logo

Telefone: (11) 3024-9500

Brasileira moradora de Malta dá dicas sobre o país Logo

Dingli Cliffs - Brasileiros em Malta

Brasileira moradora de Malta dá dicas sobre o país

5 de maio de 2015

Na hora de saber dicas super úteis sobre um destino, nada melhor do que falar com alguém que já conhece o lugar e mora lá, certo? Já falamos algumas vezes aqui sobre Malta mas, dessa vez, fizemos uma entrevista com uma brasileira que está morando no país e ela nos deu ótimas informações. Confira:

Quando você recomenda visitar Malta?

Essa é uma pergunta que não tem resposta! Pois em todas as estações do ano Malta é linda. Além do mais, existem diversas atividades e passeios turísticos por toda a Ilha.  Obviamente, para que gosta do sol, calor e praias, a melhor época do ano é o verão, pois temos um longo período de céu azul e com uma água cristalina que nos favorece à fazer inúmeras ginganas e esportes aquáticos. Mas, muitos se enganam que no período do outono ou inverno são épocas ruins para conhecer a Malta, pois mesmo com temperaturas baixas e muito vento, o sol sempre aparece e a Ilha dispõe uma enorme quantidades de eventos culturais e muito entretenimento.

Qual temperatura média?

Malta está bem no meio do Mar Mediterrâneo, ou seja, possui um clima de ameno à quente, podemos dizer que a temperatura anual é dividida entre verões longos, quentes e secos até os Invernos curtos e totalmente úmidos. Normalmente, as temperaturas variam entre 30 graus entre junho à setembro e  com outonos/invernos frescos entre 8 a 17 graus. Mas, dependendo do ano pode esfriar mais ou ventar com muita força, nos transmitindo uma sensação mais gelada. Porém, mesmo assim nos sentimos aconchegantes, uma vez que Malta não tem um inverno tão rigoroso como muitos outros países da Europa.

O que o turista não pode perder na sua opinião?

Eu como moradora, geralmente recomendo aos turistas e estudantes intercambistas que procuram Malta como destino, aproveitar a Ilha como um todo, não só as suas belas praias, mas sim o seu verde, pois a Ilha é composta por diversos parques, palácios, jardins e tem muitas atividades com animais, natureza, explorando a sua fauna e flora que é incrível!  A capital do país (Valletta), por exemplo, embora seja minúscula, oferece muitas atrações, entre elas uma concentração de comércio no qual podemos encontrar desde artesanato, vestuário, eletro-eletrônicos até alimentos, e obviamente muita Cultura Maltesa, entre teatros, galerias, museus e típicos restaurante da culinária local, mediterrânea e de outros países. Vale muito a pena descobrir a história milenar desse solo Maltês. brasileiros em malta 5

Para quem vem ou está na Ilha com um pouco mais de tempo, eu sugiro também um tour na Fábrica da Cerveja local Cisk, pois de lá podemos tomar cerveja direto do barril, além de conhecer a jornada da empresa Simonds Farsons Cisk, que não tem só cerveja não, produz refrescos e outras bebidas. E por fim, conhecer Marsa que tem corrida de cavalos no Jockey Club Marsa, que fica ao lado do Pavilão Pavi que tem lojas, supermercado e restaurantes.

Qual o meio de transporte em Malta?

A Ilha dispõe de alugueis de carros, triciclos, motocicletas e bicicletas com preços atrativos, então, para quem gosta e deseja uma comodidade vale a pena alugar uma condução própria. O sistema de transporte público é relativamente prático e nos locomove aos quatro quantos da Ilha, até ao acesso à balsa (ferry) que nos leva até a Gozo, e barcos até Comino, entre outras baías. bus tour malta
Para uma visita de 1 dia, eu recomendaria o bus de turismo City Sightseenig Malta, pois ele tem suas paradas em pontos turísticos (landscape), que são obrigatórias as visitas, além de customizar o tempo.

Qual é o preço médio da alimentação?

Em Malta, os valores da alimentação são amigáveis, podemos encontrar uma refeição completa com 3 pratos (entrada, prato principal e sobremesa) dentre 12 a 25 euros por pessoa. E também existem refeições econômicas, que conhecemos como PF – Prato Feito, essas variam entre 3,80 a 8,00 por pessoa (dependendo da região-área). Ah, e detalhe…a comida Maltesa é uma tentação de gostosa.

As bebidas são moderadamente em conta, entre 1,10 a 4,00 uma Pint de Cerveja (dependendo da marca/tamanho), e bebidas não alcoólicas na média de 1,20 euros. As opções de Restaurantes em Malta são infinitas, em todas as vilas e ruas encontramos Cafés e culinária com altíssima qualidade. Já nos supermercados, os preços são razoavéis, porém, eu recomendo sempre a comprar de frutas, verduras e frescos diretamente dos fazendeiros (farm) ou caminhões de feira nas ruas, pois além de ser mais saudáveis tem preços muito interessantes. A minha favorita é a feira de Ta Qali, que tem legumes e muita horta orgânica, com valores imperdíveis.

Onde se hospedar em Malta?

A Ilha de Malta tem amplas opções de hospedagem, uma vez que o país é movimentado pelo Turismo. Então, podemos encontrar desde Hostels e B&B até Resorts Luxuosos, tudo vai depender do bolso de cada um e escolha da localização.O que recomendo é: para jovens e baladeiros,  St. Julian’s, Paceville ou Sliema, pois são perto da massa de comércios e vida noturna. Já para o público mais “Senhor”  e os que são fãs de pubs e tranquilidade, sem dúvidas nenhuma St. Paul’s Bay, Norte ou Sul da Ilha. The Blue Lagoon - a Lagoa Azul

Já para estudantes e intercambistas, existem muitas fontes e grupos para se conseguir hospedagem/moradia, desde temporária até permanente, sugerimos sempre o canal dos Brasileiros em Malta (www.bybrasileirosemmalta.com)

Venham para Malta! Vivam a Cultura dessa terra Maltesa!

Texto por: Daniela Bernardes Loyola, formada em Hotelaria e Mestre em Serviços, mora em Malta desde 2011 e atualmente trabalha com Social Media. No canal by Brasileiros em Malta, ela compartilha um pouco da sua experiência e dá dicas de roteiros práticos na Ilha de Malta.

Comentários