logo

Telefone: (11) 3024-9500

Campos do Jordão apresenta novidades no Parque Capivari | Qual Viagem Logo

img-9736

Campos do Jordão apresenta novidades no Parque Capivari

2 de agosto de 2019

Ícone turístico de Campos do Jordão, o pátio da Estrada de Ferro ganhou vida novamente. Famílias inteiras passaram a frequentar o espaço, que detém uma das mais belas vistas para o Morro do Elefante. A empresa Eco Jordão já começou a transformar a área de 40 mil m² em um centro de lazer e entretenimento.

Os sócios que tomaram posse do local também são donos do grupo Cataratas, um dos maiores do Brasil em administração de parques e ecoturismo. A concessão é por 30 anos. Durante esse período, R$ 35 milhões deverão ser investidos na revitalização e reestruturação do conhecido Parque Capivari. Desde que tomou posse, em 14 de junho último, a primeira ação da empresa foi reativar as mais tradicionais atrações que figuram os principais cartões-postais da estância: o teleférico e o pedalinho.

Teleférico e pedalinho

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Difícil encontrar alguém que não considere o teleférico ou o pedalinho como ícones de Campos do Jordão. As famosas cadeirinhas foram inauguradas na década de 1970. É o primeiro sistema neste modelo instalado no Brasil e lembram muito o meio de transporte das estações de esqui. Na “Suíça brasileira” são 74 assentos presos em cabos de aço que sobem 560 metros até o topo do Morro do Elefante. Lá de cima, a 1.800 metros de altitude, tem-se uma visão panorâmica da cidade. Desde que a atração foi reaberta, em junho, mais de 70 mil pessoas já fizeram a viagem que dura cerca de 10 minutos.

Outra marca registrada de Campos do Jordão, o pedalinho ficou inativo por mais de uma década. Após uma total reformulação, os turistas já podem viver outra vez a experiência de contornar o lago de água cristalina com pedalinhos mais modernos, em forma de cisne. São dez minutos contemplando de outros ângulos a natureza que circunda o centro turístico da estância. Ao redor do lago, árvores nativas servem de moldura para a paisagem. Segundo a empresa Eco Jordão, 20% dos frequentadores do teleférico passaram também pelo pedalinho.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

A Eco Jordão se comprometeu em modernizar o teleférico. O passeio, hoje com assentos individuais, vai passar a ser feito em cabines fechadas com espaço para até seis pessoas, que vão ganhar mais conforto e segurança. É apenas uma das mudanças que ainda estão sendo definidas para a elaboração do projeto executivo. Enquanto isso, algumas ideias já saíram do papel.

Outras novidades

Na área central foi montado um mini parque de aventura. Nele há um circuito de arvorismo que termina com uma tirolesa sobre o lago do pedalinho. A sensação de liberdade é indescritível. Preso ao cabo de aço, o aventureiro voa cruzando a paisagem. Tem ainda uma parede de escalada com dez metros de altura e o chamado quick jump, que simula uma queda livre.

No espaço coberto, agora, funciona uma pista de patinação no gelo com 200 m². As crianças, principalmente, se divertem tentando se equilibrar para não cair. Diversão também do lado de fora a quem só assiste ao festival de quedas. Mas calma! A pista conta com instrutores que dão as noções básicas sobre como patinar no gelo. As crianças menores também podem brincar. Para elas existe um suporte deslizante que serve de apoio para pegar o jeito e confiança. Ao redor existem 45 lojas que oferecem produtos típicos da Mantiqueira, como artesanato, malhas e o tradicional chocolate caseiro.

Mundo dos games

A tecnologia tem sido aliada do entretenimento. Games cada vez mais modernos usam de recursos gráficos em terceira dimensão. Com imagens 360°, hoje os jogos eletrônicos transportam o usuário para dentro do ambiente virtual. No Parque Capivari, existe a Game Zone, onde se concentram jogos e simuladores.

Há no mesmo espaço um cinema em sete dimensões e também um estande de tiro ao alvo com armas de air soft. São réplicas que reproduzem fielmente a sensação de tiros de verdade, incluindo o tranco ao puxar o gatilho. Estas atividades são apenas uma introdução da revolução que será feita no Parque Capivari.

Contagem regressiva

Até o final deste ano devem sair do papel a revitalização e o paisagismo. Segundo o diretor da Eco Jordão, José Scheller, a ideia é levar a concha acústica da Praça do Capivari, onde são realizados concertos do festival de música erudita, para a área comum do Parque. “Está previsto um palco dentro do Parque e o próprio governador de São Paulo, durante entrevistas, já teria se manifestado a favor dessa mudança”.

Scheller também está otimista quanto ao tempo de execução das obras. “O projeto executivo está acelerado e deve ficar pronto em até 90 dias. Ainda faltam as licenças necessárias”. A expectativa dele é que esta primeira fase fique pronta até julho de 2020. Já a conclusão total da modernização tem prazo de três anos para acontecer.

É mais uma opção de alto potencial turístico que surge para alavancar o setor. Importante ressaltar que as atrações já implantadas e as que ainda estão apenas no projeto vão funcionar de janeiro a janeiro, reforçando a máxima de que Campos do Jordão, além do inverno, é destino turístico o ano inteiro.

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: Patrícia Chemin

Comentários