logo

Telefone: (11) 3024-9500

Atacama e Salar: os desertos espetaculares da América do Sul | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ filrom

Atacama e Salar: os desertos espetaculares da América do Sul

15 de fevereiro de 2018

Diferente de qualquer outro lugar da América do Sul, os desertos do Atacama e Salar Uyuni a cada dia estão atraindo turistas de todas as partes do mundo, justamente por proporcionar experiências novas e de paisagens inigualáveis

Salar

Quem tem a oportunidade de visitar os mais de 10 mil quilômetros de sal do deserto do Salar Uyuni, o maior do mundo, deixa o local com a mesma opinião: será impossível encontrar um lugar parecido ao deserto localizado entre a Bolívia e o Chile.

O turista poderá escolher entre dois pontos para iniciar o passeio: pela própria Uyuni ou por San Pedro, cidade chilena. Pelos os dois caminhos, o turista poderá encontrar grandes pontos turísticos, como as lagunas, gêiser e águas termais e a Ilha dos Cactos até chegar ao deserto.

Foto por Istock/ RicksonLiebano

Foto por Istock/ RicksonLiebano

Outro ponto importante na hora de escolher Salar como próximo local da sua viagem, é a aproximação com o Brasil, já que a Bolívia faz fronteira com o nosso país. Outro ponto positivo, é que o viajante terá a oportunidade de viajar sem os altos custos de uma viajem para outro continente, já que o real é valorizado em relação ao boliviano, moeda local.

Visitar Salar também é conhecer um pouco mais da evolução da terra, pois o local é formado por diversas transformações de lagos pré-históricos. Por oferecer, muitas vezes temperaturas altas, Salar é alvo, principalmente, de turistas que gostam de se aventurar por lugares incomuns. Porém, pelo mesmo motivo, é preciso ter cuidado com crianças e idosos.

Foto por Istock/ DC_Colombia

Foto por Istock/ DC_Colombia

Por isso, será comum ver viajantes usarem calça, camisetas de blusas longas, mesmo com o forte calor, para se proteger dos raios de sol que são refletidos no chão claro devido ao sal do deserto.

Hotéis de Sal

Diferente de todas as construções do mundo, o deserto do Salar tem um tipo diferente de hospedagens. Suas paredes e seus móveis são feitos de sal, dando visual diferente para toda a decoração da construção.

Quando ir

O ideal seria visitar Salar de Uyuni em duas oportunidades. Na época mais chuvosa, entre novembro e março, e na época de seca, que atingi a região entre maio e setembro. As duas oportunidades irá proporcionar momentos diferentes.

Na época da chuva, com a água se fundindo ao sal do deserto, transforma o local em um dos mais bonitos. Já na seca, com paisagens não menos impressionante, sua viagem terá o tempo mais firme. Porém, as altas temperaturas estarão presentes e, com o forte calor e o reflexo dos raios solares, calças, blusas de mangas longas e óculos escuro terão presença garantida em sua bagagem.

Onde ficar

Hotel Palacio de Sal

Hotel de Sal Luna Salada

Hotel de Sal Cristal Samaña

Onde comer

Breakfast Nonis

Restaurante Tika

Sal Negra

Como chegar

Será muito difícil encontrar passagens passagens aéreas de qualquer capital do Brasil direto para Uyuni. Então, será preciso, em caso não feche um pacote em alguma agência de turismo, pensar em uma boa maneira de como chegar até a Bolívia. Companhias como Latam, Aerolineas, Amaszonas fazem o percurso até La Paz, capital Boliviana, diariamente. Depois, terá que pegar outro voo para chegar até Uyuni.

Atacama

Já presente na maioria dos roteiros dos turistas que chegam na América do Sul, o deserto do Atacama vem atraindo a cada dia mais viajantes brasileiros e se tornando o principal ponto turístico do Chile.

Localizado na região norte do país, o Atacama é considerado o deserto mais alto do mundo pois tem regiões que ultrapassam os 4000 metros. O local também é recheado de paisagens impressionantes que vão desde San Pedro, pequeno povoado do Atacama, até chegar nas dunas do Vale da Morte, local onde muitas pessoas costumam praticar alguns esportes radicais.

Foto por iStock / filipefrazao

Foto por iStock / filipefrazao

San Pedro

O povoado, local ideal para ficar perto da maioria dos pontos turísticos do Atacama, reserva ótimos pontos turísticos. Um deles é Laguna Cejar é um dos primeiros locais que todo turista que está no Atacama visita. Com paisagens lindas, o local é considerado um dos principais locais para assistir o nascer do sol. Além disso, a laguna, que concentra mais sal que o mar morto, fica localizada entre algumas montanhas e vulcões, deixando a experiência única.

Outro ponto que não pode deixar de conhecer em sua passagem por San Pedro, enquanto está no Atacama, é Ojos de Salar. O local consiste em duas crateras cheias de água, onde também, assim com as lagunas, o turista tem a possibilidade de se banhar. Porém, é preciso ter cuidado, pois os dois buracos são profundos. Muitos estudiosos tem teorias de como as crateras apareceram, porém nada ainda foi comprovado.

Termas de Puritama

Foto por Istock/ pickypalla

Foto por Istock/ pickypalla

Para quem gosta de água, o Termas de Puritama é mais um local que terá lindas paisagens linda e com possibilidade de um banho relaxante. O turista encontrará linda cachoeira além de oito poços de agua termais. É um dos lugares mais procurado no roteiro do Atacama, pois seu acesso é fácil e pode ser feito com carro particular. O local está cerca de 30 minutos do povoado de San Pedro.

Vale da Morte e Vale da Lua

Se a Laguna Cejar é um dos locais escolhidos para ver o nascer do sol, o Vale da Lua é conhecido como um dos lugares mais lindos para se ver o pôr do sol. Cheio de dunas, o local é utilizado para a pratica de esportes radicais como, por exemplo, sandboard. Os locais ficam no setor mais arido do Atacama, ou seja, dificilmente encontrara vegetação, é um deserto quase absoluto. O locais são conhecidos pelas suas rochas, que tem formatos interessantes. Como a rocha três marias ou Penitentes e Anfiteatro.

Pukará de Quitor

Quem se interessar pela história da região, não poderá deixar de conhecer Pukará de Quitor. As ruinas da fortaleza são um prato cheio para quem gosta de um tour histórico. No sítio arqueológico, o turista poderá encontrar uma vista linda de toda região, pois o local era utilizado para defender a população da região de inimigos há 700 anos. Bem localizado, Pukará de Quitor fica apenas a 3 quilômetros de distância de San Pedro.

Tour Astronômico

Foto por IStock/ fbxx

Foto por IStock/ fbxx

Quem pensou que a noite não teria nada para se fazer no deserto se enganou. Pelo contrário, a noite o turista poderá fazer um dos mais belos passeios da América do Sul: o tour astronômico do deserto do Atacama. Um dos lugares preferidos é Ayllu de Sólo. O local é um resevartório aberto para visitação que é considerado um dos maiores parques de telescópios da América Latina.

Quando ir

O local poderá ser frequentado em toda época do ano, porém para quem não gosta do frio, a melhor época para se visitar a região é de dezembro a março. Porém, no invferno, meio do ano, o tempo fica mais firme e é possível aproveitar com mais tranquilidade os pontos turísticos da região.

Onde ficar

Por estar próximo de importantes pontos turísticos do Atacama, San Pedro é o principal local escolhido pelos turistas para se abrigar. A cidade, por ser turística, tem variedades de acomodações, desde hotéis luxuosos até o mais simples para os mochileiros. Por isso, escolhemos alguns hotéis que podem facilitar sua viagem.

Hotel Explora Atacama

Hotel Tierra Atacama

Hotel Terrantai Lodge

Onde Comer

Assim como nos hotéis, os restaurantes em San Pedro são os mais procurados.

La Estaka

Las Delicias de Carmem

La Picada del Indio

Como chegar

Chegar até o Atacama, o viajante tem algumas opções. O turista poderá viajar de Latam até Santiago e de lá ir até Calama. Calama está cerca de 1 hora de San Pedro de Atacama. A segunda opção é viajar de Gol até Santiago e pegar outro avião até Calama. Sky Airline é uma opção para realizar esse trajeto.

Texto por: Fabio Pesaresi

Foto destaque por Istock/ filrom

Comentários