logo

Telefone: (11) 3024-9500

Botucatu: o que fazer na terra da aventura | Qual Viagem Logo

Panoramica with drone of Indian stone in the region of Botucatu. Interior of the state of São Paulo. Brazil.

Botucatu: o que fazer na terra da aventura

20 de agosto de 2019

Botucatu é uma cidade situada no centro do estado de São Paulo. Conhecida também como sendo A Cidade dos Bons Ares, das Boas Escolas e das Boas Indústrias, atrai muitos visitantes em sua Cuesta.

Essa forma de relevo diferenciada, popular serra, conta com desníveis de cerca de 350 metros de altura. Sua região conta com característica de área de recarga do aquífero Botucatu-Guarani. Essa é uma das maiores reservas contínuas de água doce, a nível mundial, e chega até à Patagônia.

Toda essa geografia faz com que o município seja privilegiado por cachoeiras e vales, dando ênfase ao ecoturismo. Veja o que fazer na terra da aventura!

Turismo em Botucatu

Botucatu é uma cidade que investe no ecoturismo, de forma a fomentar o desenvolvimento do turismo local. O município foca na orientação aos visitantes, a respeito da preservação ambiental. Isso não apenas com a natureza, como também com os bens públicos e equipamentos ligados ao setor.

Além dos já citados aqui, a cidade também é conhecida como a Princesa da Serra. E não é para menos, já que para atrair visitantes, são diversos os pontos turísticos.

Atrativos naturais em Botucatu

Um dia inteiro não é o bastante para aproveitar todos os atrativos naturais de Botucatu, a Terra da Aventura. Veja aqui alguns dos destaques!

  1. Parque Municipal Joaquim Amaral Amando de Barros

O parque possui cerca de 10 hectares, com mata nativa preservada (entre cerrado e mata atlântica). Também possui várias espécies vegetais, trilha ecológica, fauna com diversos pássaros, lago e é uma área de nascentes de água. Além disso, é bem estruturado com salas administrativas e banheiros. Oferece quiosques, academia ao ar livre e playgrounds.

  1. Gigante Deitado

A formação geológica mais famosa da cidade, ganha destaque entre os visitantes, que o elegem como magnífico, exuberante e relaxante. Ele está localizado entre Pardinho, Bofete e Botucatu e trata-se de uma formação rochosa, esculpida pelo vento. De longe, parece mesmo um gigante deitado, já que as três rochas formam a cabeça, barriga e pés.

  1. Rampa para voo livre

A rampa está no topo da Cuesta e pode ser acessada gratuitamente aos finais de semana. Além de poder apreciar a paisagem do alto da rampa, os praticantes de voo livre também curtem uma vista espetacular. Todos os visitantes se surpreendem com a beleza ao redor, bem como os adeptos de paraglider curtem a adrenalina do esporte.

  1. Pedra do Índio

Impossível não mencionar o lugar. É uma propriedade particular, mas que atrai muitos visitantes. O mirante fica no topo da Cuesta, na divisa com Bofete, e é o mirante das Três Pedras mais espetacular. O lugar oferece uma vista panorâmica de mais de 30 quilômetros e é bem estruturado. Conta com banheiro e lanchonete que serve um saboroso café da manhã. Tem como atrativo o famoso Deck do Índio, um lugar que proporciona incríveis vistas. Além do mirante, é possível visitar grutas e fazer trilha.

Além desses destaques, ainda podemos mencionar lugares fascinantes e recheados de adrenalina. Entre eles: Cachoeira da Pedreira (Pavuna), Bairro Demétria, Complexo Turístico Véu da Noiva, Catedral Sant’Ana, Cachoeira Indiana, Museu do Café (Fazenda Lageado), Mirante das Três Pedras e o CEVAP Unesp.

A cidade também oferece muitos atrativos como turismo urbano. Veja alguns: Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci, mirante da cidade Morro de Rubião Júnior, Estação Ferroviária, Colégio Santa Marcelina, Capela de São Cristóvão (Mirante da Cuesta), Grupo Escolar Cardoso de Almeida, Caridade Portuguesa Maria Pia, Secretaria Municipal de Educação, Colégio Arquidiocesano La Salle, Museu do Café da Fazenda Lageado.

Ao visitar Botucatu, você terá muito para ver e fazer e, com certeza, vai querer voltar à cidade. Só não deixe de contratar um seguro de viagem para garantir passeios sem dor de cabeça!

Texto por: Andreia Silveira, parceira do site Smartia, estuda Gestão de Turismo na Uninter. Possui certificação como Gestor de Turismo pelo MTur e em Operação de Roteiros Turísticos e Monitoria de Atrativos Turísticos.

Foto por: Istock/ Julio Ricco

Comentários