logo

Telefone: (11) 3024-9500

Bariloche: vistas panorâmicas em trilhas pelas montanhas | Qual Viagem Logo

Enjoying the scenery, San Carlos de Bariloche, Patagonia, Argentina.

Bariloche: vistas panorâmicas em trilhas pelas montanhas

15 de dezembro de 2017

Localizada à beira dos Andes, Bariloche oferece várias paisagens de tirar o fôlego. Uma das opções para apreciar tudo o que a natureza da cidade tem a oferecer é o trekking – uma caminhada em montes e montanhas. As opções são diversas que podem ser adaptadas para todas as idades e níveis de prática no esporte. Caso o trajeto escolhido fique na região do Parque Nacional Nahuel Huapi, é necessário fazer um registro prévio. Confira abaixo qual é o trajeto mais adequado para você.

Foto por iStock / Buenaventuramariano

Foto por iStock / Buenaventuramariano

NÍVEL FÁCIL: indicado para quem não tem muita experiência, crianças e pessoas idosas.

Cerrito Llao Llao e Villa Tocul: o trajeto todo dura aproximadamente 1h20. É possível parar no mirante Llao Llao e admirar a bela vista que ele oferece. Chegando à Villa Tocul, é possível relaxar e descansar na praia e ainda fazer mergulho. O caminho possui algumas descidas que podem ser um empecilho para quem tem mobilidade reduzida.

Baía López: esse caminho dura aproximadamente 1h30. No trajeto é possível observar a Baía López, o Brazo Tristeza e o lado leste do Monte Capilla. A natureza do caminho é de impressionar e as águas são claras e límpidas.

Lago Escondido: o ponto de partida dessa trilha é a esplanada em frente à casa do guarda florestal. Dele até o lago a caminhada é de apenas 20 minutos, por túneis naturais e muita beleza. Ao chegar ao lago é possível aproveitar a agradável temperatura da água e a beleza da paisagem, já que o lago é cercado por montes e florestas.

Foto por iStock / Agustina Camilion

Foto por iStock / Agustina Camilion

NÍVEL DIFÍCIL: para aqueles que já têm mais experiência na atividade e um bom condicionamento físico.

Travessia dos Quatro Albergues: esse caminho é longo. Dura até cinco dias, andando uma média de quatro a nove horas por dia. O caminho une os albergues Frey, Jakob, Laguna Negra e López. Os aventureiros pernoitam nos albergues, que oferecem jantar e café da manhã.

Monte Tronador / Pico Argentino: o monte Tronador é o mais alto da região de Bariloche, com 3.554 metros. Ele fica na fronteira entre Argentina e Chile e é ótimo para a prática do montanhismo. Em seu cume tem neve o ano todo e é possível ter uma bela vista da região.

Mais informações em: barilocheturismo.gob.ar

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / Buenaventuramariano

Comentários