logo

Telefone: (11) 3024-9500

Cânions e aventura em Paulo Afonso, na Bahia | Qual Viagem Logo

219143652_c43d575a50_z

Cânions e aventura em Paulo Afonso, na Bahia

16 de dezembro de 2015

Paulo Afonso, no norte da Bahia, é um destino cheio de belezas naturais em meio ao sertão. A 480 quilômetros de Salvador, a cidade é considerada a capital brasileira dos esportes radicais. Perfeita para uma aventura, a cidade é conhecida pelos cânions do rio São Francisco.

Foto via Flickr Glauco Umbelino

Foto via Flickr Glauco Umbelino

Uma ilha fluvial no sertão, um cenário formado pelas águas do rio São Francisco, por cânions e por um belo céu azul que atrai turistas de todos os locais do mundo para praticar esportes radicais ou de aventura. Lá, é possível se aventurar de diversas formas; desde saltar de bungee jump de cima de uma ponte metálica de 86 metros sobre o São Francisco até escalar paredões íngremes e áridos dos cânions por onde corre o rio.

Sem contar com as belas igrejas da cidade. Dentre elas, a Igreja São Francisco é um cartão postal da cidade, toda formada por pedras da própria região, tem em seu interior, quadros que representam a Via Crucis de Jesus e, na única porta de madeira, algarismos romanos vazados que simbolizam os 10 mandamentos.

O bondinho, que já foi usado para transportar os funcionários da Chesf (Companhia Hidrelétrica do São Francisco), hoje serve de trampolim para os praticantes de rapel.

Percorrer o cânion do rio São Francisco a bordo do Catamarã e ainda poder desfrutar de um delicioso banho no local é uma das principais atrações do lugar. O passeio tem aproximadamente 3 horas de duração, sendo uma hora para banho.

No total são cerca de 45 quilômetros de paredões rochosos que cercam o rio, sendo um dos maiores cânions navegável do mundo. O cânion apresenta altura entre 30 e 170 metros e largura variando de 50 a 330m.

Outro destaque é a reserva ecológica do Raso da Catarina. Dividida entre reserva biológica e a indígena, com extensão de 6.400 km², recoberta de vegetação do tipo caatinga e clima típico de área desértica: durante o dia a temperatura chega a 40°C enquanto que à noite é de até 10°C.

Famílias dos índios pankararés habitam na entrada do cânion seco na chamada Baixa do Chico que apresenta belíssimas formações rochosas esculpidas pelo vento parecendo castelos, torre e bispo do tabuleiro de xadrez. Uma outra, lembra uma grande catedral gótica. Os passeios são feitos sempre com a presença de guia local e precisam ser agendados com antecedência para atender a normas do Ibama e da Funai.

Foto via Flickr Raso da Catarina

Foto via Flickr Raso da Catarina

Não deixe de ir também à Prainha do Candeeiro, lugar onde acontece o campeonato de velas no evento Copa Vela que acontece em setembro. Os bares ficam abertos para que seja possível curtir a beleza do rio São Francisco e desfrutar de uma maravilhosa gastronomia.

Localizada na divisa com os estados de Sergipe, Pernambuco e Alagoas, Paulo Afonso possui cachoeiras, lagos, jardins, usinas hidrelétricas e grande potencial econômico.

Como chegar

É possível chegar de avião à cidade, em voos da Azul, com conexão em Salvador.

De carro, partindo de Salvador pela BR- 324 sentido Feira de Santana, basta seguir pela BR-116 sentido norte até entrada para Tucano, daí entrar na BR- 410 e depois a BR- 110 passando por Ribeira do Pombal, Cícero Dantas, Jeremoabo, e Paulo Afonso.

Onde ficar

Hotel Belvedere – hotelbelvederepa.com.br

San Marino Hotel – sanmarinohotel.com.br

Onde comer

Restaurante Rancho Da Carioca

Restaurante Tambaú

Velho Chico

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque via Flickr Tiago Daniel

Comentários