logo

Telefone: (11) 3024-9500

Confira as atrações de Bariloche na temporada de inverno 2018 | Qual Viagem Logo

21838955958_9c36447d2f_o

Confira as atrações de Bariloche na temporada de inverno 2018

29 de março de 2018

Bariloche é uma cidade privilegiada. Localizada na patagônia Argentina, ela foi construída à beira do lago e do parque Nahuel Huapi, o que confere a ela paisagens belíssimas e muita natureza. Além disso, sua região geográfica faz com que tenha estações do ano bem definidas e topografias diversas, com isso, no inverno, as temperaturas caem e chegam a -10°C, o que torna possível realizar atividades de neve, como esqui, snowboard e trenó.

Foto por Divulgação / EMPROTUR

Foto por Divulgação / EMPROTUR

Bariloche não é estranha aos brasileiros. Durante a temporada de inverno, há quem chame a cidade de “Brasiloche” em referência à quantidade de turistas brasileiros que escolhem a cidade como destino. Para atender a essa demanda, Bariloche se adaptou e o comércio passou a aceitar o real. Além disso, há guias que falam português e os turistas são recebidos no aeroporto com chocolates artesanais – tudo para fazer com que os visitantes se sintam em casa.

Foto por Divulgação / EMPROTUR

Foto por Divulgação / EMPROTUR

Para Diego Piquín, Diretor Executivo da EMPROTUR, “o brasileiro é muito importante para Bariloche. Por sermos um destino perto, que não precisa de visto nem de passaporte, recebemos cada vez mais turistas do Brasil. Com isso, fazemos de tudo para que o eles se sintam em casa ao mesmo tempo aproveitam serviços internacionais e tenham contato com uma cultura diferente. O Ministério de Turismo de Rio Negro está acompanhando as ações promocionais para que este ano tenhamos uma grande temporada de inverno”.

Em 2018, é esperado um aumento no número de turistas. A companhia aérea Azul, por exemplo, divulgou recentemente que aumentaria a quantidade de voos para a cidade. Da mesma maneira, a Aerolíneas Argentinas  tem uma programação de voos saindo de diversas cidades brasileiras e com várias promoções. E a LATAM confirma novos voos diretos durante a temporada, a partir de julho. Oportunidades para visitar a neve barilochense não vão faltar!

O que fazer na temporada de inverno

Foto por Divulgação / EMPROTUR

Foto por Divulgação / EMPROTUR

Situado a apenas 19 km de distância do centro da cidade, o Cerro Catedral é o ponto de encontro para os amantes de aventuras na neve. Ele é o maior centro de esqui da América Latina e conta com 40 níveis de elevação e 1.200 hectares de área para esqui. A grande estrutura ainda tem 400 instrutores de esqui e snowboard e mais de 10 escolas preparadas para ensinar pessoas de todas as idades e níveis de experiência nas práticas de neve. Para quem quer ficar pertinho do centro, é possível se hospedar em uma das 5.000 camas disponíveis, além de ter um centro de compras, 10 mil equipamentos para aluguel, restaurantes e estrutura para levar as pessoas e os equipamentos até o alto do monte.

Foto por Divulgação / EMPROTUR

Foto por Divulgação / EMPROTUR

Apenas 5 km separam o cento da cidade do Complejo Turístico Teleférico Cerro Otto. Há o teleférico que possui 42 gôndolas panorâmicas com capacidade para até quatro passageiros, pista de trenó, espaço para caminhada com raquetes de neve e o famoso café giratório de Bariloche.

Foto por Divulgação / EMPROTUR

Foto por Divulgação / EMPROTUR

Considerado um lugar ideal para passeio em família, em Piedras Blancas é possível se divertir com tirolesa, teleférico, pista de snowboard, aula de esqui, e até um safári de trenó. Quem escolher esqui e snowboard tem endereço certo: o Centro de Esquí Nórdico. Lá, são 10 km de pistas de esqui e snowboard para todos os níveis. No Centro Nórdico, a natureza está sempre presente e à noite a programação é especial! A Noite Nórdica inclui um incrível passeio de quadriciclo com esteiras no bosque e, por fim, um delicioso jantar no El Refúgio.

Foto por Divulgação / EMPROTUR

Foto por Divulgação / EMPROTUR

Localizado a apenas 20 km do centro da cidade, o Espacio Neumeyer fica em meio a um grande bosque de lengas, árvores típicas da região. Nele é possível a prática de trekking com raquetes de neve, esqui de fundo, esqui de travessia e trenós. Além de ter uma lagoa congelada e os melhores mirantes.

Ideal para a prática de arvorismo, caminhadas com raquetes de neve e excursões noturnas, no Cerro López também é possível viver grandes experiência nos albergues de montanha, como o Roca Negra, Refugio López e Extremo Encantado. Além de tudo isso, o Cerro López fica perto da Colônia Suíça, que com certeza vale a visita. Ela foi o primeiro assentamento europeu na região, ainda no século XIX, e é considerada patrimônio histórico da cidade. Lá é possível se deliciar com os sabores da comida feita utilizando a técnica do curanto, ver o artesanato local, e tomar chá em uma das casas da bebida.

Gastronomia de Bariloche

Os dois grandes produtos gastronômicos de Bariloche são o chocolate e a cerveja. A produção é artesanal, mas não é pouca. Por ano são mais de um milhão de litros de cerveja e uma tonelada de chocolate.

Para os amantes da bebida é possível fazer o circuito cervejeiro, passando por diversas fábricas e experimentando sabores variados que agradam a todos. Já os chocólatras podem visitar as chocolaterias e aproveitar não só os diferentes tipos e formas do doce, como as experiências que as lojas oferecem.

Outra produção famosa em Bariloche é o sorvete. Mesmo no inverno, vale a pena experimentar. Na Argentina, o sorvete de Bariloche é considerado um dos melhores. Ainda vale experimentar a comida produzida usando a técnica milenar do curanto. Nela, o alimento é cozido em um forno natural. É feito um buraco no chão onde são colocadas pedras quentes, junto com o alimento a ser produzido. Esse calor cozinha os alimentos lentamente e deixa tudo saboroso. Além de tudo isso, Bariloche tem casas de chá, peixes, carnes e muito mais.

Mais informações em: barilocheturismo.gob.ar

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: Divulgação / EMPROTUR

Comentários