logo

Telefone: (11) 3024-9500

Como planejar uma viagem com crianças | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ Ridofranz

Como planejar uma viagem com crianças

25 de novembro de 2019

Vai tirar férias com a família? Saiba como planejar uma viagem com crianças para aproveitar ao máximo essa experiência!

Se viajar por conta própria ou com um acompanhante já não é das tarefas mais simples, imagine adicionar pequenos e curiosos seres humanos nessa equação. Quando temos filhos, incluí-los nas férias é possível com uma boa estruturação antes mesmo do embarque. Veja como planejar uma viagem com crianças em passos simples!

Documentação necessária

Independentemente de um destino nacional ou internacional, é importante levar alguns documentos e essa etapa pode ser providenciada antes mesmo de decidir onde serão as férias. A certidão de nascimento é um documento válido para as crianças bem pequenas, mas você também pode fazer a carteira de identidade, que vai acompanhar seu filho pelos próximos anos. Para o exterior, em países fora do Mercosul, é necessário contar com o passaporte para viajar.

Muitos pais fazem uma folha impressa com o nome da criança e dados de contato, caso a criança se perca em algum lugar. Porém, uma forma mais inteligente de controle dos pais é usar um aplicativo de monitoramento, como o Find My Kids. O app permite que você localize o smartphone do seu filho em tempo real e pode ser usado nas férias ou no dia a dia.

Escolha do hotel

Esse é um item que geralmente fazemos antes mesmo de embarcar para uma viagem. Escolher um hotel que agrade adultos e crianças pode ser bastante desafiador. Quando fizer sua pesquisa, lembre-se de conferir a opinião de outros hóspedes para saber se o hotel em questão realmente oferece uma boa estrutura para todos.

Outra dica é investir um pouco mais em um quarto confortável. Diferente de viajar entre amigos ou casal, quando entramos em uma viagem com crianças temos horários específicos para atividades. O cansaço também vai ser maior, especialmente se os seus pequenos forem cheios de energia. Nesse caso, um espaço bacana no final do dia vai ser tudo que você deseja!

Chegando até o destino

Você pode fazer uma viagem de avião ou de carro, tudo depende do seu destino de férias. Para o primeiro meio de transporte, é bom saber que a maioria das companhias aéreas não cobram a passagem de menores de 2 anos que vão ficar no colo do pai ou da mãe (algumas cobram 10% do valor pago pelo adulto). Agora, se a criança ocupar um assento, a passagem é cobrada de forma integral. Algumas empresas dão desconto para crianças com menos de 12 anos, mas isso é facultativo.

Já em uma viagem de carro, é importante seguir as regras do uso de cadeirinha de segurança. Crianças de meses de vida até 10 anos de idade precisam utilizar o assento específico para cada idade e a falta do item gera multa gravíssima para o condutor. Embora exista um projeto que prevê o fim da multa para quem não tem cadeirinha para as crianças, nada foi oficializado pelo Governo até o momento.

Para ambos os casos, seja uma viagem de carro ou de avião, lembre-se de contar com alguns elementos para distrair a criança durante esse trajeto. Pode ser livros, brinquedos, jogos e até equipamentos como tablets. E claro, paciência redobrada para as eternas repetições do bordão: “já estamos chegando?”

O roteiro

Esse item possivelmente você já vem pesquisando antes mesmo de chegar ao destino de férias, mas com crianças algumas adaptações podem ser feitas na hora. Lembre-se de pesquisar por atividades que sejam interessantes para elas. Muitas cidades já contam com espaço totalmente dedicados às crianças, com museus interativos e parques seguros para os pequenos.

Mas isso não significa que você vai ficar preso em atividades “infantis”. Já na fase de planejar uma viagem com crianças pense em um roteiro que seja equilibrado, ou seja, que tenha itens interessantes para as crianças, mas também para os adultos. Assim, todo mundo vai sentir que a viagem foi proveitosa!

O que não pode faltar

Na hora de planejar uma viagem com as crianças, não esqueça de incluir na mala um kit com curativos e alguns remédios, já que os pequenos costumam ter uma saúde mais sensível. Se a viagem for nacional e você tiver plano de saúde, inclua nos documentos a carteirinha, e se for internacional, vale fazer um seguro viagem que cubra visitas ao hospital.

Uma viagem com crianças pode até exigir mais planejamento, mas certamente vai marcar a vida da família e vai dar mais vontade de planejar a próxima! E logo logo, seus pequenos vão fazer viagens sozinhos – e aí os cuidados dos pais são outros.

Foto por Istock/ Ridofranz

Comentários