logo

Telefone: (11) 3024-9500

Castelo: cachoeiras e montanhas no Espírito Santo Logo

Foto por Vitor Jubini/MTur

Castelo: cachoeiras, montanhas e voo livre no Espírito Santo

12 de março de 2020

Castelo, ao sul do Espírito Santo, é reduto de montanhas e cachoeiras. A cerca de 150 quilômetros da capital, Vitória, a cidade, de menos de 40 mil habitantes, tem atrativos naturais e atividades de aventura que prometem encantar seus visitantes.

Anualmente, o destino ganha fama na região por conta de suas festividades de Corpus Christi, com os típicos tapetes colorindo suas ruas do centrinho. Mas, em todo o restante do ano, seus cenários incríveis são ideias para um roteiro de ecoturismo.

Foto por Argeone Herbest/MTur Castelo Espírito Santo

Foto por Argeone Herbest/MTur

A começar pelo parque Estadual Forno Grande, que abriga o pico de mesmo nome, considerado o segundo ponto mais alto do Estado. Com 2053 metros de altitude, o Pico do Forno Grande tem vista para o litoral capixaba, assim como o Pico da Bandeira e a Pedra Azul – famoso ponto turístico de Domingos Martins.

Para explorar as paisagens do parque, a dica é fazer uma de suas trilhas que incluem passeios pela mata, cachoeiras, grutas e mirantes.

Foto por Vitor Jubini/MTur

Foto por Vitor Jubini/MTur

Ainda entre as belezas naturais, o grande destaque de Castelo fica por conta da Cachoeira do Pedregulho, ou, popularmente, do Furlan. Situada a 21 quilômetros do centrinho da cidade, a queda d’água tem mais de 30 metros. Na propriedade particular, além de se refrescar com as águas da cachoeira, é possível aproveitar a estrutura de lanchonete, camping e banheiros.

Castelo é um destino bastante procurado pelos apaixonados por esportes de aventura, como rapel, escalada, base jump – principalmente nos picos da Cabrita e da Onça – e voo livre.

Não à toa, a cidade tem um espaço reconhecido nacionalmente e que recebe, inclusive, competições da modalidade: a Rampa do Ubá, com 950 metros de altitude. Completam a estrutura para voos deste tipo as rampas do Alto Chapéu e Apeninos.

Foto por Vitor Jubini/MTur Castelo Espírito Santo

Foto por Vitor Jubini/MTur

O destino capixaba abriga, também, um importante espaço de estudo pré-histórico. É a Gruta do Limoeiro, a 15 quilômetros da cidade, que tem resquícios que comprovam presença humana de 5 mil anos. No local, considerado Patrimônio Histórico Estadual, há ainda estruturas de estalactites, estalagmites e cortinas dentro da caverna, resultantes da ação da água e do tempo.

De volta ao centro de Castelo, vale a pena conhecer a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha, que chama a atenção por sua fachada imponente e vitrais detalhados. Assim como o Casarão da Fazenda, de 1845, que guarda a história da colonização portuguesa no local. O espaço é Patrimônio Cultural do Espírito Santo e realiza visitas guiadas.

Foto por Vitor Jubini/MTur Castelo Espírito Santo

Foto por Vitor Jubini/MTur

Para finalizar o roteiro pela cidade, outra visita importante é ao Santuário do Aracuí, em homenagem a Nossa Senhora da Imaculada Esposa do Divino Espírito Santo. O local, além de receber peregrinações de fé, conta com monumentos em mármore e imagens de Cristo e da Imaculada em madeira.

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por Vitor Jubini/MTur

Comentários