logo

Telefone: (11) 3024-9500

Cidades medievais e a lenda do Drácula: o que visitar na Transilvânia | Qual Viagem Logo

Original Dracula's Bran Castle in the light of sunset, RAW converted file with Nikon NX, no filters or other modifications !

Cidades medievais e a lenda do Drácula: o que visitar na Transilvânia

5 de julho de 2017

Para muitos, o nome Transilvânia é logo associado à história do Drácula, o mais famoso vampiro de todos os tempos. Mas a Transilvânia representa muito mais do que isso. É uma das mais interessantes regiões da Romênia, no Leste Europeu. Sob influências germânicas e húngaras, o destino guarda vários tesouros da época medieval, incluindo cidades, igrejas, castelos e fortalezas.

Foto por iStock / Ershov_Maks

Foto por iStock / Ershov_Maks

Localizada no coração da Romênia, a cerca de 150 km ao norte da capital Bucareste, a Transilvânia tem como alguns de seus principais atrativos as cidades de Brasov, Sibiu e Sighisoara. Apesar de ser a maior da região, Brasov tem todo um clima de cidade pequena, notadamente na parte turística, a chamada Cidade Velha.

Foto por iStock / mladensky

Foto por iStock / mladensky

Comece o passeio pela Piata Sfatului, uma ampla praça cercada por construções charmosas e coloridas do período barroco, onde estão cafés, restaurantes e museus. Depois a dica é caminhar sem rumo pelas ruas de Brasov. Mas não deixe de conhecer a Igreja Negra (Biserica Neagra), a maior de estilo gótico da Romênia, a Strada Sforii, que é uma das ruas mais estreitas da Europa, e o que restou das muralhas, portões e torres de defesa da cidade, construídos entre os séculos XIII e XVII pelos saxões.

Foto por iStock / Kisa_Markiza

Foto por iStock / Kisa_Markiza

Tendo Brasov como cidade-base, há ainda três atrações imperdíveis nos arredores. A 20 km de distância, Rasnov guarda uma fortaleza construída nos anos de 1300 para proteger a Transilvânia dos tártaros e turcos. Está sobre uma colina a 200 metros de altura. Além das torres e muros, por dentro a Fortaleza de Rasnov mais se assemelha a um vilarejo medieval, com pequenas casas e até uma capela.

A apenas 10 km de Rasnov fica a pequena cidade de Bran. A grande atração ali é o Castelo de Bran (foto destaque), geralmente associado ao Drácula. Na verdade, essa bela construção gótica não foi o lar nem do famoso vampiro criado pelo escritor irlandês Bram Stoker nem da figura histórica que inspirou o personagem e a lenda do Drácula, o príncipe romeno Vlad Tepes, que viveu no século XV. Mesmo assim, o Castelo de Bram vale a visita, com suas belas torres medievais.

Foto por iStock / Kisa_Markiza

Foto por iStock / Kisa_Markiza

Outro lindo castelo da região é o de Peles, localizado em Sinaia, a 45 km de Brasov. Com uma aura de contos de fadas, esse é um dos castelos mais bonitos da Romênia. Cheio de detalhes e cercado por um lindo jardim e um bosque, foi construído em estilo germânico.

Foto por iStock / Ershov_Maks

Foto por iStock / Ershov_Maks

Depois de conhecer a região de Brasov, siga para Sighisoara, uma bem preservada cidade medieval no alto de uma colina. Ao mesmo tempo em que está cheia de simpáticas casas coloridas, essa é a cidade que mais invoca o clima que esperaríamos encontrar na Transilvânia – de detalhes um pouco sinistros a becos que lembram passagens secretas. Inclusive, Sighisoara é a cidade natal de Vlad Tepes e um de seus pontos turísticos é um cemitério. Fora isso, visite a Torre do Relógio e as lojinhas de antiguidades e artesanato.

Foto por iStock / emicristea

Foto por iStock / emicristea

Já Sibiu é bem diferente e parece mais uma cidade da Alemanha. Considerada o centro cultural da Romênia, ali você encontrará de ótimos museus a festivais de arte e música. Há amplas praças e casarões barrocos com fachadas em tons pastéis. A Cidade Alta está repleta de atrativos históricos, enquanto que na Cidade Baixa o destaque são as muralhas e as torres que defendiam Sibiu antigamente, às margens do rio.

Se tiver tempo, vale incluir no roteiro uma visita ao Castelo de Corvinilor, em Hunedoara, que fica a 130 km a oeste de Sibiu. Com uma passagem suspensa, tem um visual digno de lendas e contos de fadas.

Como chegar

A partir de São Paulo, há voos com uma escala até Bucareste por companhias como KLM, Air France, Swiss e Turkish. Da capital, há várias conexões com a Transilvânia de trem ou ônibus. Um dos aeroportos que atendem a região é o de Sibiu, que recebe voos de várias cidades europeias.

Onde ficar

Hotel Casa Wagner (Brasov)

DoubleTree by Hilton Sighisoara

Hilton Sibiu

Texto por: Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / warmcolors

Comentários