 e 425 quilômetros de costa. Esta província caracteriza-se pela descontinuidade espacial, já que inclui um setor da península de Nicoya e a cidade de Puntarenas, especificamente a duas horas (ou 120km) da capital. A união entre ambos litorais é feita mediante transporte marítimo. A unidade se estende desde Ponta Conejo, ao sul de Porto Caldera até a desembocadura do Rio Bongo. Suas costas são embelezadas por abundantes ilhas, enseadas, praias e tesouros naturais de grande beleza, que a convertem em um destino turístico por excelência.foto-3-vista-da-entrada-da-cidade-balnearia-de-puntarenas

 

Seu território oferece grande variedade de atrativos fundamentados no sol e na praia, que se completam com zonas protegidas, áreas insulares e continentais. O setor peninsular tem importantes centros de desenvolvimento turístico como Tambor, Santa Teresa e Montezuma. Também destacam a Reserva Natural Absoluta de Cabo Branco, as Ilhas de São Lucas, Chira, Tartaruga e Ilha Coco.

Praia Santa Teresa

Uma praia longa e com destaque para as ondas ideais para prática de surfe. É composta por vegetação costeira, conta com uma bela formação rochosa e dela é possível avistar a Reserva Natural Cabo Blanco. Relaxar ao sol, cavalgar, acampar, fazer mountain bike e praticar caminhadas são algumas das opções de lazer pela região.

Ilhas do Golfo de Nicoya

O Golfo de Nicoya é lar de várias ilhas e ilhotas. As maiores ilhas incluem: Deer Island com uma área de 440 hectares e uma grande quantidade de manguezais e paisagens marinhas. Ilha Chira, a maior ilha no Golfo, habitada e em menor escala, dedicado ao turismo; Isla de San Lucas, onde vivia a antiga prisão da Costa Rica e também a ilha do cavalo e a Isla Bejuco.foto-11-maquete-da-famosa-ilha-cocos-na-costa-rica

 

Refúgio Nacional Silvestre Curú

O Refúgio Nacional da vida selvagem Curu situa-se em Punta Curu. Seu nome vem da palavra indígena que é usada para chamar para as árvores de Guanacaste, próprio de zona. Depois de ter sido um local explorado para a produção de gado e agricultura, em 1983 decidiram restaurar suas condições naturais e transformá-lo em um refúgio nacional. Sua importância reside na presença de manguezais e floresta de transição tropical seco para molhar, pelo que a vida selvagem na área é muito sensível a essas mudanças. Sua fauna é composta por peresozos (bichos-preguiça), macacos das espécies congo, carablanca e titi, iguanas, borboletas, rãs e guaxinins.

Glamping na Isla Chiquita

islachiquitacostarica.com

Isla Chiquita é um destino sem igual. Combina a emoção de acampar com a comodidade e serviço de um hotel luxuoso de praia tradicional. O pouco conhecido glamping. O empreendimento foi concebido para oferecer aos hóspedes uma experiência única, de profunda conexão com o mar, natureza e os pitorescos estilos de vida costeiros do Golfo de Nicoya. Distante a dez minutos em bote do vilarejo de Paquera, Isla Chiquita oferta tendas de acampamento glamourosas. Contam com amenidades como cama king, ducha e banheiros internos, ventiladores de teto e um espetacular deck privado para apreciar o melhor do mar e sua brisa. O conceito de glamping é a primeira experiência em uma ilha na Costa Rica.foto-14-cabana-tipica-do-isla-chiquita-glamping-resort

 

Isla Tortuga

Localizada na península de Nicoya, a Isla Tortuga é formada por duas pequenas ilhas, a Alcatraz e a Tolinga. A região tem praias de areia branca, coqueiros e um mar bastante morno e esverdeado. A visibilidade pode chegar até 12 metros. Como opção o visitante pode se divertir na praia ou no mar, fazer snorkeling e mergulho. Existe por lá um restaurante com mesas, bancos e uma boa sombra que oferece almoço e facilidades. Uma loja de produtos típicos também oferece cartão para acesso à internet.foto-13-praia-da-ilha-tortuga

 

Centro de Animais Marinhos

O Parque Marino, fundado em 2002, é um projeto socioambiental que colabora com a melhoria humana e ambiental da zona costeira da Costa Rica. A estrutura apresenta diversos tanques com animais marinhos desde arraias, tubarões e peixes diversos. Um pavilhão é dedicado a uma réplica em escala profissional do refúgio Isla Cocos, distante 5000 km da Costa Rica. Por lá o visitante tem noção de como é a fauna e a flora do ambiente insular e protegido. É possível a visita de turistas, mas a um preço bastante alto.foto-4-farol-no-centro-de-animais-marinhos-em-puntarenas

Passeio pelos Manguezais

Um dos passeios mais tradicionais Puntarenas e oferecido por muitas empresas é a visita aos manguezais que circundam a cidade-península. Os turistas podem apreciar as formações da fauna aquática e flora típicas destes ecosistemas  ambientes marinos.

Tambor

Uma forma autêntica de conhecer essa região da Costa Rica é através de passeios de buggy e MotoCross. Quem optar por essa forma pode personalizar o roteiro conforme a vontade. Podem ser visitados as praias de MalPais, Santa Teresa e Montezuma. Nos tours podem ser feitas travessias de rio, paradas para nado em cascatas, trilhas pela mata e praias intocadas, observação de aves e animais selvagens.foto-8-el-arbol-de-dios-na-praia-quizales-em-tambor

 

GUIA PRÁTICO DA COSTA RICA

Documentos necessários: Passaporte com validade mínima de 6 meses

Vacinas: É indispensável. A carteirinha internacional é exigida na imigração. A vacina precisa ser tomada no mínimo 10 dias antes da data da viagem.

Visto: Não é exigido para turistas brasileiros

Moeda: A moeda oficial é o colón (CRC). O dólar americano (USD) é aceito em todo o país.

Fuso Horário: GMT- 3 horas

Idioma oficial: Espanhol

Como chegar

Não existe voo direto entre o Brasil e a Costa Rica. Companhias que tem saídas do Brasil e com escala são: Avianca e Copa Airlines. A primeira faz escala em Bogotá (e sai de Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro). A Copa, com escala na Cidade do Panamá, tem saídas desde Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza, Brasília e Manaus.

Quando ir

Apesar de ser um país razoavelmente pequeno, o clima na Costa Rica pode variar bastante, independente da época do ano e da região onde se encontra. Duas estações são predominantes: a seca (entre dezembro e abril) e a chuvosa (de maio a novembro). Geralmente o calor é predominante, exceto nas zonas mais altas. Os meses de dezembro a fevereiro são os mais procurados por turistas brasileiros.

Onde se hospedar

Puerto Azul Hotel & Club Náutico

O primeiro hotel boutique de Puntarenas está estrategicamente localizado na entrada da cidade. Com 60 apartamentos de luxo, atende bem quem busca conforto e descanso na região. Sua área de lazer tem piscinas, restaurante e belos jardins e marina própria, Tudo rodeado pelos ambientes marinhos e pelos manguezais.

Info: hotelclubpuertoazul.com

Tambor Tropical Beach Resort

Um resort boutique localizado na praia de Tambor. Oferece conforto e aventura através de sua exclusiva estrutura de madeira nativa. O resort é cercado por muitas palmeiras e árvores o que permite que os turistas tenham contato com muitas espécies de pássaros locais e outros ânimos vida selvagem. Muitas árvores têm caixotes no alto para ajudar na procriação de araras.foto-10-piscina-do-tambor-tropical-beach-resort

Info: tambortropical.com

 

Hotel Costa Coral

Com cara de uma casa antiga, o empreendimento oferece poucos quartos e de uma maneira muito personalizada. Não parece um hotel, tem piscina, restaurante e está localizado bem próximo à praia de Tambor.

Info: hotelcostacoral.com/

Isla Chiquita Glamping Resort

Um lugar tranquilo para quem quer contato com a natureza. Contam com amenidades como cama king, ducha e banheiros internos, ventiladores de teto e um espetacular deck privado para apreciar o melhor do mar e sua brisa. O conceito de glamping é a primeira experiência em uma ilha na Costa Rica.

Info: islachiquitacostarica.com

Site oficial do Turismo da Costa Rica: ict.go.cr  e visitcostarica.com

Texto e fotos por: Marcos Oliveira

Foto destaque por Istock/ Kevin Wells

Comentários